Cinco programas legais para fazer com a sua mãe 

Café Mãe Comida Afetiva lança café da manhã especial

Como diz a sua, a minha e a mãe de muita gente, você não é todo mundo e não precisa celebrar o fim de semana dela sempre do mesmo jeito. Então, para ajudar na inspiração, selecinamos cinco programas que presam pelo cuidado, interação e aposta no poder catalizador da arte e das comidinhas especiais.

Nosso giro começa com o café da manhã no Mãe Comida Afetiva, na Casa do Carnaval, no centro. O espaço, comandado pelas irmãs Elaine Hazin e Paula Hazim, é uma homenagem à mãe delas, Josete, que iria cuidar do espaço, mas morreu no ano passado de covid-19. “Pegamos receitas de nossa mãe, avó, e construímos com muito amor este lugar, que também será um espaço de honrar nossa ancestralidade”, explica Elaine. Nesse clima de afetos e trocas, o Culinária Musical ocupa a Casa do Benin, para uma tarde gastronômica e cultural e o BaZá RoZê o Palacete das Artes, com sua proposta de reunir produções artesanais e criativas. E ainda vale visitar dois dos mais importantes museus da cidade, o MAB e o MAM e dar um pulo na sede do Neojiba, no parque do Queimado. Curta sua mãe.

1. Café da manhã musical

Já visitou a Casa do Carnaval? O equipamento cul tural da prefeitura, localizado na Praça da Sé, é uma boa pedida em qualquer época do ano. Mas com o Dia das Mães, o café e restaurante Mãe Comida Afetiva, que funciona no local, deu uma incrementada no cardápio, e lança neste domingo (8) um café da manhã especial, com quitutes regionais, opções sem glúten e bebidas quentes e frias, que será servido até o pôr do sol (R$ 59,90 por pessoa). A opção será servida todos os domingos do mês. Depois de se deliciar, vale muito a visita ao espaço (R$ 20|R$10), que conta a história do Carnaval baiano com muita interatividade. Das 10h às 18h.

culinária

2. Almoço cheio de arte

O afrochef Jorge Washignton comanda a edição especial do Culinária Musical, dedicado às mães e que segue a receita testada e aprovada de misturar comida, música, literatura, moda e afins. O som fica por conta de Juliana Ribeiro (foto), que convida a cantora americana Alissa Sanders e a maestrina e flautista Elisa Goritzki. A tarde também conta com performance de dança de Vânia Oliveira e de poesia com Raquel Almeida (SP). No cardápio, Jorge vai preparar uma feijoada completa e arrumadinho de fumeiro. Na Casa do Benin, no Pelourinho, neste domingo (8), a partir de 12h. Ingresso: R$ 30 e R$ 60, o prato.

viga gordilho

3. Uma tarde no museu

Se sua mãe gosta de visitar exposições de arte, os museus administrados pelo IPAC oferecem boas opções, que podem ser conferidas no fim semana, das 13h às 18h. No Museu de Arte da Bahia – MAB, na Vitória, estreou na última quinta (5) uma grande mostra retrospectiva, que celebra os 50 anos de arte da artista plástica e educadora Viga Gordilho (foto). Batizada de ComparTRILHAmentos Poéticos – Vida e Obra, reúne fotografias, pinturas, objetos e livros, além de trabalhos inéditos realizados durante a pandemia.. E no Museu de Arte Moderna – MAM, no Solar do Unhão, está em cartaz Encruzilhada, que põe em diálogo o acervo moderno e contemporârâneo do Museu e a Coleção de Arte Africana Claudio Masella. Gratuito.

bazá rozê

4. Bazar inspirado no maternar

O BaZá RoZê realiza neste sábado (7) edição comemorativa, inspirada nas emoções de maternar e nos sentimentos que permeiam a relação entre mães, filhos e toda a família. O evento reúne expositores de vários segmentos da moda, arte, decoração, design e gastronomia, além de atrações artísticas. Um dos destaques é o show da cantora Ana Paula Albuquerque, às 18h, que lança a versão remix de Sinais, faixa gravada em Omaremim, seu segundo álbum. No palacete das Artes, na Graça. A entrada é gratuita e o ingresso do show custa R$ 10.

joao mendonza

5. Domingo na Parque

O projeto Neojiba realiza, semanalmente, o Domingo no Parque nesta edição recebe o tenor portu guês João Mendonza, nome de destaque em seu país. Ele se apresenta com integrantes do Coro Juvenil e Orquestra 2 de Julho. O evento acontece às 11h, na sede do programa, no Parque do Queimado, na Liberdade. O repertório terá fados portugueses, como Balada de Outono, Nem às Paredes Confesso e Foi Deus, em arranjos escritos para a ocasião. Os ingressos podem ser reservados no Sympla ou retirados no local. Gratuito.

Correio 24hs

Deixe uma resposta