Brasil é o 26º país que mais troca treinadores no futebol; São Paulo é líder em mudanças

Os torcedores brasileiros conhecem a popular dança dos técnicos no futebol nacional. Entretanto, segundo o ranking analisado pelo Observatório de Futebol do Centro Internacional de Estudos de Esporte (CIES) entre 2015 e 2019, o Brasil é o 26º entre os países do mundo onde os times mais trocaram de treinadores. Na análise, o São Paulo é o brasileiro que mais teve mudanças, ocupando a 14ª posição na lista mundial com 12 técnicos. 


Ao todo, a Série A de 84 ligas foram estudadas pelo CIES e a média do Brasil em mudança de técnicos nos cinco anos é de 5,3 treinadores por equipe. O valor é aparenta ser baixo para o hábito de mudanças nos principais clubes no país. Uma das razões que pode ter interferido no resultado do Brasil na classificação é que treinadores com menos de três jogos disputados não foram contabilizados. 

Na listagem de países, a Bolívia foi campeã número de mudanças de técnicos com uma média de 9,13 por time. Países africanos também ocuparam as primeiras colocações do ranking. Já o país que menos teve rocas foi a Suécia, com apenas 2,56 mudanças por clube. 

As ligas europeias só aparecem a partir da posição 42º da lista. A La Liga se destacou com 4,6 treinadores por equipe. 

Na listagem por clubes do CIES, o São Paulo, 14º na tabela com 12 alterações e líder brasileiro em mudanças, está distante do segundo colocado. O Flamengo, apesar do número de mudanças próximo, está na 35ª posição, com 11 trocas. O Grêmio, foi o clube do Brasileirão que menos apresentou trocas entre 2015 e 2019, com apenas 3 técnicos. 

O único sul-americano que manteve o mesmo técnico em todo o período foi o River Plate, com Marcelo Gallardo comandando desde 2014. Na lista de 766 times ao redor do mundo, 30 tiveram o mesmo treinador ao longo dos cinco anos estudados.

BAHIA NOTICIAS


Deixe uma resposta