Tags Posts tagged with "Prefeito de Salvador"

Prefeito de Salvador

    1486

    O prefeito ACM Neto aliou religiosidade e ações ao chegar à Conceição da Praia, na manhã desta quinta-feira (11), para acompanhar a cerimônia inter-religiosa que antecede a caminhada rumo à Basílica do Bonfim. Dentre os assuntos em pauta estão o Caminho da Fé e a requalificação da Colina Sagrada, ambos detalhados em cerimônia realizada ontem (10), no Largo da Igreja do Bonfim.

    “São ações que, realmente, vão ressaltar ainda mais a fé e a religiosidade do povo baiano, além do turismo religioso no estado. Faço todos os anos essa caminhada, tenho muita fé no Senhor do Bonfim e a festa realmente demonstra que Salvador é o palco da fé”, afirmou o prefeito.

    Prefeitura de salvador

    2936

    Após diversos casos de “fake news” no país, inclusive na Bahia, onde o prefeito de Salvador ACM Neto foi vítima de uma montagem na qual dizia que Geddel Vieira Lima o delataria na Lava Jato, a Polícia Federal (PF) dará início nos próximos dias em Brasília às atividades de um grupo especial formado para combater notícias falsas durante o processo eleitoral. A medida tem o objetivo de identificar e punir autores de “fake news” contra ou a favor dos candidatos. O grupo, que é formado por um delegado, um agente e um perito criminal federal, deverá trabalhar com técnicos do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e Procuradoria Geral da República (PGR).

    Além da equipe, a PF quer sugerir a criação de uma legislação específica para as “fake news”, de modo que a prática seja devidamente tipificada e as penas definidas. A ideia é enviar a sugestão ao Congresso antes das eleições, para que a lei seja aplicada ainda durante o pleito deste ano.

    No último dia 20 de dezembro, o diretor-geral da PF, Fernando Segovia, se reuniu com o ministro Luiz Fux, do Supremo Tribunal Federal (STF), e com o procurador eleitoral Humberto Jacques de Medeiros para definir as diretrizes da força-tarefa. Fux vai presidir o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) nas eleições de 2018 e o grupo especial vai investigar de onde partem “fake news” e as campanhas de ofensas que se espalham nas redes sociais durante os pleitos.

    Informe Baiano

    3218

    Questionado sobre a possibilidade de romper com o partido do seu vice-governador João Leão (PP) nas eleições do próximo ano, o governador Rui Costa (PT) apostou que “não há chance”, apesar da aproximação entre o filho do presidente pepista, o deputado federal Cacá Leão, e o prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM).

    Em entrevista a Mário Kertész, na Rádio Metrópole, na manhã desta quarta-feira (20), o chefe do Executivo baiano reafirmou a confiança que tem no aliado. “Se eu tiver que apostar R$ 10 que isso não vai acontecer, eu aposto. Leão tem sido uma pessoa correta comigo, tenho uma relação de afeto e carinho com ele”, disse.

    Metro1 apurou que, na semana passada, enquanto o petista e sua comitiva, inclusive Leão, inauguravam o Hospital Costa do Cacau, em Ilhéus, Cacá se reunia a portas fechadas na Câmara de Vereadores de Salvador com o presidente da Casa, Leo Prates, e o próprio Neto.

    Rui afirmou que a oposição utiliza “fofocas” na tentativa de desequilibrar a sua candidatura. “Toda vez que um time não tem jogadores bons para botar em campo, vive puxando jogadores do time adversário e tome fofocas”, acrescentou.

    Já o parlamentar estadual, Marcelo Nilo (PSL), disse à reportagem que nos corredores da Assembleia Legislativa já é dada como certa a migração do PP para o lado do DEM e que, em outro evento no interior, Cacá deu sinais claros de rompimento, ao não citar o nome do governador, que estava ao seu lado no palanque.

    “Leão e partido estarão conosco. Estou adiando ao máximo falar de eleição. Até lá as coisas vão se afunilando. Se você sonha em ganhar a Copa do Mundo, não vai ficar olhando o sorteio para ver quem vai ser o adversário. Tem que ter o time bem treinado”, ressaltou Rui.

    PMDB com o PT?

    O governador também diz desconhecer a possibilidade de reaproximação com o PMDB, que mudou o nome para o MDB e tem os irmãos Lúcio e Geddel Vieira Lima – preso no Presídio da Papuda (DF) – afastados da cúpula. Também nos bastidores é cogitada uma possível ruptura da sigla com Neto e negociações dos deputados Leur Lomanto Júnior e Pedro Tavares com o Palácio de Ondina.

