Juazeiro: Suspeito de atear fogo na casa da namorada em Vera Cruz é preso; vítima foi encontrada carbonizada em carro

Um homem investigado por atear fogo na casa da namorada foi preso em Juazeiro, norte da Bahia, na terça-feira (10). Ele também é suspeito de matar a mulher, que teve o corpo encontrado dentro de um carro carbonizado às margens da BR-110, em São Sebastião do Passé, na região Metropolitana de Salvador.

Agentes da 17ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Coorpin), de Juazeiro, cumpriram o mandado de prisão preventiva expedido pela Comarca de Itaparica, onde fica a casa que foi incendiada, em janeiro de 2020.

Thank you for watching

Segundo a Polícia Civil, o suspeito se preparava para fugir da cidade quando foi surpreendido pelos policiais. O homem está custodiado no Complexo Policial de Juazeiro até ser recambiado para Itaparica.

O nome dele não foi divulgado pela polícia, porém, na época do crime, ele foi identificado por familiares da vítima como Charles Adamo Jesus de Araújo.

Caso
O corpo de Ludmila Aragão Campos foi encontrado carbonizado, dentro do automóvel dela, no dia 28 de janeiro de 2020. O carro estava às margens da BR-110, em São Sebastião do Passé.

A mulher era considerada desparecida desde que a casa dela tinha sido incendiada, dias antes, na localidade de Aratuba, que fica na Ilha de Itaparica.

Carro de Ludmilla foi encontrado carbonizado em São Sebastião do Passé — Foto: Reprodução/TV Bahia

Investigações da 24ª Delegacia Territorial de Vera Cruz concluíram que o namorado da vítima seria o autor do crime. Foi apurado que Ludmila vivia em um relacionamento abusivo e temia romper com o agressor.

Na época do crime, a mãe da vítima afirmou que ela já tinha sido ameaçada de morte pelo homem, que também já havia feito o mesmo com uma ex-companheira, em Salvador.

Caracterizado como feminicídio, o Código Penal Brasileiro estipula pena de reclusão de 12 a 30 anos para esse tipo de crime.(G1)

Deixe uma resposta