Repórter da Globo teve rins e pâncreas perfurados; estado é grave

O repórter da TV Globo Gabriel Luiz e Silva de Araújo, 28 anos, passou por uma cirurgia e está internado no Hospital de Base do DF em estado grave. Ele foi atacado por dois homens e levar cerca de 10 facadas na noite da quinta-feira (14), em Brasília.

Gabriel sofreu diversas lesões, que atingiram tórax, braços, mão, pernas e pescoço. Ao todo, os cirurgiões identificaram cerca de 10 perfurações.

O ferimento mais grave foi no abdome, e laceração nos rins e no pâncreas, segundo o portal Metrópoles.

Gabriel Luiz conseguiu chegar à portaria do seu prédio para pedir socorro ao porteiro após o ataque.

De acordo com o profissional, o repórter estava muito ensanguentado, mas conseguiu se manter consciente. Gabriel teria dito : “Me ajuda! Eles vão me matar! Eu vou morrer!”.

O porteiro, em seguida, ligou para os bombeiros. Há um quartel próximo ao local do crime.

Gabriel também pediu para que o funcionário ligasse para o pai e passou o contato. O repórter foi levado para o Hospital de Base do Distrito Federal (HBDF) com ferimentos no tórax, nos braços, na mão, nas pernas e no pescoço, e passou por cirurgia.

Segundo o Corpo de Bombeiros, o jornalista teve “corte no pescoço, perfuração no abdômen e ferimento na perna esquerda”. O ferimento que mais demandou atenção foi o do abdome, pois houve laceração nos rins e no pâncreas. Por causa disso, Gabriel teve hemorragia e perdeu muito sangue.

Circunstâncias

O crime ocorreu por volta das 23h20, quando o jornalista voltava para casa. Ele foi seguido por dois suspeitos, que o cercaram e desferiram cerca de 10 golpes. Testemunhas relatam que um indivíduo segurou a vítima para o outro esfaquear. A agressão só parou porque um vizinho viu a situação e gritou.

A ação foi registrada por câmeras de segurança. Veja imagens:

***

Correio 24hs

Deixe uma resposta