Anestesista iniciou estupro 50 segundos após marido da vítima deixar sala do parto

A Delegacia concluiu a investigação do caso de estupro do anestesista Giovanni Quintella Bezerra durante um parto no Hospital da Mulher Heloneida Studart, no Rio de Janeiro. A análise do vídeo que o flagrou mostra que o médico começou o crime apenas 50 segundos depois de o marido da vítima deixar a sala com o recém-nascido.
Giovanni será indiciado por estupro de vulnerável, e a previsão é que o inquérito seja enviado ao Ministério Público ainda nesta terça-feira (19).
Outros pontos do inquérito:
O vídeo de 1 hora e 36 minutos e 20 segundos, gravado pelo telefone de uma enfermeira, está íntegro e sem edições; Tempo total do estupro: 9 minutos 5 segundos; O médico aplica medicamento na vítima 7 vezes durante o crime; O laudo médico-hospitalar em material usado pelo médico para se limpar após o estupro deu negativo sobre a presença de sêmen. No inquérito, é explicado que como material passou por diferentes recipientes após a coleta não foi possível garantir sua integridade; Laudo de..