Para evitar problemas, Bellintani reforça ideia de ‘projeto seguro’ na SAF do Bahia

A Sociedade Anônima do Futebol (SAF) é um tema que tem rondado o Bahia nos últimos meses e não foi diferente nesta terça-feira (23), durante a eleição que aclamou Ednaldo Rodrigues como novo presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF). Presente no evento realizado no Rio de Janeiro, o presidente tricolor, Guilherme Bellintani, reforçou a ideia de um "projeto seguro" para evitar problemas no futuro, a exemplo do que vem acontecendo com o Cruzeiro e o ex-jogador Ronaldo Nazário. "Desde agosto do ano passado a gente vem trabalhando para fazer um projeto diferenciado, com muita calma, sem nada afobado. É um trabalho longo. A gente quer evitar que o tema SAF não venha com muitos percalços, como a gente está vendo em outros clubes. Meu desafio é fazer um projeto bem consolidado para que o sócio e a sócia decidam. Muito além de um cheque, de uma venda, temos que fazer um projeto e isso está próximo de ser apresentado para o torcedor decidir o que quer", disse, em entrevista ao Bahia Notícias. Pressionado pela torcida por conta do rebaixamento e dos fracassos no Campeonato Baiano e na Copa do Nordeste deste ano, o dirigente do Esquadrão de Aço lamentou a situação, mas pregou tranquilidade para dar início ao projeto de retorno à elite do futebol brasileiro. "Ferimos muito o torcedor com o rebaixamento. Já com o torcedor ferido, trouxemos outros dois péssimos resultados. O torcedor tem razão de estar muito magoado. Os diversos percalços do rebaixamento trazem esse tipo de consequência. Sabemos que é difícil mudar o perfil, a folha do elenco… Mas nada isso justifica o péssimo resultado no primeiro trimestre. A gente precisa ter tranquilidade para fazer o que temos que fazer, que é voltar para Série A. Em 2021, fomos campeões da Copa do Nordeste e terminamos o ano tristes. Estou olhando nesse ano de forma contrária, começando tristes e terminando com a conquista do nosso objetivo", pontou. Com o calendário aberto por conta das eliminações, o Tricolor só entra em campo no próximo dia 8 ou 9 de abril, justamente contra o Cruzeiro, na Arena Fonte Nova. Será o primeiro de 38 desafios na Segunda Divisão.Fonte: Bahia Notícias

Deixe uma resposta