21 alunos param no hospital após queimaduras de 1º e 2º grau em trote de universidade

Cerca de 20 alunos da Universidade Federal do Paraná apresentaram queimaduras na pele após um trote organizado por alunos do curso de medicina veterinária, na quarta-feira (30).

A Polícia Civil informou ao g1 que o evento era uma recepção aos calouros por parte dos veteranos, que passaram nos estudantes um produto não identificado, que estava dentro de garrafas de creolina. Uma das alunos, que inalou o produto, desmaiou.

Os alunos feridos foram levados para o Hospital Municipal de Palotina, que informou que eles tiveram queimaduras de 1° e 2° grau. Vinte e um estudantes foram encaminhados, dos quais 20 já foram liberados, na noite da quarta. A jovem que inalou o produto desconhecido ficou em observação até a manhã da quinta (31).

A UFPR abriu um processo administrativo para apurar a responsabilidade do ocorrido. Três suspeitos foram identificados, segundo a polícia. O reitor se pronunciou em vídeo divulgado nesta quinta.

"Apresento minha solidariedade tanto aos alunos e alunas, quanto aos seus familiares que sofreram essa violência injustificável no momento do trote. A insatisfação da universidade é imensa porque temos trabalhado continuamente nos últimos anos para que haja tolerância zero com relação a esse tipo de atitude na recepção dos nossos estudantes. Quero assegurar aos alunos e estudantes, como a toda comunidade que nós faremos uma apuração imediata e rigorosa das responsabilidades para que isso não possa se repetir", disse Ricardo Marcelo da Fonseca.

Correio 24hs

Deixe uma resposta