Ludmilla sobe ao palco sem som e com plateia xingando Bolsonaro

GUSTAVO LUÍS E PEDRO MARTINS
SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – Ludmilla subiu ao palco depois de 30 minutos de atraso na Freguesia do Ó. No intervalo de uma hora entre o show de Diogo Nogueira e o da cantora, idosos e crianças foram embora da praça Dollmann e deram lugar a um público mais jovem.

A apresentadora pediu calma à plateia para evitar acidentes. Quem estava em frente ao palco teve que dar um passo para trás para evitar empurra-empurra e os jovens em cima do muro e das árvores tiveram que descer.

O aviso parece não ter chegado, porém, aos espectadores que estavam ao fundo. Eles fizeram o que puderam para garantir visão do palco.

Ludmilla se apresentou ao público ao som de "Cheguei", mas o microfone não a acompanhou. A falha técnica atravessou mais da metade da canção e a artista interrompeu a cantoria.

Logo em seguida, o público puxou um coro de "ei, Bolsonaro, vai tomar no cu". A cantora voltou a cantar, mas não se ouvia nada do fundo. Indignado, o público mudou o coro político para vaias seguidas de "aumenta o som". A cantora, então, interrompeu a apresentação novamente.

Noticias ao Minuto

Deixe uma resposta