Will Smith deixa a Academia do Oscar após tapa em Chris Rock

Will Smith voltou a surpreender a todos nesta sexta-feira (1º) ao anunciar sua renúncia à Academia de Artes e Ciências Cinematográficas, organização responsável pelo Oscar. A decisão é motivada pelo episódio de agressão do ator contra o comediante Chris Rock na cerimônia deste ano. As informações são da Variety.

“A lista dos que machuquei é longa e inclui Chris, a família dele, muitos dos meus queridos amigos e amados, todos os presentes e um público global em casa. Traí a confiança da Academia. Privei os outros indicados e vencedores da oportunidade de celebrar e serem celebrados por seus trabalhos extraordinários. Estou de coração partido", escreveu Will em comunicado à impressa.

Ele afirma que sua intenção de deixar a Academia é que o episódio do tapa deixe de ser o centro das atenções e que os outros vencedores da noite possam receber também destaques.

“Quero trazer o foco de volta àqueles que merecem atenção por suas conquistas e permitir à Academia voltar ao incrível trabalho que faz em dar apoio à criatividade e a arte no cinema. (…) Mudanças levam tempo e estou comprometido em trabalhar para me assegurar que nunca mais permitirei que a violência se sobreponha à razão", destacou.

Relembre o caso

Um climão tomou conta do palco do Oscar 2022 nesse domingo (27). Após Chris Rock fazer um comentário com a cabeça raspada de Jada Pinkett-Smith, o ator Will Smith subiu ao palco e lhe deu um tapa. "Tire o nome da minha esposa da sua boca", bradou Smith.

Rock falou que estava ansioso para ver G.I. Jane 2. Ele comparou Pinkett Smith com a protagonista de "Até o limite da honra" (1997), vivida por Demi Moore, que tinha a cabeça raspada. A atriz passou a raspar a cabeça por causa de alopecia, que provoca queda de cabelo.

Ela fez uma careta, logo após o comentário. Por um segundo, pareceu parte do show, mas na verdade Will Smith estava falando sério: "Você não fale da minha mulher", gritou ele da plateia.

Momentos depois, Smith levou o prêmio de melhor ator por "King Richard: criando campeãs". Em seu discurso de agradecimento, no qual ficou visivelmente emocionado, o ator pediu desculpas à Academia e aos presentes. "O amor faz a gente fazer coisas loucas", disse.

Já na segunda-feira (29), Will foi às redes sociais para pedir desculpas pelo seu comportamento. "A violência em todas as suas formas é venenosa e destrutiva", começou o ator.

"Meu comportamento ontem à noite no Oscar foi inaceitável e imperdoável. Piadas às minhas custas fazem parte do trabalho, mas uma piada sobre a condição médica de Jada era demais para mim e reagi emocionalmente."

O ator aproveitou para se desculpar publicamente a Chris Rock: "Eu passei dos limites e estava errado. Estou envergonhado e minhas ações não foram indicativas do homem que quero ser."

Investigação

A Academia de Cinema do Oscar abriu, nesta segunda-feira (28), uma investigação formal sobre a agressão de Will Smith a Chris Rock. "A Academia condena as ações do Sr. Smith no evento da noite passada. Iniciamos oficialmente uma revisão formal em torno do incidente e exploraremos outras ações e consequências de acordo com nossos Estatutos, Padrões de Conduta e a lei da Califórnia”, diz o comunicado.

Por conta da agressão, o ator pode ser suspenso da Academia, mas a premiação de Melhor Ator não será removida. Segundo o The Hollywood Reporter, alguns conselheiros do órgão querem a expulsão do artista.

Dawn Hudson, CEO da Academia, enviou uma nota à Variety onde fala do privilégio de estar na Academia e ressalta o código de conduta do Oscar. "A filiação à Academia é um privilégio oferecido a um grupo seleto na comunidade global de cineastas. Além de conquistarem excelência nas artes e ciências audiovisuais, os membros também devem se comportar de forma ética e respeitar os valores da Academia de respeito à dignidade humana, à inclusão e a um ambiente acolhedor que promova a criatividade", disse.

Ainda durante a transmissão da premiação, o perfil oficial do Oscar se manifestou nas redes sociais. “A Academia não tolera violência de nenhuma forma. Hoje à noite temos o prazer de comemorar nossos vencedores do 94º Oscar, que merecem este momento de reconhecimento de seus colegas e amantes do cinema em todo o mundo”, publicou o Twitter.

Departamento de Polícia de Los Angeles informou que Chris Rock não quis abrir um boletim de ocorrência contra Will Smith.

Correio 24hs

Deixe uma resposta