Vitória decepciona e perde do Volta Redonda em dia de público recorde

Com as mãos na cabeça, Danilo Cardoso lamenta derrota do Vitória

Tinha tudo para ser perfeito. Mais de 28 mil torcedores coloriram o Barradão de vermelho e preto e apoiaram o Vitória contra o Volta Redonda em partida neste domingo (5), pela 9ª rodada da Série C. Mas, apesar da festa bonita, o Leão se deu mal e perdeu por 2×1 para o time do interior do Rio de Janeiro.

O resultado poderia ter sido diferente porque, mesmo sem fazer uma grande exibição, o Vitória teve chances de ouro para ao menos empatar: Rafinha, autor do gol rubro-negro, teve um pênalti para ampliar sua artilharia, mas acertou o travessão. Igor Bolt e Lelê marcaram para o Volta Redonda.

Além de perder a chance de entrar no G8, que é a zona de classificação à segunda fase, o Vitória ficou a apenas um ponto do Confiança, primeiro time dentro da zona de rebaixamento.

O jogo

O Vitória começou quente, incendiado pela torcida que ainda terminava de lotar o estádio durante os primeiros minutos de jogo. Do lado de fora, um engarrafamento quilométrico atrasou a chegada de muitos rubro-negros.

Logo no primeiro minuto, Gabriel Santiago recebeu passe de Roberto e encheu o pé. A bola bateu na rede pelo lado de fora. O garoto da base ameaçou novamente 10 minutos mais tarde quando chutou para defesa de Dida com o pé.

Aos poucos, o Leão foi arrefecendo e deixava espaços para o Volta Redonda criar. Foi numa dessas que Igor Bolt recebeu bom passe de Wendson, que ganhou dividida com Sánchez, e tocou com categoria por cima de Lucas Arcanjo para abrir o placar.

O atacante do time visitante saiu para comemorar e fez gesto de "cala a boca" para a torcida do Vitória. Deu em confusão: Alemão foi tirar satisfação com Bolt e logo vários outros jogadores entraram no desentendimento. Bolt tomou cartão amarelo.

Dois minutos mais tarde, o Volta Redonda ampliaria o placar quando Thomaz Kayck marcou de cabeça após cobrança de falta. Para sorte do Leão, o árbitro viu falta do zagueiro em Léo Gomes e anulou o gol.

Mais dois minutos e uma cena inusitada aconteceu: Rodrigão reclamava com a arbitragem e foi expulso do banco de reservas no dia de sua potencial estreia. Sequer entrou em campo e já desfalca o time na próxima rodada, contra o Atlético-CE, sábado (11), às 19h, em Fortaleza.

O Vitória sentiu o gol e permitiu ao Volta Redonda circular pela área. Lelê e Bolt incomodavam, mas não conseguiam colocar Lucas Arcanjo para trabalhar.

A salvação rubro-negra veio na bola parada. Eduardo cobrou escanteio, Roberto desviou no primeiro pau e Rafinha se jogou em direção à bola no segundo e empurrou para o gol. Dida ainda fez a defesa, mas a bola já tinha cruzado a linha e o bandeira alertou à arbitragem. O Barradão explodiu em êxtase. Era o empate, na raça, em vermelho e preto.

No segundo tempo, o Vitória não conseguiu se impor. A bola ficava mais nos pés dos jogadores do time adversário e as transições do rubro-negro eram lentas. O Leão só chegava com chutes de fora da área. Eduardo e Dionísio tentaram. Gabriel Santiago tirou tinta da trave do goleiro Dida em chute que desviou na zaga. O Volta Redonda, por sua vez, não chegava muito, mas quando conseguiu, foi cirúrgico.

Wendson e Iury fizeram bonita tabela antes de jogar a bola na área. Livre de marcação, Lelê mal precisou subir para cabecear e jogou no cantinho de Lucas Arcanjo: 2×1.

O empate do Vitória poderia sair no lance seguinte, em que Foguinho caiu na área e o árbitro deu pênalti de Iran. Rafinha, artilheiro do time, encheu o pé no meio do gol e parou no travessão.

A tarde que era pra ser perfeita se tornou um pesadelo e interrompeu a sequência de duas vitórias do time baiano na Série C. O Vitória saiu de campo vaiado pela torcida, que foi para o estádio mirando G8 e viu o time estacionar no 12º lugar.

FICHA TÉCNICA

Vitória 1×2 Volta Redonda | 9ª rodada da Série C 2022

Vitória: Lucas Arcanjo, Alemão, Danilo Cardoso, Marco Antônio e Sanchez; Léo Gomes, Dionísio e Eduardo (Foguinho); Gabriel Santiago (Alan Pedro), Roberto e Rafinha (Dinei) | Técnico: Fabiano Soares.

Volta Redonda: Dida, Iury, Thomas Kayck, Iran e Marcos Jr (Danrlei); Luiz Paulo (Ailton), Bruno Barra e Pedrinho; Wendson (Davison), Igor Bolt (Caio Victor) e Lelê | Técnico: Rogério Corrêa.

Gols: Igor Bolt, aos 24 minutos do primeiro tempo (Volta Redonda); Rafinha, aos 37 minutos do primeiro tempo (Vitória); Lelê, aos 24 minutos do segundo tempo (Volta Redonda)

Estádio: Barradão, em Salvador (BA)
Público total: 28.586 presentes, 27.671 pagantes
Cartões amarelos: Leo Gomes, (Vitória) | Lelê, Igor Bolt, Rogério Corrêa, Luiz Paulo, Raphael Lucas (Volta Redonda)

Cartão vermelho: Rodrigão (Vitória)

Arbitragem: Thiago Luis Scarascati, auxiliado por Anderson José de Moraes Coelho e Leandro Matos Feitosa. Trio de SP.

Correio 24hs

Deixe uma resposta