CNJ proíbe registro de relações entre três ou mais pessoas como uniões estáveis

O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) decidiu que os cartórios brasileiros não podem registrar relações entre três ou mais pessoas como uniões estáveis. O relator, João Otávio de Noronha, e outros sete conselheiros votaram pela proibição da “poligamia” nesta terça-feira…