‘Pude mostrar minha força’ vibra Mota após pegar pênalti na final

Mota pegou o pênalti cobrado por Miller no primeiro jogo da final do Baianão

Os primeiros 90 minutos da decisão do Campeonato Baiano chegaram ao fim e Atlético de Alagoinhas e Jacuipense ficaram no empate por 1×1. A igualdade no placar foi garantida pelo goleiro Mota, do Leão do Sisal.

Um dos destaques da partida, o camisa 1 defendeu o pênalti cobrado por Miller, no primeiro tempo, e fez uma defesa milagrosa na cabeçada à queima roupa de Gabriel Esteves, no segundo tempo. Após o duelo no Carneirão, o goleiro comemorou a boa atuação.

"Primeiramente agradecer a Deus por isso, a torcida, os nossos companheiros que deram a vida. O momento do goleiro é o pênalti e graças a Deus eu pude fazer a defesa. Eu não estava aparecendo tanto no Campeonato, os caras não estavam deixando a bola chegar. Mas graças a Deus na decisão pude mostrar a minha força", disse Mota.

Com a igualdade no placar, o campeão baiano de 2022 vai ser definido no próximo encontro entre as equipes, domingo (10), em Riachão do Jacuipe. Quem vencer, fica com a taça. Em caso de novo empate, campeão será conhecido nos pênaltis.

Correio 24hs

Deixe uma resposta