Meia português promete torcer pelo Brasil em nome da amizade

Bernardo Silva não teve uma Copa do Mundo à altura de suas qualidades e acabou eliminado com Portugal neste sábado (30), na derrota por 2 a 1 para o Uruguai. Mas o meia ainda tem por quem torcer na Rússia: a seleção brasileira. Amigo próximo de Ederson, Danilo, Fernandinho e Gabriel Jesus, o jogador deseja toda a sorte do mundo aos companheiros de Manchester City.

“São amigos do clube, falo com todos. Desejo-lhes o melhor. Sabemos que o Brasil é um dos favoritos, uma das três melhores equipes do Mundial. Falo com eles algumas vezes. Também por partilharmos a mesma língua, sou um pouco torcedor do Brasil”, admite Bernardo, que aconselha Gabriel Jesus a ter paciência em sua busca pelo gol neste Mundial.

“O gol vai aparecer, é preciso ter calma. Não tem havido jogos fáceis, nem para o Brasil, nem para Portugal, nem para equipes teoricamente menores. Agora é uma fase em que as equipes têm jogado de forma diferente. Espero que ele marque, estou torcendo por eles porque são meus amigos”, falou o meio-campista português na zona mista do Estádio Olímpico de Fisht, em Sochi.

A seleção de Bernardo Silva caiu nas oitavas de final da Copa. O meia de 23 anos foi discreto, como vinha sendo desde o início do Mundial. Portugal como um todo foi pouco criativo, tendo a bola por maior parte do tempo sem conseguir criar muitas chances reais.

Com a eliminação, Cristiano Ronaldo dá adeus à Copa do Mundo no mesmo dia em que Lionel Messi. Questionado sobre o assunto, Bernardo Silva lista os craques ‘que restaram’ no Mundial e inclui Neymar. “Acho que perdemos dois grandes craques no Mundial. Temos muitos jogadores que podemos destacar: Mbappé fez um grande jogo hoje; Neymar no Brasil; temos na Espanha jogadores como Isco e Iniesta que podem fazer a diferença; a Croácia tem Modric, portanto há vários”, opina.

Folhapress.

Deixe uma resposta