Mãe de jovem morto por tubarão faz apelo: ‘Não entrem na água’

A e de José Ernesto Ferreira da Silva, de 18 anos, que morreu após ser mordido por um tubarão no Grande Recife, na tarde deste domingo (3), disse que o jovem saiu de casa escondido. O ataque ocorreu na praia de Piedade, em Jaboatão dos Guararapes.

Segundo Elisângela dos Anjos, de 42 anos, ela e o marido não deixam os filhos irem sozinhos para a praia. O mar era uma grande paixão de José Ernesto, que foi descrito pela mãe como um menino bom e carinhoso.

“Ele ia sempre com os amigos para a praia e outros lugares, mas nunca dizia ‘eu vou’. José sabia que eu e o pai dele iríamos dizer não”, disse. “Se eu soubesse, não deixava ele sair. Ele tinha que ir escondido”, completou.

Desolada após saber que perdeu seu filho na madrugada desta segunda, Elisângela fez um apelo: “Minha gente, eu peço a vocês: não entrem na água. Cheguem no máximo até a areia. Agora é a vez deles [tubarões]. Deixem eles lá, o lugar deles é na água. Não entrem. A gente sobrevive na areia”, disse.

A mãe revelou ainda que José Ernesto era lutador de capoeira e sonhava em servir às Forças Armadas.

O jovem estava internado no Hospital da Restauração (HR), na área central do Recife, onde passou por uma cirurgia por volta das 21h30 do domingo. A equipe médica chegou a amputar a perna esquerda e parte da genitália da vítima, mas o jovem não resistiu aos ferimentos.

Notícias ao Minuto

Deixe uma resposta