Dia dos Pais: presentes para impressionar os apaixonados por vinhos

Pais enófilos são como qualquer pessoa que ama vinhos: eles gostam de qualidade em suas bebidas e de recursos que ajudem na degustação, seja conhecimento ou acessórios. Neste Dia dos Pais, trago algumas dicas de presentes que vão impressionar o paizão, além de dicas de lojas com boas ofertas!
Ajude-o a conservar seus melhores vinhos
Um presentaço para o paizão que adora viajar e voltar com vinhos especiais é o Coravin. Trata-se de um dispositivo moderno que não requer a retirada da rolha; impedindo, assim, a oxidação do vinho. Ele introduz uma agulha fina através da rolha e injeta um gás inerte chamado argônio dentro da garrafa, ao mesmo tempo que aspira a bebida. A agulha é tão fina que a cortiça rapidamente se recompõe após a retirada. O Model Timeless SL custa R$ 2.200 no site oficial do Brasil (www.coravinbrasil.com.br) e vem com seis cápsulas. Cada uma serve até 45 porções de 50ml ou 15 taças de vinho de 150ml.
Dê um curso para que ele deguste melhor
O EnoBahia – Enófilos da Ba..

Está na hora de congelar óvulos? Entenda por que tantas mulheres buscam procedimento

A vontade de ser mãe era antiga, mas a sensação era de que ainda não era o momento. A advogada Camila Trabuco, 38, se questionava sobre como conciliaria os cuidados com uma criança e a carreira. Já a publicitária e digital influencer Cris Rocon, 38, vinha de tentativas de engravidar sem sucesso. Por sua vez, a psicoterapeuta Lorena Muniz, 33, sente que não está totalmente certa de que não quer ter filhos.
Em diferentes momentos da vida, cada uma dessas mulheres tomou a mesma decisão: congelar óvulos para uma eventual gestação no futuro. Camila fez o procedimento há poucos meses, enquanto Cris decidiu quando ainda tinha 23 anos. Lorena já fez orçamentos e ainda se prepara para começar o processo.
“Fui deixando o projeto da maternidade para depois e priorizando minha carreira. Acontece que nós mulheres temos questões que envolvem o aspecto hormonal, de qualidade de óvulos”, diz Camila, que também tem um diagnóstico de endometriose. “Eu queria ter a oportunidade de gerar meu próprio f..

Se liga, painho! Veja 10 itens básicos para uma paternidade funcional

Dos bastidores familiares para as nossas páginas, dez reclamações reincidentes – de mães e filhos – transformadas em toques espertos para pais que não moram com a prole. Não é por que você não tá junto todo dia que precisa ficar conhecido como “o genitor”, “aquele irresponsável” ou “o outro lá”, confere? Então, colabora aí.
Se a criança adoece quando está com você, o mínimo esperado é que as providências sejam tomadas por você. A mãe deve ser avisada, claro – e participar dos cuidados – mas, também, o pediatra. “Devolver” filho doente, sem encaminhamento, para que a mãe resolva o problema sozinha é das maiores vergonhas que um pai pode passar; “Acidentes” acontecem, sabemos. Mas há algo errado se sempre acontecem quando a criança está com o pai. Não há como evitar a má fama se, no retorno para a casa materna, piolho, assaduras, catarros, raladuras e hematomas por exemplo, são brindes comuns. Nesse caso, a definição de descuido (ou maus tratos) tá aí pra ser aplicada; Se você não mor..

Match perfeito: tendências de cores podem migrar da decoração para as roupas

Já imaginou se inspirar na cor da parede do quarto ou da sala para montar seu look? Pois saiba que isso é muito possível. As cores anualmente escolhidas pelas empresas de pigmentos levam em consideração pesquisas globais de tendências. Elas representam o desejo do momento. Cada uma delas reflete um significado, que pode ser, por exemplo, aconchego, vitalidade, espiritualidade, conexão com a natureza ou ousadia. Embarcando nessa ideia para esse editorial, usamos como base as tintas lançadas pela Suvinil com os tons do ano. A cartela de cores, batizada de Revela 2022, cria moods renovadores para os ambientes e podem muito bem influenciar suas escolhas no guarda-roupa. Buscamos peças que se aproximassem ao máximo dos matizes presentes nas paredes e brincamos com tom sobre tom, criando looks monocromáticos sem monotonia. Apostar em uma produção toda em uma palheta traz informação de moda atualizada e elegância, a dica é misturar texturas e usar até brilho. Demos a cada look o nome da tinta..

Conheça a biodança, prática que concilia dança e música na busca pela saúde

Quando “Alegre menina”, de Dorival Caymmi, ecoa da caixa de som, 23 pessoas circulam por uma sala amarelada pela luz. O que o corpo de cada uma delas faz, ao estímulo dos tons, não é dança somente. Enquanto passam umas pelas outras, às vezes com toques, outras com movimentos de mãos e pés, elas dão vida a uma técnica criada por um chileno na década de 1960 que sobrevive com o propósito de resgatar a saúde – do modo mais integral possível.
Às 19h30, antes de começarem os movimentos pela sala, estão todos descalços e sentados em roda sobre almofadas, amarelas como as lâmpadas acesas. Na meia hora inicial, falarão sobre as experiências da semana anterior, como o corpo e a mente reagiram aos estímulos mentais e corpóreos.
Nesta noite, e nas próximas sessões, a ideia é iniciarem a trilha de trabalho sobre o conceito de antifrágil, a capacidade de evoluir diante de adversidades. Cada sessão é diferente da outra.
“Estou aqui presente, não me sentindo culpada, mas me escutando”, diz uma das..

