Imagens de professora agredindo bebê de um ano gera comoção e revolta na internet

A cena de uma criança de 1 ano e 10 meses sendo agredida por uma professora gerou revolta e viralizou na internet. O fato ocorreu em uma escola de Praia Grande, no litoral de São Paulo. Nas imagens, a professora e a criança aparecem sentadas em um tapete e é possível ver que a docente penteia o cabelo da menina. Em alguns momentos, no entanto, a mulher age de forma grosseira, puxando os fios e fazendo movimentos bruscos com a cabeça da criança.

"Meu Deus, quanta maldade, como fica o coração dos pais da família?", questionou outra mulher por meio das redes sociais. Internautas pediram justiça. Em outro comentário uma mulher diz: "Infelizmente, está ficando cada dia mais comum esse tipo de comportamento. Tem todos os requisitos, diploma, mas falta o mais importante: amor, afeto, paciência, amar a profissão. Estão ali apenas pelo salário, e nossas crianças pagando por isso. Absurdo, lamentável".

Ao g1, o advogado de defesa da família da vítima, Franco Antunes, disse que a mãe notou marcas vermelhas no rosto da criança ao buscá-la na escola no dia 15 de março. A unidade tem um sistema de monitoramento, e a mãe conseguiu acessar o momento das agressões.

"A família espera que ocorra uma ampla investigação. A família quer saber se foi uma prática isolada ou se aconteceu de forma reiterada. Também é uma preocupação da família que a investigação ocorra de maneira efetiva, para que a família fique sabendo se isso, eventualmente, possa ter ocorrido com outras crianças", explica o advogado.

Antunes afirma que a mãe da criança havia observado mudanças no comportamento da filha, que não queria mais pentear os cabelos e se assustava com facilidade.

nas redes sociais, a escola se manifestou e disse lamentar o ocorrido e que a atitude da mulher é inadmissível. Em nota, a instituição, que pertence à rede particular de ensino, também afirmou que a mulher deixou o cargo por justa causa.

Correio 24hs

Deixe uma resposta