Servidores municipais da Saúde decidem paralisar atividades por 72h

Os servidores municipais da saúde de Salvador decidiram pela paralisação das atividades por 72 horas em assembleia da categoria na manhã desta terça-feira (24).

A paralisação iniciará no dia 31 de maio, segundo a Associação dos Agentes de Saúde do Estado da Bahia (Adanacen).

A categoria reivindica o reajuste salarial, o reajuste no auxílio alimentação e remodelação do formato de concessão do auxílio transporte. Os profissionais argumentam o desgaste da categoria.

Protestos de servidores municipais de diferentes áreas vem acontecendo nos últimos dias. Uma manifestação na quarta-feira (11) reuniu professores, agentes de saúde, guardas civis, salva-vidas, agentes de fiscalização, além dos profissionais de saúde e de manutenção da cidade.

A representação sindical alega que há uma defasagem no salário após mais de cinco anos sem reajuste por parte da gestão municipal. Manifestantes dizem que houve acordo em anos anteriores e que não foram cumpridos pela prefeitura.

A categoria também pede reajuste no valor do auxílio alimentação, congelado há cerca de 10 anos, segundo os servidores.

Mais segurança
Uma mobilização dos servidores municipais no dia 7 de abril pautou também o pedido de mais segurança nos postos de trabalhos. O destaque ocorre após um assalto ocorrido em uma Unidade Básica de Saúde, localizada na avenida San Martin, no dia 30 de março.

Correio 24hs

Deixe uma resposta