Em live com Bolsonaro, Pazuello fala sobre vacina: ‘Um manda e o outro obedece’

No bate-papo, presidente e ministro estavam sem máscaras; Pazuello está com coronavírus.

Em uma transmissão ao vivo ao lado do presidente Jair Bolsonaro, o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, comentou sobre a decisão de comprar 46 milhões de doses da vacina CoronaVac, da empresa chinesa Sinovac e produzida em parceria com o Instituto Butantan. Nesta quinta-feira (22), Pazuello afirmou que a decisão “é simples assim: um manda e o outro obedece”.

Na quarta (21), o presidente desautorizou o ministro e afirmou que o Brasil não iria adquirir a vacina. A compra das doses havia sido anunciada por Pazuello na terça (21), em reunião com governadores.

Durante a live, Bolsonaro e o ministro estavam sem máscaras e o presidente chegou a tocar em Pazuello, que está com coronavírus. No bate-papo, os decidiram afastar rumores de um possível desentendimento.

“Falaram até que a gente tava brigado aqui. Pô, no meio militar é comum acontecer isso aqui, tá certo? É choque das coisas, não teve problema nenhum”, disse Bolsonaro.

“Senhores, é simples assim: um manda e o outro obedece. Mas a gente tem um carinho, entendeu? Dá para desenrolar, dá para desenrolar”, respondeu o ministro. bahia.ba

Deixe uma resposta