SOS para empreendedores baianos: onde buscar ajuda para seu negócio

O SAE funciona na capital e em 17 cidades, atuando na abertura de um negócio até na elaboração de estratégias

Há mais de 12 anos, Jutacy Alves abriu um CNPJ como microempreendedor individual para atuar no ramo de reformas e construção civil. Como passou um tempo morando fora, ao retornar a Salvador, percebeu que não conseguia mais emitir notas fiscais, pois a ausência longa fez com que a inscrição fosse cancelada. Na capital baiana, alguns serviços estão ajudando os empreendedores a tocarem seus negócios com mais facilidade e rapidez.

Um desses serviços une num mesmo lugar a Secretaria da Administração (Saeb), Junta Comercial do Estado da Bahia (Juceb), Ibametro, Sebrae e Desenbahia. Trata-se do Serviço de Atendimento ao Empreendedor (SAE), que foram abertas nos postos dos SAC’s Shopping da Bahia e Salvador Shopping.

Além da capital, o serviço está disponível no interior do estado em 17 unidades: Alagoinhas, Feira de Santana, Guanambi, Ilhéus, Irecê, Itabuna, Jacobina, Jequié, Juazeiro, Paulo Afonso, Santo Antônio de Jesus, Senhor do Bonfim, Teixeira de Feitas, Valença, Vitória da Conquista, Itapetinga e Itaberaba. Mais três unidades estão em fase final de implantação nos municípios de Barreiras, Eunápolis e Simões Filho.

No caso de Jutacy, a centralização dos serviços do SAE representou um ganho significativo de tempo e custos. “Descobri que existia o SAE e fui super bem atendido, especialmente porque estava cheio de dúvidas e precisava resolver meu problema rapidamente, afinal muitos clientes precisam ter a nota fiscal do serviço prestado e já estou com um MEI novo”, comemorou o empreendedor.

Apoio integral

De acordo com o analista do Sebrae Bahia, Maurício Fernandez, o serviço atua para apoiar dos potenciais empreendedores e microempreendedores Individuais (MEI) aos empresários de micro e pequenas empresas (MPE) de todos os segmentos e setores econômicos.

“Nessas unidades são oferecidos serviços de orientação empresarial (abertura de um negócio, atividades econômicas, planejamento de um negócio, registro da empresa, regimes tributários, entre outros), apoio na formalização do MEI, apresentação de produtos e soluções do Sebrae (tais como, Sebraetec, Mercado Azul, etc.) e na divulgação de eventos e capacitações”, afirma.

O representante do Sebrae faz questão de salientar que os serviços são disponibilizados de forma presencial, semipresencial e/ou remota (digital) e prestados por meio do corpo técnico de atendentes do SAC que, por sua vez, são capacitados pelo próprio Sebrae Bahia.

“Nas estruturas do Serviço de Atendimento ao Empreendedor o nosso público-alvo ainda pode contar com o auxílio de orientações também do Ibametro, do Desenbahia e da Junta Comercial do estado da Bahia”, completa.

Nas unidades também é possível obter informações mercadológicas e orientações sobre registro. Para agendamento e informações sobre horários de funcionamento das unidades, basta acessar o site do SAC digital (www.sacdigital.ba.gov.br).

O SAE visa ajudar o empreendedor a encontrar soluções de forma rápida e unificada

(Foto: Alberto Coutinho/GOVBA/Divulgação)

Atualmente existem em funcionamento 24 unidades do SAE de competência da SDE, estruturados dentro das dependências dos SACs na capital e interior. Além das unidades inauguradas, é possível encontrar outras em Salvador nos SACs Comércio, Cajazeiras e nos Shoppings Barra e Bela Vista. No Shopping Boulevard Camaçari fica a unidade da Região Metropolitana.

Inovação e sustentabilidade para a capital

As parcerias para ajudar os empreendedores não param por ai. Com a prefeitura de Salvador, foram assinados três documentos. Um protocolo de intenções para a implantação do Sebrae Ecos, que fará parte da ampliação da participação do Sebrae Bahia no Espaço Colabore. O objetivo é dar funcionalidade a dois novos módulos no local, tendo como foco a criação de um espaço dedicado a questões voltadas para a inovação e incorporação de práticas sustentáveis para as micro e pequenas empresas.

A outra parceria firmada entre o Sebrae e a prefeitura de Salvador diz respeito ao projeto Fortalecimento de Pequenos Negócios, cujo investimento chega a R$ 20 milhões e terá como objetivo desenvolver um conjunto de ações para tornar os pequenos negócios da capital mais competitivos e sustentáveis. Ainda em Salvador, o Sebrae vai estar presente no polo de Economia Criativa DOCA 1, no bairro do Comércio. Nessa parceria, o objetivo é apoiar e fortalecer os empreendedores de pequenos negócios criativos.

Serviço

Onde buscar orientação?

Unidades do SAE – postos dos SAC’s Shopping da Bahia e Salvador Shopping
SAC digital – www.sacdigital.ba.gov.br
Sebraewww.sebrae.com.br
Espaço Colaborewww.parquesocial.org.br

Correio 24hs

Deixe uma resposta