Advogada nega rumores de romance com Johnny Depp: "É sexista"

Camille Vasquez, advogada que ficou conhecida por defender Johnny Depp no julgamento em tribunal contra Amber Heard, comentou os rumores de romance que surgiram entre ela e o astro de Hollywood.

Numa nova entrevista que deu à revista People, Camille notou: “Acho que é o que acontece quando é mulher e faz o que te compete”.

“É triste quando determinadas publicações dão espaço a isso ou dizem que as minhas interações com o Johnny – que é um amigo que conheço e represento há quatro anos e meio – de alguma forma foram inapropriadas ou pouco profissionais. Fico desapontada em ouvir isso”, acrescenta.

“Preocupo-me muito com os meus clientes, e claro que somos próximos. Mas quando digo ‘somos’ refiro-me à minha equipa, e claro que isso inclui o Johnny. Sou de origem cubana e colombiana. Sou de afetos. O que querem que eu diga? Abraço todo mundo. Não tenho vergonha disso”, defendeu.

Já sobre Johnny Depp em concreto, Camille confessou: “Este homem estava lutando pela sua vida e fiquei de coração partido ao vê-lo dia após dia a sentar-se ali e a ouvir as acusações mais horríveis a serem feitas contra ele. Se conseguisse prover algum sinal de conforto, então claro que faria isso, mesmo que fosse segurar-lhe a mão para ele saber que estávamos lá e que iríamos lutar por ele, porque merecia”.

Vasquez, que tem namorado e que se assume “muito feliz no seu relacionamento”, destaca igualmente que não é ético ter qualquer tipo de relação romântica com os clientes.

“É uma acusação pouco ética a ser feita. É sexista. É triste e fico desapontada, mas ao mesmo tempo vem com a profissão. Não posso dizer que fiquei completamente surpreendida”, completa.

Noticias ao Minuto

Deixe uma resposta