Biólogo quase é mordido na genitália ao capturar serpente; vídeo

O biólogo Christian Raboch quase foi mordido na genitália enquanto capturava uma serpente caninana em Jaraguá do Sul, no Norte catarinense. O animal estava no jardim de uma casa.

Em um vídeo divulgado pelo biólogo nas redes sociais, ele aparece domando o réptil pela calda. É neste momento que a serpente, muito agitada, ataca Christian e chega a morder a barra de sua camisa.

"Eu fui ali, retirei a serpente pela cauda. Só que ela estava bem agitada, talvez estava meio estressada, até por conta de pegar o animal e manusear. Uma defesa dela é acabar mordendo. Então ela acaba mordendo ali minha camiseta", contou ao g1. O biólogo, que trabalha na Fundação Jaraguaense de Meio Ambiente (Fujama), relatou que o atendimento ocorreu no final de março.

"Essa caninana entrou em uma residência, ali no jardim, e as pessoas ficaram com medo e chamaram a gente [Fujama]. Ela estava ali embaixo de uns galhos de árvore que estavam na residência e as pessoas queriam retirar porque tinha cachorro, porque as pessoas tinham medo da serpente, por mais que ela não tenha peçonha", explicou o biólogo. Ele conta que o animal chegou a morder sua mão.

Veja vídeo:

O que fazer em caso de picada de cobra?
• Caso seja picado por uma cobra, não se deve amarrar o local. O torniquete pode aumentar o risco de necrosar o local e resultar até em amputação;
• não se deve cortar o local, fazer perfurações ou sucção;
• o local da picada deve ser lavado com água e sabão;
• a vítima deve ser levada o mais rápido possível ao hospital;
• é importante tentar identificar a serpente (pode ser por foto, se possível) pois isso facilitará para escolha do soro antiofídico a ser aplicado.

Correio 24hs

Deixe uma resposta