Novo foco: Lotus apresenta seu primeiro SUV, que será elétrico

O Eletre é o primeiro SUV da britânica Lotus que, até então, só produzia carros esporte

Tradicional fabricante de carros esporte, a Lotus apresentou uma série de novidades que quebraram vários paradigmas. A marca britânica irá se arriscar na categoria dos SUVs, que será elétrico e produzido na China.

O veículo é fruto do investimento da montadora chinesa Geely – acionista da Volvo Cars -, e será montado sobre a nova plataforma EPA (Electric Premium Architecture).

Com 5,10 metros de comprimento, o novo Lotus irá contar com dois motores elétricos, um para cada eixo, que produzem 600 cv em conjunto. A aceleração de 0 a 100 km/h é abaixo de 3 segundos, sem ter um número exato revelado. Já a velocidade máxima é bem alta para um elétrico: 257 km/h.

O Eletre, que irá concorrer com o Lamborghini Urus e o Porsche Cayenne, terá um sistema de carregamento de até 800 volts. Isso significa que o SUV poderá receber uma recarga completa em apenas 18 minutos com um carregador apropriado.

No Reino Unido, o preço sugerido será de £ 100 mil, o equivalente a R$ 616 mil.

PICAPE AUDI?
A Mercedes-Benz fracassou em seu projeto de uma picape média e a Classe X rapidamente deixou o mercado – inclusive nem chegou ao Brasil, como era planejado.

Mas a Audi parece ter uma estratégia bem diferente do seu rival alemão, pois quer ter um utilitário com caçamba. Quem deixou escapar a informação foi Markus Duesmann, CEO global da empresa baseada em Ingolstadt, na Baviera.

A Audi poderia partir do zero e produzir uma picape eletrificada ou utilizar a nova geração da Amarok como base. Seria, assim, um segundo produto baseado na Ford Ranger, já que o modelo da Volkswagen irá compartilhar sua estrutura.

JAPONÊS RADICAL
Além do SUV da Lotus e de uma possível picape da Audi, a Toyota também surpreendeu. O Corolla, que já ganhou apelidos infames como Vovôrolla, foi revelado em uma versão radical.

Essa configuração deve chegar ao mercado brasileiro. O fabricante japonês promoveu importantes modificações e, fazendo jus à Gazoo Racing, transformou o hatchback (carroceria inédita no Brasil) em um verdadeiro esportivo.

A Toyota apresentou uma versão esportiva do Corolla

A maior atração é o conjunto motriz, protagonizado pelo motor 1.6 turbo G16E-GTS. O propulsor entrega 304 cv de potência a 6.500 rpm e 37,7 kgfm de torque entre 3 mil e 5.500 rpm, sendo sempre associado ao câmbio manual de seis velocidades.

A Toyota ainda não divulgou os dados de desempenho e os preços do GR Corolla.

EXPANSÃO DO PORTFÓLIO
A BYD Brasil anunciou que o grupo baiano GNC será representante exclusivo da marca na Bahia.

De acordo com Gercino Coelho Filho, CEO do GNC, a concessionária que irá comercializar veículos elétricos e híbridos em Salvador será inaugurada ainda no primeiro semestre.

“A paixão por vender automóveis é a nossa maior convicção para continuar cada vez mais expandindo nossa presença nacional. Temos um orgulho muito grande de termos sido nomeados, em Salvador, para representar a BYD, verdadeira referência mundial em automóveis eletrificados”, comemora Aurivalter Junior, diretor do Grupo GNC.

O grupo GNC irá representar a chinesa BYD na Bahia

O primeiro carro que chegará ao showroom será o Tan EV, um SUV elétrico de sete lugares com potência combinada de 517 cv.

A BYD é uma das maiores empresas de baterias recarregáveis do mundo e produz carros, caminhões e ônibus.

O GNC foi fundado em 1991, em Vitória da Conquista, e atua atualmente com 10 marcas, atuando em cinco estados.

PREFERIDOS NO BRASIL
Entre os automóveis e comerciais leves, a Fiat Strada foi o veículo mais emplacado em março no mercado brasileiro. Foram 7.567 unidades licenciadas contra 6.908 emplacamentos do Hyundai HB20, segundo no ranking.

A picape Strada liderou as vendas no país em março

O Fiat Mobi (6.581) conseguiu uma inédita terceira posição, ficando na frente do Volkswagen T-Cross (6.547), quarto colocado. O quinto foi o Chevrolet Onix (5.419).

Da sexta à décima posição ficaram: Chevrolet Tracker (4.748), Jeep Compass (4.724), Fiat Toro (4.442), Toyota Corolla Cross (4.318) e Hyundai Creta (4.238).

PREFERIDOS NA BAHIA
No mercado estadual a disputa foi acirrada pelo primeiro lugar com o Chevrolet Onix somando 299 emplacamentos, apenas seis unidades a mais que a Fiat Strada (293), que ficou com a segunda posição.

A briga pelas posições seguintes também foi apertada: Hyundai Creta (269) ficou em terceiro e a Fiat Toro (262) em quarto.

A seguir, Toyota Corolla Cross (232) na quinta posição e Chevrolet Onix Plus (231) na sexta. A picape Hilux (197), da Toyota, ficou em sétimo e o Fiat Pulse (181) em oitavo.

Três modelos empataram em nono lugar com 180 unidades licenciadas cada: Chevrolet Tracker, Jeep Compass e Renault Kwid. O Volkswagen T-Cross fechou o mês de março com 172 emplacamentos na Bahia.

MILHÕES DE ELETRIFICADOS
A Toyota está comemorando a marca de 20 milhões de carros eletrificados vendidos no mundo desde 1997.

A história do fabricante com esses produtos começou há 25 anos, com o lançamento do Prius.

Nesse período, o carro híbrido teve 5,77 milhões de unidades comercializadas globalmente.

Correio 24hs

Deixe uma resposta