Quase 200 brasileiros já são voluntários em estudo para se infectar com Covid-19

O estudo que busca voluntários para se infectarem com o novo coronavírus em busca de uma vacina, já tem 182 brasileiros inscritos. Com nome 1 Day Sooner, a plataforma já possui cerca de 3,9 mil voluntários, vindos de 52 países. As informações são da coluna Bem Estar, do G1.

A ideia, desenvolvida por pesquisadores dos Estados Unidos, é testar diversos tipos de vacina ao mesmo tempo e acelerar os testes em humanos. Segundo um balanço da Organização Mundial da Saúde, existem hoje 76 vacinas em desenvolvimento no mundo: 71 em estágio pré-clínico e 5 em estado clínico.

Vale lembrar que o estudo prevê que, para diminuir os riscos, é importante que os voluntários não estejam no grupo de risco da doença. “Obviamente, ao desafiar voluntários com esse vírus, corre-se o risco de causar doenças graves e possivelmente até a morte. No entanto, argumentamos que tais estudos, ao acelerar a avaliação da vacina, poderiam reduzir o número global de mortalidade relacionadas ao coronavírus. O risco pode ser aceitável se forem feitos testes em adultos jovens e saudáveis, com risco relativamente baixo de doenças graves após infecção natural e se, durante o desafio, eles receberem monitoramento frequente e, após qualquer infecção, os melhores cuidados disponíveis”, afirmam os idealizadores.

A OMS lançou, na última sexta-feira, uma iniciativa de “colaboração emblemática”, com o objetivo de acelerar os testes com vacinas e medicamentos seguros para previnir, diagnosticar e tratar a Covid-19.

A ação é denominada Access to Covid-19 Tools, e pretende colocar as tecnologias contra a doença “acessíveis a todos que precisam delas, no mundo inteiro”. 

bahia noticias

Deixe uma resposta