Prefeitura de Salvador recomenda suspensão de cirurgias eletivas em hospitais particulares

O secretário municipal de Saúde (SMS), Leo Prates, anunciou nesta terça-feira (23) que a pasta vai emitir uma recomendação para que os hospitais particulares de Salvador suspendam as cirurgias eletivas “para facilitar a alocação de uma maior estrutura de leitos voltados para o vírus [coronavírus]”. O anúncio foi feito por meio de publicação no Instagram.

Prates se reuniu com representantes das unidades de saúde privadas da capital, que vem apresentando sinais de colapso nos últimos dias na rede de tratamento à Covid-19. 

“Também solicitei que as instituições particulares encaminhem diariamente a taxa de ocupação dos leitos para que o COE da SMS possa fazer o monitoramento da situação de cada unidade”, explicou.

Embora informações apontadas por fontes do Bahia Notícias ligadas a órgãos de saúde, que indicam que o sistema privado chegou à lotação máxima nos leitos de tratamento contra a Covid-19, o presidente da Associação de Hospitais e Serviços de Saúde do Estado da Bahia (Ahseb), Mauro Duran Adan, afirmou que ainda há leitos disponíveis. Contudo, ele alertou que a situação é alarmante.

“A taxa está elevada, mas quem tem plano está sendo atendido regularmente. Quero alertar a população, porém, que isso não é garantia. A população e a sociedade precisam adotar medidas de distanciamento social, prevenção, para evitar a disseminação da doença”, afirmou, em entrevista ao programa Bahia Notícias No Ar, da Rádio Salvador FM 92,3, na última segunda-feira (22).

A medida adotada pela Saúde em Salvador tem o intuito de desafogar o colapso vivido no sistema público de tratamento ao novo coronavírus. Com os maiores índices de ocupação dos hospitais desde meados do ano passado, a capital tem encontrado dificuldades para ofertar leitos para a população. Somente nesta terça, os hospitais do Subúrbio e Municipal apresentaram 100% de ocupação dos espaços.

Bahia Noticias

Deixe uma resposta