Salvador é a 4ª capital do Nordeste que mais desrespeitou o isolamento social em maio

Com medidas mais restritivas à circulação de pessoas anunciadas para a próxima segunda-feira (11), Salvador é a 4ª capital do Nordeste que mais desrespeitou o isolamento social na primeira semana de maio. 

Dados da empresa InLoco, que mede o índice de isolamento social a partir de uma base de dados com mais de 60 milhões de dispositivos móveis em todo o Brasil, apontou que, em média, em maio, 47% dos soteropolitanos respeitaram as recomendações do governo municipal e ficaram em casa. 

A maior taxa de isolamento social do Nordeste pertence a capital do Piauí, Teresina (53%), seguida por São Luís (52%), que implementou o lockdown no começo do mês. Os dados levam em conta a primeira semana de maio, do primeiro dia do mês até a última quinta-feira (6). 

Apesar das taxas, os decretos da prefeitura que fecharam escolas, academias e cinemas, como ainda restringiram o acesso a mercados, praias e lojas, contribuíram para o aumento do número de soteropolitanos em casa.

No começo de março, ainda sem o decreto, a capital tinha uma taxa de isolamento de 32%, em média, até o anúncio das medidas restritivas feitas pelo prefeito ACM Neto. 
 

Salvador teve seu pior dia em número de casos e mortes de coronavírus nesta sexta-feira (8), de acordo com dados verificados na última edição do boletim da Secretaria da Saúde do Estado.

A capital baiana teve 17 mortes e 252 casos confirmados da Covid-19 em 24h. Com isso, são 3.129 e 118 óbitos. A cidade ainda soma 64,9% dos diagnósticos positivos. 

bahia noticias

Deixe uma resposta