Bahia registra mais 1.012 casos de covid-19 e 28 mortes nas últimas 24h

A Bahia registrou, nas últimas 24 horas, mais 1.012 casos confirmados do novo coronavírus. Com isso, o número total de diagnósticos pulou de 22.451, anunciados na véspera, quarta (3), para 23.463 infectados nesta quinta-feira (4). Os dados foram divulgados pela Secretaria da Saúde (Sesab). 

Em relação aos óbitos, já são 790 em decorrência da covid-19 registrados no estado. No levantamento anterior, eram 762 mortes, um crescimento de 28 vítimas fatais em 24 horas. Porém, apesar de só terem sido contabilizados agora, esses falecimentos não aconteceram de um dia para o outro e sim em um período de 13 dias. Segundo a Sesab, essas notificações tardias estão sendo apuradas pela Auditoria do Sistema Único de Saúde (SUS) e pela Corregedoria.

Entre os 23.463 contaminados, há 8.430 pessoas que já são consideradas recuperadas da covid-19, o que representa 35,93% do total de casos. Outros 14.243 pacientes (60,7%) ainda apresentam sintomas e permanecem monitorados pela vigilância epidemiológica. Na Bahia, 3.337 profissionais da saúde testaram positivo para o coronavírus.

Os diagnósticos da doença aconteceram em 322 municípios do estado, com maior proporção em Salvador (59,76%). As cidades com os maiores coeficientes de incidência por 1.000.000 habitantes foram Uruçuca (5.994,44), Ipiaú (5.340,83), Itabuna (4.900,97), Salvador (4.785,29) e Itajuípe (4.636,18).

Dos 28 novos óbitos confirmados nas últimas 24 horas, 24 ocorreram em Salvador, o que representa 85,7% das fatalidades durante o período. As demais mortes foram em Vitória da Conquista (2), Juazeiro (1) e Riachão do Jacuípe (1).