    “Não tenho conhecimento deles querendo se aproximar do governo. Acho pouco provável que eles consigam descartar suas lideranças históricas e tradicionais. No time dos adversários eu prefiro não opinar. Cada um escolhe seu caminho”, finalizou.

    A legenda participou do primeiro governo de Jaques Wagner, em que tinha o vice-governador Edmundo Pereira e controlava diversas secretarias e órgãos estaduais

    Metro1

      1815

      Eleito o Brasileiro do Ano 2017 na categoria política, o prefeito de Salvador, ACM Neto, recebeu a premiação na noite desta terça-feira (5), em evento realizado em São Paulo. Além do prefeito da capital baiana, outros 16 nomes foram premiados.

      “Sinto alegria de estar recebendo este prêmio, sobretudo em um momento de dificuldade da classe política. Quero dividir essa conquista principalmente com os soteropolitanos que, desde 2013, acreditam em nosso trabalho”, ressaltou o prefeito, em coletiva pouco de imprensa.

      Entre os premiados da noite estão o juiz federal Sérgio Moro, o apresentador Luciano Huck, e o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles.

      Metro1

        351

        O prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), comentou em entrevista ao Informe Baiano nesta quarta (08) as declarações do deputado estadual Robinho (PP). O parlamentar admitiu ontem que grupo do deputado federal Ronaldo Carletto pode migrar para base do DEM, caso seja contemplado com uma vaga para disputar o Senado.

        “O deputado Ronaldo Carletto é um deputado de muito valor, que tem um trabalho importante por toda Bahia, especialmente na região sul e extremo sul. É um homem que tem o meu respeito, sempre tivemos um bom diálogo”, disse Neto.

        “Eu não posso falar de candidaturas ou mesmo de composição de chapa sem que antes eu decida que sou candidato. Qualquer pronunciamento meu sobre isso só ocorrerá quando minha decisão for tomada”, finalizou o prefeito.

        80

        O prefeito de Salvador, ACM Neto, enviou para a Câmara Municipal nesta quarta (25) um pedido de empréstimo no valor de R$ 75 milhões junto a Caixa Econômica Federal. De acordo com a mensagem para o Legislativo, o objetivo é a implantação do primeiro Hospital Municipal e Obras de Requalificação. O montante de R$ 63 milhões são destinados para as obras da unidade médica e o restante, R$ 12 milhões, para o Centro Histórico da capital baiana.

        Na justificativa, a gestão diz que “o Hospital Municipal de Salvador – HMS é um dos maiores empreendimentos desta Gestão e será construído em uma região com forte crescimento populacional e carência de atenção às urgências e emergências, no bairro de Cajazeiras, na localidade da Boca da Mata.

        Nas suas modernas instalações, o hospital, com capacidade para atender 60 mil pacientes por mês, ofertará, inicialmente, 210 leitos, dos quais 30 são de Unidade de Terapia Intensiva (UTI), com porta de urgência aberta e referenciada e alto nível de resolução, bem como consultórios nas áreas de cardiologia, cirurgia- geral, neurologia, cirurgia pediátrica, pediatria, médico-generalista, ortopedia e traumatologia, serviço social e pré-consulta de enfermagem, sala da coordenação e de atendimento. Uma base do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) também funcionará no espaço”, diz o texto.

        Sobre as obras no Centro Histórico de Salvador, a prefeitura afirma que “nos últimos anos, o Centro de Salvador vem perdendo sua vitalidade urbanística com impactos significativos no patrimônio imobiliário, nas atividades econômicas e administrativas e a consequente diminuição da população. Nos últimos 20 anos, o Centro Antigo perdeu 12% dos seus moradores e o Centro Histórico 50% com consequência direta na economia local.

        A imagem de abandono, a sensação de insegurança e o agravamento das questões sociais nas áreas do Centro tem revelado a extrema urgência de ações integradas e efetivas que transformem esta realidade. Os bairros do Centro, em particular, o Centro Histórico e o Comércio, configuram neste contexto como áreas, que apesar da perda das atividades econômicas e consequente degradação das áreas públicas, ainda mantem um potencial urbano de grande valor, (urbanístico,arquitetônico e cultural), facilmente recuperável a partir da melhoria da sua infraestrutura instalada, da requalificação das áreas públicas e de ações complementares de fomento ao desenvolvimento da economia local, em diversos segmentos.

        Umas das marcas urbanísticas do Comercio e do Centro Histórico são as suas praças, notadamente o Terreiro de Jesus, a Praça Municipal, a Praça Castro Alves, as Praças do Pelorinho, a Praça Cairu, a Praça da Inglaterra, a Praça Marechal Deodoro, além de outras que precisam ser recuperadas como espaços de convívio, de contemplação e de preservação da sua história.

