Ator de ‘Riverdale’ matou a própria mãe e planejava assassinar primeiro-ministro do Canadá

O ator de "Riverdale" e "Supernatural", Ryan Grantham matou a própria mãe com um tiro, em 2020. Barbara Waite, de 64 anos, foi atingida na nuca enquanto tocava piano dentro de casa. A informação foi revelada no primeiro dia de audiência de condenação do ator nesta semana.

No dia seguinte, Grantham cobriu o corpo da mãe com um lençol e, no dia seguinte, saiu de casa com a intenção de fazer do primeiro-ministro do Canadá, Justin Trudeau, a próxima vítima.

O ator de 24 anos confessou tudo aos policiais, além de ter escrito em seu diário. Disse também que, após o assassinato da mãe, escreveu em seu diário, gravou um vídeo ao lado do corpo, saiu para pegar dinheiro, voltou para casa, testou a construção de coquetéis molotov e assistiu TV por duas horas e meia.

No meio do caminho até Trudeau, entretanto, Grantham mudou de ideia e se entregou à polícia. Ele pode ser condenado à prisão perpétua.

A audiência será retomada na próxima semana.

Carreira

Grantham começou a atuar na televisão e no cinema aos nove anos. Os papéis em "Riverdale", "Supernatural" e "iZombie" são os de maior destaque, mas ele também atuou em filmes como "O Caminho do Mal", "Considering Love and Other Magic", "Becoming Redwood" e no primeiro longa da franquia "Diário de um Banana".

Correio 24hs

Deixe uma resposta