Alan Castro é suspenso pelo Cremeb infringir 4 artigos do Código de Ética Médica

O Deputado estadual e médico Alan Castro (PSD) teve o direito de exercer a profissão suspenso pelo Conselho Regional de Medicina do Estado da Bahia (Cremeb). O Bahia Notícias adiantou nesta terça-feira (16) que o parlamentar teria infringido quatro artigos do Código de Ética Médica e por isso teve a licença médica suspensa por 30 dias (veja aqui). 

De acordo com publicação do Diário Oficial do Estado, Castro é acusado de usar a profissão para corromper costumes e teria permitido a inclusão de nomes de profissionais que não participaram do ato médico na cobrança de honorários. O Cremeb ainda enquadrou Castro por fornecer atestado sem ter praticado o ato profissional que o justifique e utilizar-se do ato de atestar como forma de angariar clientela. 

A suspensão do deputado foi determinada pela 2ª Câmara do Tribunal Superior de Ética Médica do Conselho Federal de Medicina.  Alan Castro é o atual presidente da Comissão de Saúde da Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA). Procurado pela reportagem, o deputado não foi localizado pela reportagem. Bahia Notícias

Deixe uma resposta