‘Retomada em agosto é quase nula’, diz prefeito ACM Neto sobre aulas nas redes particular e municipal de Salvador

O prefeito ACM Neto disse, em entrevista coletiva nesta sexta-feira (17) que retomada das aulas nas redes particulares e públicas do município não deve ocorrer em agosto. Para o prefeito, a possibilidade maior é que as aulas sejam retomadas no mês de setembro, caso as primeira e segunda fases de reabertura do comércio não sobrecarreguem o sistema de saúde.

“Eu entendo a dificuldade das escolas, temos conversado. Nem todas as escolas estão inteiramente paradas, muitas particulares estão funcionando e cobrando. Eu sou pai e sei disso. Não dá para voltar às aulas sem as primeira e segunda fases estarem analisadas, para a gente verificar os impactos. Por isso que eu acho que a retomada das aulas em agosto é nula. Agora, a volta em setembro, eu já acho mais provável. Eu não vou permitir a volta as aula sem total segurança, pela vida das crianças, dos alunos, das suas famílias e dos professores”, disse o prefeito.

“As escolas particulares, assim como as escolas públicas, como todos os envolvidos na educação, têm que dar o exemplo. E dar o exemplo é se preocupar, só não com resultado financeiro, mas sim com saúde e vida dos alunos e de suas famílias”.

O prefeito explicou ainda que o plano de retomada das atividades das escolas já está em elaboração. Ele falou também que a prefeitura pode, inclusive, voltar atrás na retomada das atividades, caso a medida comprometa o sistema público de saúde de Salvador.

“Uma vez retomada a atividade comercial, nós vamos analisar o comportamento das pessoas e o impacto disso nas curvas e taxas do município. Se crescer rápido demais e voltar a 80% de ocupação das UTIs, a fase terá que ser repensada e nada afasta a possibilidade de fechar tudo de novo. Eu acho que não vai acontecer, porque nós, prefeitura e governo, fomos muito cautelosos ao analisar os critérios de reabertura”.

“Os 75% nós darão uma margem de segurança boa, seguindo nossa linha técnica segura, o que me permite dizer que não há hipótese de haver colapso no sistema de Salvador. A prefeitura e governo do estado não vão permitir que isso aconteça”.

Nesta sexta, ACM Neto reafirmou o que já havia dito na quinta-feira (16), sobre a avaliação da retomada das atividades comerciais na próxima semana.

“Eu acredito que entre hoje e amanhã nós chegaremos ao 75% de taxa de ocupação, a menos é claro se não houver uma nova explosão de pacientes precisando de tratamento de terapia intensiva. Nós cremos que amanhã [sábado, 18], a gente vence essa barreira, e aí entramos na contagem regressiva dos cinco dias, para que então no sexto dia, com segurança e responsabilidade, possamos fazer a retomada da primeira fase do comércio”, disse.

Hospital de campanha

As declarações do prefeito ACM Neto foram dadas durante a inauguração da segunda tenda do hospital de campanha do Wet’n Wild. No total, 100 novos leitos funcionarão na unidade: 20 de UTI, que já poderão receber pacientes a partir da noite desta sexta-feira (17), e outros 80 de enfermaria que devem ficar totalmente prontos até a próxima sexta-feira (24).

A primeira tenda do hospital de campanha foi entregue há cerca de dois meses, no dia 12 de maio. O prefeito explicou que deu prioridade à abertura dos leitos de UTI na segunda tenda, para ajudar a desafogar o sistema de saúde da capital e reduzir as taxas de ocupação.

“Nós tínhamos que correr com esse esforço para oferecer os leitos de UTI com mais brevidade, porque os leitos clínicos nós temos maior folga. Então, vamos permitir o funcionamento dos 80 leitos de enfermaria até a sexta-feira que vem [24], porque eles não representam um problema para a gente hoje. Encerramos o dia com 78% de taxa de ocupação nos leitos de UTI, taxa esta que está em queda e vai cair ainda mais com os novos leitos que abrimos. Até sexta-feira da semana que vem, 100% do hospital estará em funcionamento”, avaliou o prefeito ACM Neto.

O hospital de campanha do Wet’n Wild funciona 24 horas por dia, todos os dias da semana, e é a primeira unidade de campanha da Bahia a ter um equipamento de tomografia computadorizada, que permite analisar a saúde dos pulmões dos pacientes.

Na segunda tenda da unidade, vão trabalhar 529 profissionais de saúde, entre eles: 14 médicos plantonistas intensivistas, 14 médicos diaristas e UTI, sete médicos clínicos plantonistas, 28 médicos clínicos diaristas, 16 médicos especialistas, entre pneumologistas, infectologistas e radiologistas, 22 enfermeiros de UTI, 30 enfermeiros de enfermaria, sete nutricionistas, 22 fisioterapeutas, dois psicólogos, oito assistentes sociais, cinco farmacêuticos, 55 técnicos de enfermagem de UTI, 100 técnicos de enfermagem de clínica médica, 14 técnicos de radiologia, 12 auxiliares de farmácia, seis maqueiros, 14 copeiros, além da equipe de suporte ao administrativo. (G1/Ba)

Deixe uma resposta