  • 763º óbito – homem, 61 anos, residente em Salvador, portador de hipertensão arterial, foi internado dia 24/05 e veio a óbito dia 30/05, em unidade da rede pública, em Salvador;
  • 764º óbito – homem, 64 anos, residente em Salvador, portador de hipertensão arterial e doença respiratória crônica, foi internado dia 10/05 e veio a óbito dia 23/05, em unidade da rede pública, em Salvador;
  • 765º óbito – homem, 84 anos, residente em Urandi, portador de doença cardiovascular, foi internado dia 26/05 e veio a óbito dia 01/06, em unidade da rede pública, em Vitória da Conquista;
  • 766º óbito – mulher, 75 anos, residente em Salvador, portadora de hipertensão arterial, doença renal crônica e doenças autoimunes, foi internada dia 18/05 e veio a óbito dia 27/05, em unidade da rede pública, em Salvador;
  • 767º óbito – mulher, 80 anos, residente em Salvador, portadora da hipertensão arterial e diabetes, foi internada dia 21/o5 e veio a óbito dia 01/06, em unidade da rede pública, em Salvador;
  • 768º óbito – homem, 69 anos, residente em Salvador, portador de diabetes e doença cardiovascular, data de admissão não informada, veio a óbito dia 29/05, em unidade da rede pública, em Salvador;
  • 769º óbito – homem, 82 anos, residente em Salvador, portador de diabetes, doença cardiovascular e doença respiratória crônica, data de admissão não informada, veio a óbito dia 24/05, em unidade da rede pública, em Salvador;
  • 770º óbito – homem, 29 anos, residente em Salvador, portador de doença do sistema nervoso e imunodeficiência, foi internado dia 25/05 e veio a óbito dia 30/05, em unidade filantrópica, em Salvador.
  • 771º óbito – mulher, 82 anos, residente em Salvador, portadora de doença cardiovascular, foi internada dia 08/05 e veio a óbito dia 31/05, em unidade da rede pública, em Salvador;
  • 772º óbito – homem, 60 anos, residente em Salvador, portador de hipertensão arterial e obesidade, foi internado dia 29/05 e veio a óbito dia 31/05, em unidade da rede pública, em Salvador;
  • 773º óbito – mulher, 72 anos, residente em Salvador, portadora de doença respiratória crônica e obesidade, foi internada dia 26/05 e veio a óbito dia 30/05, em unidade da rede pública, em Salvador;
  • 774º óbito – mulher, 62 anos, residente em Salvador, portadora de hipertensão arterial, diabetes e obesidade, foi internada dia 23/05 e veio a óbito dia 26/05, em unidade da rede pública, em Salvador;
  • 775º óbito – homem, 70 anos, residente em Itamaraju, sem comorbidades, foi internado dia 26/05 e veio a óbito dia 29/05, em unidade da rede pública, em Vitória da Conquista;
  • 776º óbito – homem, 69 anos, residente em Salvador, portador de diabetes e doença cardiovascular, foi internado dia 29/05 e veio a óbito dia 31/05, em unidade da rede pública, em Salvador;
  • 777º óbito – mulher, 41 anos, residente em Salvador, portadora de diabetes e doença cardiovascular, foi internada dia 28/05 e veio óbito dia 03/06, em unidade da rede privada, em Salvador;
  • 778º óbito – homem, 67 anos, residente em Salvador, portador de hipertensão arterial e diabetes, foi internado dia 15/05 e veio a óbito dia 29/05, em unidade da rede pública, em Salvador;
  • 779º óbito – homem, 94 anos, residente em Salvador, portador de doença do sistema nervoso e demências, incluindo Alzheimer, foi internado dia 21/05 e veio a óbito dia 22/05, em unidade da rede privada, em Salvador;
  • 780º óbito – mulher, 88 anos, residente em Salvador, portadora de doença cardiovascular, foi internada dia 30/05 e veio a óbito dia 03/06, em unidade da rede filantrópica;
  • 781º óbito – homem, 70 anos, residente em Salvador, sem comorbidades, foi internado dia 20/05 e veio a óbito dia 31/05, em unidade da rede pública, em Salvador;
  • 782º óbito – homem, 75 anos, residente em Juazeiro, portador de hipertensão arterial, diabetes e doença cardiovascular, foi internado dia 27/05 e veio a óbito dia 28/05, em unidade da rede pública, em Juazeiro;
  • 783º óbito – mulher, 62 anos, residente em Salvador, portadora de hipertensão arterial e doença respiratória crônica, foi internada dia 27/05 e veio a óbito dia 29/05, em unidade da rede pública, em Salvador;
  • 784º óbito – homem, 55 anos, residente em Salvador, portador de diabetes, doença cardiovascular e doença renal crônica, foi internado dia 11/05 e veio a óbito dia 01/06, em unidade da rede pública, em Salvador;
  • 785º óbito – homem, 58 anos, residente em Salvador, portador de hipertensão arterial e obesidade, data de admissão não informada, veio a óbito dia 03/06, em unidade da rede privada, em Salvador;
  • 786º óbito – homem, 68 anos, residente em Salvador, portador de hipertensão arterial e diabetes, foi internado dia 26/05 e veio a óbito dia 29/05, em unidade da rede pública, em Salvador;
  • 787º óbito – homem, 87 anos, residente em Salvador, portador de hipertensão arterial, foi internado dia 22/05 e veio a óbito na mesma data (22/05), em unidade da rede pública, em Salvador;
  • 788º óbito – homem, 77 anos, residente em Riachão do Jacuípe, portador de doença respiratória crônica e doença cardiovascular, data de admissão não informada, veio a óbito dia 29/05, em unidade da rede pública, em Riachão do Jacuípe;
  • 789º óbito – homem, 72 anos, residente em Salvador, portador de imunodeficiência, foi internado dia 29/05 e veio a óbito dia 01/06, em unidade da rede filantrópica, em Salvador;
  • 790º óbito – homem, 63 anos, residente em Salvador, portador de hipertensão arterial, foi internado dia 18/05 e veio a óbito dia 31/05, em unidade da rede pública, em Salvador;

Na Bahia, 1.085 dos 1.877 leitos disponíveis do Sistema Único de Saúde (SUS) exclusivos para infectados com o novo coronavírus estão ocupados (58%). Já entre os 793 leitos de UTI adulto e pediátrico destinados apenas a pessoas com a covid-19, 557 possuem pacientes internados (70%).

“Cabe ressaltar que o número de leitos é flutuante, representando o quantitativo exato de vagas disponíveis no dia. Intercorrências com equipamentos, rede de gases ou equipes incompletas, por exemplo, inviabilizam a disponibilidade do leito. Ressalte-se que novos leitos são abertos progressivamente mediante o aumento da demanda”, informa a Sesab.

Entre o dia 1° de março e esta quinta-feira (4), o Laboratório Central de Saúde Pública da Bahia (Lacen-BA) realizou 60.947 exames do tipo RT-PCR, que é o padrão ouro para identificar o genoma viral do coronavírus. Estão em análise 1.766 exames.

Quanto ao sexo dos infectados confirmados, 52,97% foram do feminino, 44,91% foram do masculino e 2,12% sem informação. A faixa etária mais acometida foi a de 30 a 39 anos, representando 19,58% do total. 

O boletim epidemiológico registra ainda 43.181 casos descartados e 134.327 notificações em toda a Bahia. Estes dados representam notificações oficiais compiladas pelo Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde da Bahia (Cievs-BA), em conjunto com os Cievs municipais e as bases de dados do Ministério da Saúde até a divulgação do levantamento. (Correio)

Deixe uma resposta