Covid-19 matou em 43 dias mais do que dengue e H1N1 e sarampo em 2019

Ao longo de 43 dias, a Covid-19 provocou a morte de mais gente do que o H1N1, a dengue e o sarampo em todo o ano de 2019. Até a noite de quarta-feira (8), as Secretarias Estaduais de Saúde contabilizaram 800 pessoas mortas por complicações após contaminação com o novo coronavírus.

Segundo reportagem do jornal O Globo, a dengue, que é endêmica no Brasil, levou 12 meses para causar 782 mortes. Já o H1N1, que também causa um tipo de gripe, matou 796 pessoas no período, e o sarampo, 15.

Os dados preocupam porque a rápida contaminação do coronavírus faz crescer a demanda no sistema de saúde. Nos últimos dias, a evolução de casos indica um crescimento de mais de mil diagnósticos positivos e mais de 100 mortes por dia, apenas com base em dados oficiais do Ministério da Saúde.

Ao mesmo tempo, os números da dengue também geram preocupação. De acordo com a matéria, o boletim epidemiológico da pasta aponta que 148 pessoas morreram em decorrência da dengue até o dia 28 de março. No período, 484.249 pessoas foram contaminadas pelo Aedes Aegypti, 15% a mais do que no mesmo período em 2019, quando 420.911 pessoas foram infectadas.

bahia noticias

Deixe uma resposta