Presidente do Conselho Fiscal do Vitória diz que PC devia ser ‘banido por tudo o que fez com o clube’

Presidente do Conselho Fiscal do Vitória, Jaílson Reis afirmou, nesta quarta-feira (30), que Paulo Carneiro devia ser “banido por tudo o que fez com o clube”. A fala foi registrada em entrevista ao programa BN Na Bola, da rádio Salvador FM 92,3, apresentado por Emídio Pinto, Glauber Guerra e Ulisses Gama. Vale lembrar que PC teve as contas de 2020 reprovadas pelo Conselho Fiscal, e corre o risco de ficar inelegível por até seis anos (saiba mais aqui). A crítica de Jaílson diz respeito à contratação do centroavante Jordy Caicedo. “O Vitória recebeu R$ 3 milhões de empréstimo da Magnum. Mas o dinheiro não foi pra botar as contas do Vitória em dia, foi pra comprar Caicedo. Diante disso, primeiro foi apontada uma cesta de jogadores, o que é uma irregularidade. Esse documento está no parecer de 2020, e apareceu no para-brisa do meu carro. Não tínhamos conhecimento. Quando questionado, o presidente começou a fazer uma bola de neve. Quando os membros do Conselho Fiscal pararam para analisar, disseram o seguinte: até hoje não consigo compreender totalmente essa transação. Na denúncia que o Conselho Fiscal apresentou, faço um apelo ao mesmo para que Fábio Mota [atual presidente interino] convoque a AGE, que ele apresente essas denúncias no CD e resolva a vida do ‘afastado’ de uma vez por todas. Porque é inadimissível que PC ainda esteja só com o título de afastado. Ele tem que ser banido por tudo o que fez no clube”, afirmou Jailson. Paulo Carneiro foi afastado em setembro do ano passado da presidência do Vitória sob a acusação de gestão temerária (relembre aqui). O processo está em fase de conclusão. Confira a entrevista completa:Bahia Noticias

Deixe uma resposta