‘Não há risco de crise cambial no Brasil’, diz Temer

O presidente Michel Temer disse nesta terça-feira  (7) em entrevista  ao programa Nos Corredores do Poder, da TV Brasil, que o governo tem todas as condições para enfrentar a alta do dólar. “Não há risco de crise cambial no Brasil”, afirmou.

Segundo Temer, o país dispõe de uma reserva de US$ 380 bilhões e uma dívida muito inferior a este valor, além de manter sob controle o ajuste fiscal e continuar recebendo investimentos de empresas  estrangeiras. As informações são da Agência Brasil.

Temer destacou ainda que não é apenas o Brasil que está sentindo os efeitos da valorização do dólar e da subida dos juros nos Estados Unidos, mas vários países, destacando México, Argentina e Colômbia.

Nesta quinta-feira (7), o dólar disparou em relação ao real, com investidores especulando sobre os rumos políticos e econômicos do Brasil e em meio a uma aversão global a risco que atingiu os países emergentes.

O dólar comercial fechou em alta de 2,24%, cotado a R$ 3,925. No dia, chegou a subir mais de 3% e alcançou R$ 3,968, indicando que o patamar de R$ 4 vislumbrado por analistas até outubro é uma questão de tempo e pode vir antes. O dólar à vista avançou 3,03%, para R$ 3,938.

O Ibovespa, índice que reúne as ações mais negociadas da Bolsa, caiu 2,98%, para 73.851 pontos. Para tentar conter a disparada da moeda americana, o Banco Central vendeu integralmente, nesta sessão, a oferta adicional de até 40 mil novos swaps cambiais tradicionais, equivalentes à venda futura de dólares, totalizando US$ 2 bilhões. Com informações da Folhapress.

Deixe uma resposta