Casos da doença de Haff crescem 206% na Bahia

O número de casos da doença de Haff, teve um crescimento 206% na Bahia, de acordo com dados da Secretaria de Saúde do estado. O órgão registra 40 casos da “doença da urina preta”, enquanto até novembro do ano passado haviam 19 registros em todo o estado.

A doença de Haff é geralmente associada ao consumo do peixe olho de boi, mas a Sesab ainda não conseguiu comprovar a espécie que provocou a doença. É uma síndrome que se caracteriza por ocorrência súbita de extrema dor e rigidez muscular, dor torácica. Além de causar falta de ar, dormência e perda de força em todo o corpo e urina cor de café.

Segundo o médico infectologista Antônio Bandeira, o aumento dos casos entre janeiro e fevereiro pode ter ligação com o verão, quando as pessoas tendem a aumentar o consumo de peixes na Bahia.

Metro1

Deixe uma resposta