Chuvas em Pernambuco: número de mortos sobe para 91 pessoas

O número de mortes provocadas pelas chuvas em Pernambuco subiu para 91 pessoas nesta segunda-feira (30/5). Mas a quantidade de óbitos deverá subir ao longo do dia e ser bem maior, já que há muitos desaparecidos e as buscas seguem em vários bairros da capital e Região Metropolitana do Recife.

Pelo menos 26 pessoas seguem desaparecidas apenas no Recife e em Olinda, segundo dados oficiais do governo de Pernambuco. Os dados foram atualizados no fim da manhã desta segunda e são referentes até às 8h. Os outros sete óbitos foram confirmados pelas Defesas Civis do Estado e municípios entre a noite de domingo e a manhã da segunda-feira. As forças de segurança do Estado estão atuando em pelo menos sete pontos de deslizamento de barreiras no Grande Recife.

A capital foi a que mais registrou mortes, em quase sua totalidade por deslizamentos de barreiras. Segundo balanço da Prefeitura do Recife, divulgado ainda no domingo, à noite, foram 33 óbitos. Desses, 29 confirmados como moradores do Recife pela Secretaria de Saúde do Recife.

Também há registro de 3.957 desabrigados, sobretudo nos municípios da RMR da Mata Norte. O grande impacto causado pelas chuvas levou nove municípios a decretar situação de emergência: Recife, Olinda, Jaboatão dos Guararapes, São José da Coroa Grande, Moreno, Nazaré da Mata, Macaparana, Cabo de Santo Agostinho e São Vicente Ferrer.

Previsão do tempo
De acordo com informações da Agência Pernambucana de Água e Clima (Apac), o Distúrbio Ondulatório de Leste – sistema que induziu os grandes volumes de chuva nos últimos dias – se dissipou, mas ainda restam instabilidades no oceano, que ainda deverão provocar precipitações neste domingo, de forma moderada, entre a Zona da Mata e a RMR. A tendência, porém, é a estabilização da atmosfera, com redução gradativa dos volumes de chuva.

Originalmente publicada no JC Online

Correio 24hs

Deixe uma resposta