Para Alckmin, Bolsonaro justifica derrota ao suspeitar de fraude

O candidato à Presidência Geraldo Alckmin (PSDB) disse nesta segunda-feira (17) que Jair Bolsonaro (PSL) tenta justificar uma derrota antecipada ao aventar a possibilidade de fraude nas eleições deste ano.

No domingo (16), em seu leito no hospital em que se recupera de uma facada, Bolsonaro fez uma transmissão ao vivo pelo Facebook em que sugeriu a possibilidade de fraude nos resultados das urnas como parte de um plano para que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) possa deixar a prisão, onde está desde abril.

“Ele está querendo justificar a derrota antecipada? Por que fraude? Eu disputei dez eleições, ganhei, perdi. Não teve fraude nenhuma. O Brasil é exemplo para o mundo de avanço na área tecnológica, na área eleitoral”, provocou Alckmin após entrevista para jornalistas de agências internacionais.

Estagnado em todas as pesquisas de intenção de voto -tem 9%, segundo levantamento do Datafolha da semana passada-, Alckmin deu início a uma estratégia de, além de desconstruir a imagem de Bolsonaro, pregar o voto útil, afirmando que a presença do capitão reformado do Exército no segundo turno pode levar o PT de volta ao Palácio do Planalto com Fernando Haddad (PT).

“Vamos trabalhar muito para que o Brasil tenha uma opção melhor, que o país saia dessas aventuras e possa realmente trilhar o que interessa para a população”, disse o tucano.

À imprensa estrangeira, Alckmin falou da importância de acordos internacionais e defendeu a eleição como maneira de dar uma sinalização positiva ao mercado internacional.

“A situação não é simples, o mundo inteiro está preocupado com o Brasil, o mundo inteiro quer investir no Brasil, o Brasil tem tudo para voltar a crescer. Agora, precisa ter não aventura, precisa ter governo que realmente ponha nos trilhos a nossa economia, faça as reformas. Se não a fizermos, vai continuar este marasmo”, disse o candidato do PSDB.

Com informações da Folhapress.

Deixe uma resposta