Polícia solicita prisão de suspeito de atropelar grupo na Boca do Rio

A Polícia Civil solicitou a prisão do condutor do veículo, responsável pelo atropelamento de quatro pessoas na Boca do Rio e que resultou na morte de Érica Bittencourt Santos, 29 anos. No entanto, o pedido de prisão ainda não foi analisado pela justiça.

A identidade do suspeito de atropelar o grupo não foi divulgada pela polícia, mas a família de Érica afirma que ele se chama Luís Cláudio Barnabé.

Segundo a Polícia Civil, as investigações continuam, com o objetivo de localizar o suspeito e concluir o inquérito policial. O caso está sendo investigado pela 9ª Delegacia (Boca do Rio).

Nessa quarta-feira (1º), Vanessa Bittencourt Santos, 28, irmã de Érica, afirmou que o responsável pelo atropelamento queria acertar uma mulher com quem tinha um relacionamento e havia discutido em um aniversário nas proximidades da Rua Pedro Ferreira, onde o crime ocorreu. Além de Érica, mais três pessoas ficaram feridas.

A auxiliar administrativa chegou em estado grave no Hospital Geral do Estado (HGE) e, logo depois teve a perna amputada, não resistiu aos ferimentos e morreu por volta das 5h de terça-feira (31). Ela foi enterrada na tarde dessa quarta, no Cemitério Bosque da Paz, em Salvador.

Correio 24hs

Deixe uma resposta