‘Não me impede de trabalhar’, diz Pedro Paulo Rangel sobre doença crônica

Pedro Paulo Rangel, de 73 anos, que interpretou Calixto na novela "O Cravo e a Rosa", negou boatos de que estaria impossibilitado de trabalhar por conta de uma doença. "Vi notícias de que estou doente, que parei de trabalhar. Eu queria desmentir isso. Na verdade, tenho uma doença crônica, DPOC (doença pulmonar obstrutiva crônica), causada pelo cigarro. Isso absolutamente não me impede de trabalhar", disse ele à coluna de Patrícia Kogut, do jornal O Globo.
"Eu tomo remédios, tenho uma rotina. Faço fisioterapia. Eu só não posso andar muitos metros, não consigo, me dá falta de ar. Mas no palco eu ando perfeitamente", explicou o ator que vai reestrear a peça "O Ator e o Lobo" em outubro, no Rio de Janeiro
Segundo Pedro, para sair nas ruas ele usa uma scooter. "É a maneira que tenho para sair de casa e me locomover. Não quero andar e parar a cada cem metros para respirar. Não sou um inválido que está na cama. Foi muito chato quando li isso. É desagradável."
Com foco no teatro, o ator disse que não tem vontade de voltar a fazer novelas. "Não quero fazer. É muito longa. Já que não tenho mais contrato fixo, prefiro projetos menores. Novela é desgastante", disse. "Agora posso, graças a Deus, escolher o que fazer. Quero participações, séries. É melhor do que ficar nove meses ou até mais num mesmo trabalho. Quero ter menos tempo trabalhando e mais tempo para mim", completou.

Correio 24hs

Deixe uma resposta