Spotify confirma mudança de preferências musicais

Acredita-se que a pandemia de Covid-19 resultou numa procura maior por formas de entretenimento, o que acabou por aumentar a procura por subscrições em serviços como o Spotify. A empresa sueca confirma a tendência, tendo somado novos clientes em número suficiente para ter alcançado o patamar dos 130 milhões de subscritos.

Apesar disso, o Spotify confirma que a pandemia, o período de quarentena e a situação econômica mais instável fez com que vários subscritores cancelassem as respectivas contas. Ao Wall Street Journal, o Spotify indicou que estes clientes deram mostras de terem intenções de voltar ao serviço assim que a situação melhore.

Mais interessante é o fato de, aparentemente, as preferências musicais dos utilizadores ter mudado com a pandemia de Covid-19, notando-se uma tendência para músicas mais relaxantes.

“Durante este tempo notámos que as músicas que os ouvintes do Spotify estão a adicionar às suas ‘playlists’ são mais ‘chill’ – ou seja, são mais acústicas, menos dançáveis e têm uma energia menor do que as músicas anteriormente adicionadas. Além disso, a música tende a ser mais instrumental, com instrumentos em vez de vozes”, pode ler-se no comunicado do Spotify.

Noticias ao Minuto

Deixe uma resposta