Caetano terá que intimar herdeiros de Olavo de Carvalho por dívida milionária

O cantor baiano Caetano Veloso terá de intimar os herdeiros de Olavo de Carvalho se quiser receber o valor de R$ 2,9 milhões. O guru bolsonarista morreu em janeiro deste ano e deixou uma dívida referente a uma indenização de um processo que respondia por acusar o baiano de pedofilia.

Segundo a coluna Ancelmo, a 50ª Vara Cível do Rio decidiu suspender a execução da multa de R$ 2,9 milhões e, agora, Caetano será chamado para promover a citação do espólio no prazo de 60 dias.

A juíza Renata Oliveira e Castro, da 50ª Vara Cível do Rio de Janeiro, considerou improcedente a impugnação do cumprimento de uma sentença de 2017 do caso. Diversos recursos foram pedidos desde então, todos negados. O último em outubro do ano passado.

O processo é por conta de mensagens postadas em redes sociais mencionando o início do namoro de Caetano com a mulher, Paula Lavigne. Os dois se conheceram nos bastidores de uma peça no final dos anos 1980. Na época, ela tinha 13 anos e o músico 40. Eles ficaram casados por 19 anos, se separando em 2004, para depois reatarem em 2016. O casal tem dois filhos, Zeca e Tom.

Ainda de acordo com a coluna, Olavo chegou a pagar R$ 65.966,78 por danos morais em agosto de 2020. Como ele não apagou as publicações ofensivas e caluniosas durante 281 dias, a multa diária de R$ 10 mil se acumulou.

Ajuda de empresários
Para poder bancar o valor milionário da indenização, Olavo, mediado por Luciano Hang, chegou a montar uma "vaquinha" com empresários bolsonaristas. Nenhum aceitou contribuir.

Correio 24hs

Deixe uma resposta