Cerimônia na Barra relembra Batalha Naval de Riachuelo

O Comando do 2° Distrito Naval da Marinha realizou nesta quinta-feira (9) uma cerimônia militar em lembrança ao 157º aniversário da Batalha Naval de Riachuelo. A solenidade aconteceu no Forto de Santo Antônio da Barra, no Farol da Barra, e foi presidida pelo vice-almirante Humberto Caldas da Silveira Júnior, comandante do 2º Distrito Naval.

Personalidades militares e civis marcaram presença no evento. Estiveram no local o general Marcelo Guedon, comandante da Sexta Região Militar, o coronel Marcello Borges, comandante da Base Aérea de Salvador, o jornalista Walter Pinheiro,ex-presidente da Associação Bahiana de Imprensa (ABI), o jurista Antônio Luiz Calmon Teixeira, o desembargador Baltazar Miranda Saraiva, representando o Tribunal de Justiça, Nelson José de Carvalho, diretor da ABI, o general Artur Moura, Henrique Trindade, presidente da Sociedade dos Amigos da Marinha (Soamar), entre inúmeras autoridades.

Considerada pelos historiadores como um momento decisivo na Guerra da Tríplice Aliança (1864-1870), a Batalha Naval aconteceu na manhã do dia 11 de junho de 1865, na foz do Riachuelo, afluente do Rio Paraná, próximo à cidade de Corrientes na Argentina.

Na oportunidade, a Esquadra Brasileira, liderada pelo Almirante Francisco Manoel Barroso da Silva, travou uma intensa luta contra as forças oponentes. A resistência brasileira, de acordo com os pesquisadores, foi heroica. A história indica que muitos brasileiros lutaram até a morte, entre eles, Guarda-Marinha Greenhalgh e o Imperial-Marinheiro Marcílio Dias.

As informações são de que, até aquela data, as forças da Tríplice Aliança não detinham a iniciativa na guerra. Com a vitória na Batalha, o Brasil assumiu o protagonismo no conflito, bloqueando a navegação adversária e possibilitando aos aliados o acesso aos rios que formavam as principais artérias do teatro de operações de guerra.

Riachuelo representou a primeira grande vitória da Tríplice Aliança no maior conflito armado já ocorrido na América do Sul, sendo até hoje bastante lembrada e comemorada.

Correio 24hs

Deixe uma resposta