Feira de Santana: Para prevenir coronavírus, estudantes de Farmácia produzem álcool gel e distribuem gratuitamente em instituição

Estudantes do curso de Farmácia da Unidade de Ensino Superior de Feira de Santana (Unef) começaram a produzir álcool gel para distribuição gratuita na instituição, depois do surgimento dos casos do coronavírus na cidade. Até esta terça-feira (17), Feira de Santana é o município baiano com o maior número de casos confirmados pela Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab).

Em uma semana, os estudantes produziram dez quilos do álcool gel para funcionários e alunos da Unef. A iniciativa partiu depois que o produto, uma das ferramentas de prevenção ao coronavírus, começou a faltar nas farmácias.

“É uma preocupação com a prevenção. O coronavírus tem uma distribuição mundial, e o álcool gel é muito importante na prevenção e disseminação da doença, na comunidade acadêmica principalmente, explicou a professora Fernanda Pinheiro, coordenadora do curso de Farmácia da Unef.

A professora do curso de Farmácia, Letícia Junqueira, que tem monitorado a produção dos estudantes, explica que o processo de produção do álcool gel dura menos de 20 minutos, mas só pode ser feito em laboratório, com orientação profissional.

“Para formar o álcool gel, a gente, além de usar o álcool 70 como veículo, a gente utiliza um agente gelificante, o carbopol, e algo para balancear o PH, que é a trietalonomina”, pontuou Letícia. Além disso, é usado também glicerina na mistura, para não ressecar as mãos.

Para os estudantes, a atitude para prevenção do coronavírus também é uma forma de praticar o que aprende nas aulas.

“É uma grande oportunidade estar no laboratório da faculdade, podendo produzir o álcool gel e poder colocar em prática tudo o que a gente aprendeu em sala de aula”, disse Malena Santos, aluna do curso (G1).

Estudantes universitários em Feira de Santana produzem álcool gel — Foto: Arquivo pessoal

Deixe uma resposta