Manifestantes bloqueiam Av. Contorno em protesto por conta de atropelamento

Manifestação pede justiça pelo atropelamento de duas pessoas no dia 24 de março

Cerca de 20 pessoas se concentram na Av. Contorno, na altura do Solar do Unhão, na noite desta quarta-feira (06), em protesto por conta do atropelamento que ocorreu na localidade no último dia 24 de março.

De acordo com a Transalvador, os manifestantes bloquearam as duas vias da avenida. Agentes do órgão estão no local para administrar o trânsito.

A Polícia Militar também foi acionada e uma equipe do 18º BPM foi enviada, por volta das 18h20. No local, os policiais constataram que os moradores da comunidade da Gamboa fecharam a via para protestar e pedir justiça pelas duas pessoas atropeladas.

A manifestação segue em andamento, até o momento desta publicação, sendo acompanhadas pela PM.

Relembre o caso

Um homem foi detido após atropelar duas pessoas na Avenida Contorno, próximo ao Museu de Arte Moderna. O caso aconteceu no fim da tarde de quinta-feira (24).

As duas vítimas foram socorridas para o Hospital Geral do Estado (HGE) e uma delas está em estado grave, segundo informações da TV Bahia. As vítimas foram identificadas como Miraci Silva, de 47 anos, que teve fraturas no braço e ferimentos no rosto, e um jovem identificado apenas como Milton, 29, que tem o estado de saúde mais delicado e precisou ser intubado.

Em nota, a Polícia Militar informou que policiais da 16ª CIPM faziam rondas na região quando foram informados por testemunhas que um veículo modelo Volvo atropelou duas pessoas e que moradores da comunidade da Gamboa ameaçavam linchar o condutor do carro. Os policiais acionaram o Samu e mais equipes da polícia para conter as testemunhas.

Segundo a Polícia Civil, o motorista foi conduzido por policiais militares à 1ª Delegacia Territorial (DT/Barris). Ele foi autuado em flagrante por lesão corporal culposa na condução de veículo automotor, ouvido e liberado, ao pagar fiança de 20 salários mínimos.

Ainda de acordo com a polícia, o exame toxicológico não identificou uso de álcool no sangue. Ele vai responder a inquérito. Imagens de câmeras de segurança foram solicitadas, e guias de perícia no veículo e nas vítimas foram expedidas.

Correio 24hs

Deixe uma resposta