Alpine decide não renovar com Ocon após batida em companheiro de equipe

A passagem do piloto Esteban Ocon pela Alpine tem data para terminar. Nesta segunda-feira (3), a equipe anunciou que não renovará o contrato do francês que termina ao final da temporada de 2024 da Fórmula 1. O motivo da decisão foi a batida dele no companheiro de escuderia, Pierre Gasly, no Grande Prêmio de Mônaco disputado no último domingo (26). "Antes de qualquer coisa, gostaria de agradecer o Esteban por seu comprometimento com a equipe nos últimos cinco anos. Neste período, comemoramos alguns momentos fantásticos juntos, sendo o melhor deles no GP da Hungria de 2021, com uma vitória inesquecível. Ainda temos 16 corridas pela frente em 2024 e um objetivo claro: trabalhar sem descanso para ajudar o time nas pistas. Desejo a ele o melhor nos próximos capítulos de sua carreira", afirmou Bruno Famin, chefe do time. Eliminado no Q2 em Monte Carlo, Ocon largou em 11º, logo atrás de Gasly. Na largada, ele tentou ultrapassar o companheiro na entrada do túnel e acabou batendo. Desafetos antes da parceria na Alpine, que começou em 2023, a dupla já colidiu algumas vezes com responsabilidades compartilhadas, como nos GPs da Austrália e Hungria, ambos no ano passado. Ocon chegou na Alpine em 2020 quando a equipe ainda se chamava Renault. Naquela temporada, ele conquistou seu primeiro pódio na F1 no GP de Sakhir e repetiu o feito na etapa de Mônaco em 2023. Porém, seu melhor resultado foi a vitória no GP da Hungria em 2021, a única até o momento. Enquanto sua melhor temporada foi em 2022 quando terminou na oitava colocação no Mundial de Pilotos e ajudou o time a ficar em quarto no de Construtores. "Correr por essa equipe na F1 foi um período importante da minha vida. Apesar de estar aqui por cinco anos, minha carreira profissional começou em Enstone quando era jovem, então sempre será um lugar especial para mim. Tive alguns grandes momentos com eles, alguns difíceis também, mas certamente sou grato a todos no time por esses momentos memoráveis. Vou anunciar meus planos em breve, mas meu foco é entregar o máximo e ter sucesso no restante da temporada", disse o piloto francês. O nome de Ocon tem surgido nas especulações em relação ao mercado de pilotos, sendo ligado à Haas, Mercedes, Sauber e Williams, nas últimas semanas. Porém, o comportamento diante do companheiro tem sido visto de forma negativa pelas outras equipes. Segundo o site alemão Motorsport-total, a Williams retirou o francês da lista de prioridades para formar dupla com o anglo-tailandês Alexander Albon, que teve o vínculo renovado. Por causa do acidente no GP de Mônaco, Ocon foi punido com a perda de cinco posições no grid de largada do GP do Canadá, nona etapa do Mundial de 2024. A disputa no Circuito Gilles Villeneuve, em Montreal, acontecerá entre os dias 7 e 9 de junho. O treino de classificação será no sábado a partir das 17h no horário de Brasília, enquanto a corrida no domingo começa às 15h.Bahia Noticias

Deixe uma resposta