Tony Ramos quer ‘eleições sem ameaças’ e diz por que não sobe em palanques

SÃO PAULO,SP (FOLHAPRESS) – Aos 73 anos e com mais de cinco décadas dedicadas à arte, Tony Ramos se orgulha de nunca ter pisado em um palanque político ou declarado publicamente seu voto. Mas isso não quer dizer que o ator não tenha suas preferências políticas, ele apenas quer ter a liberdade de criticar e não induzir o voto de ninguém.
Apesar disso, o ator defende o direito dos colegas artistas de manifestarem publicamente o voto em candidatos, mas como artista popular ele enfatiza que prefere não revelar seus favoritos. “Eu não aponto porque eu quero ter esse direito inalienável de criticar quando for [necessário], porque todo aquele que vota em alguém que não deu certo ou que cometeu uma imprudência também teria que fazer sua mea-culpa. Eu não vou fazer mea-culpa.”
Ramos afirmou que a democracia move a sua vida e foi para defendê-la que ele subiu pela única vez na vida em um palanque: nas Diretas Já. O movimento popular pós-ditadura, que aconteceu entre 1983 e 1984, defendia a vol..