Desbravando a mata: a expedição que identificou cogumelos comestíveis na Bahia

Quando os primeiros cogumelos comestíveis começaram a ser usados no Brasil, por influência da culinária francesa, os do tipo ‘champignon’ logo se tornaram sinônimo de um produto nobre. Até hoje, vendidos em conserva nos mercados ou frescos em pequenas porções nas delicatessens, ainda são vistos por muita gente como algo pouco acessível. Mas, em muitos países da Europa, são exatamente o contrário.
“Na França, o cogumelo é conhecido como ‘carne de pobre’. As pessoas fazem as coletas nos bosques de forma trivial. É uma fonte de proteína importante, inclusive em tempos de carne cara”, diz o chef de cozinha Caco Marinho, presidente do Instituto Ori. Enquanto isso, no Brasil, apenas mais recentemente é que mais pessoas começaram a entender o tamanho do potencial dos cogumelos comestíveis – os brasileiros mesmo, não os franceses.
Foi pensando em desbravar espécies nativas de cogumelos silvestres e leveduras selvagens que fossem propícias para consumo que um grupo com cerca de 20 especialist..

Quem pode alimentar animais de rua? Vizinhos brigam e caso vai à polícia em Feira

As imagens das câmeras de segurança registraram a sequência de acontecimentos: primeiro, um automóvel se aproxima de uma casa, no bairro SIM, em Feira de Santana. Do carro, desce um homem que começa a retirar vasilhas de água e comida que estavam no passeio – os recipientes tinham sido colocados ali pela dona da casa para alimentar seis cachorros que vivem naquela rua. Em seguida, ele joga a água fora e entra em uma discussão com a dona da casa.
Nos últimos dias, o vídeo viralizou nas redes sociais e provocou revolta de ativistas da causa animal e moradores de Feira de Santana, que denunciaram uma tentativa de impedir que os bichos fossem alimentados. O caso aconteceu na Rua Alto da Serra, no dia 23 de julho, mas não teria sido o único episódio: segundo testemunhas, há um movimento de parte dos vizinhos contra os moradores que alimentam animais que vivem na rua.
Câmeras de segurança teriam flagrado ao menos outras duas situações: uma ainda na noite do dia 23 de julho, quando o mesm..

Comer, brincar e amar: conheça Itacaré das praias, cachoeiras e pratos deliciosos

Itacaré fica na fronteira entre as costas do Dendê e do Cacau, mas é o lar de sabores que vão muito além da moqueca e chocolate. A cidade baiana recebe neste mês o IX Festival de Sabores, reunindo chefes, produtores e marcas tanto da região – com alguns convidados especiais de fora da região. O evento vai até 28 de agosto.
Entre os pratos, opções desde inovações que provocam pesadelos nos mais tradicionais, como o Acarajapa, mistura de acarajé com sushi vendido pela Bella Praia a R$ 38, ou um mojito de capim santo, do Sabores da Terra a R$ 24,90. Como também pratos regionais, exemplo do badejo na folha de bananeira, do Lua Cheia a R$ 58, e o Maré, feito com camarões no arroz de açaí, do restaurante Manga Rosa, a R$ 39,90.
No entanto, o “prato principal” é a feira reunindo diversos produtos que são dificilmente encontrados em cidades grandes, como palmito in natura, folha de canela, bolo de puba, calda de jenipapo, geleia, nibs e mel de cacau, além de diversas opções de pimentas.
Os ..

40 anos depois: um aniversário com Caetano Veloso que abalou o Rio de Janeiro

Neste dia 07 de agosto de 2022, Caetano Veloso chega aos 80 anos em plena forma, compondo, cantando e sempre com suas opiniões firmes e fortes. Foi sempre assim. Ao longo desse tempo sempre estive acompanhando seu trabalho ou me encontrando com ele em diversos eventos. Como nesse, registrado na foto quando ele comemorou seus 40 anos com uma grande festa no Rio de Janeiro com a presença de ilustres convidados: o cineasta Bruno Barreto (Dona Flor e seus Dois Maridos), o produtor baiano Paulinho Lima, que produziu com Waly Salomão o icônico show Gal Fa-Tal e Cazuza começando a carreira. E lá estava eu, também começando a carreira de repórter.
Quem me convidou para a festa foi Paulinho Lima, atualmente morando em Boipeba, depois de viver por mais de cinquenta anos no Rio de Janeiro. Paulinho, ao lado de Roberto Santana e do saudoso Mário Almeida, tinha um escritório de agenciamento de artistas como Angela Ro Ro, Marina Lima, Lulu Santos, Ritchie, Léo Jaime entre outros. Além disso, Paulin..

Uma transa doce: artista visual produz painel para os 80 anos de Caetano

Tem som no microfone? Por enquanto, sim, e é importante que tenha agora porque é hora de celebrar a memória de um dos maiores gênios da música brasileira, que emulou tal fama em transas astrais e telúricas que ajudaram a moldar a cultura e identidade nacionais. Caetano Veloso faz 80 anos, e nesses 80 Caetanos a única obrigação é celebrar sua potência e seu legado.
Cumprindo o protocolo, o CORREIO abre essa homenagem especial com uma ilustração do artista visual Davi Caramelo, que pôs para brilhar uma imagem inspirada num dos clássicos do artista de Santo Amaro. “Pensei em uma forma de unir dois grandes eventos numa só imagem, como uma fotografia que capturasse o alinhamento de planetas, sem ocultar quaisquer partes de ambos. O discobjeto ‘Transa’ é para mim uma obra total, que perpassa o tratamento gráfico da capa, arranjos, composições e inúmeras referências e citações que seguem atuais e reverberam; são temas que ainda discutimos 50 anos depois”, explica o artista visual, que também..