        Assim, dentre as Obras de Requalificação no Centro Histórico de Salvador a reestruturação destas praças tem sido priorizada, de forma a garantir a qualidade da área para os frequentadores locais e para a visitação de turistas. Além disso, os projetos visam solucionar problemas urbanísticos e de mobilidade da área do seu entorno em apoio ao transporte público de passageiros, com adequação e qualificação dos pontos de paradas de ônibus. Há ainda intervenções que buscam a valorização do potencial cultural, turístico e do patrimônio edificado, do ordenamento do comércio formal e informal de maneira a facilitar a circulação de pedestres na praça e a preservação do próprio patrimônio. As intervenções nestas praças tem, por sua vez, impacto sobre todo o seu entorno.

        Compõem ainda nesse conjunto de ações de restruturação do viário de toda a área do Comércio, considerando as demandas contemporâneas e as demandas emergentes de um bairro sustentável em todos os seus aspectos”.

        Informe Baiano

          150
          Prefeito Amigo da Criança_Foto_Jefferson Peixoto_Secom_Pms

          Um encontro para conhecer as etapas do programa Prefeito Amigo da Criança foi realizado nesta quarta-feira (12), no auditório do edifício Fernando José Rocha, localizado na Avenida Joana Angélica, em Nazaré. Na ocasião, estiveram presentes a secretária municipal de Políticas para Mulheres, Infância e Juventude (SPMJ), Taíssa Gama, a presidente do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA), Risalva Telles, representantes das secretarias municipais de Saúde (SMS), Educação (Smed) e Promoção Social e Combate à Pobreza (Semps) e gestoras de programas e projetos da Fundação Associação Brasileira dos Fabricantes de Brinquedos (Abrinq).

           Criado pela Abrinq em 1996, o Prefeito Amigo da Criança busca mobilizar e apoiar tecnicamente o município na implementação de ações e políticas que resultem em avanços na garantia dos direitos das crianças e adolescentes. A ação chega à sexta edição, mobilizando 2,2 mil municípios em todo o Brasil, com representação de todos os estados. Só na Bahia são 176 cidades participantes. O termo de adesão da iniciativa, válido para 2017/2020, foi assinado pelo prefeito ACM Neto em maio deste ano. A articulação do programa em Salvador ficou a cargo da SPMJ.

          Prefeito Amigo da Criança_Foto_Jefferson Peixoto_Secom_Pms

          “As políticas transversais são trabalhadas junto com o CMDCA, Saúde, Educação e Semps. Esses órgãos são pontos focais para promover o desenvolvimento de mais políticas públicas para infância e juventude”, frisou Taíssa Gama. Após tomar conhecimento das etapas do programa, a pasta vai se empenhar para ampliar os serviços oferecidos, aplicando e direcionando iniciativas para garantir os direitos do público infanto-juvenil.

           “Apresentamos a agenda do programa sobre os compromissos que o município deve cumprir para chegar ao processo de reconhecimento. As secretarias vão se reunir com o CMDCA para verificar todos os indicadores antes de oferecer para Fundação Abrinq. Só a partir daí começa a etapa para elaboração de um plano, no qual serão designadas as necessidades e os desafios que Salvador terá para atingir as metas que serão estipuladas”, argumentou a gerente executiva da Fundação Abrinq, Denise Cesário.

           A Fundação Abrinq dará todo suporte técnico para o município na construção do plano, que engloba processo de diagnóstico e verificação da situação de Salvador em relação às políticas de educação, saúde e assistência social para crianças e adolescentes. “Temos um técnico de referência que apoiará todo o desenvolvimento da agenda do programa”, complementa.

           Ações em andamento – Foram destacados no encontro os trabalhos das 24 entidades conveniadas ao CMDCA, que atendem a 3,5 mil crianças na promoção de ações socioeducativas no contraturno das escolas municipais. Propostas sobre processo de planejamento de alocação orçamentária nas políticas para infância e adolescência; qualificação às políticas de atendimento à primeira infância; e estabelecimento de uma rede municipal de proteção integral também fizeram parte da agenda.

           O fortalecimento da atuação do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA), do Fundo Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (FMDCA) e dos conselhos tutelares e setoriais, além de ampliação de mecanismos de transparência e controle social, também foram abordados na ocasião.

          Ao final desta edição do Prefeito Amigo da Criança, programada para o término da legislatura do Executivo municipal em 2020, será divulgado se Salvador cumpriu com a meta que será pactuada com a Fundação Abrinq. Caso os objetivos tenham sido alcançados e os resultados sejam satisfatórios, o prefeito ACM Neto será premiado em evento a ser realizado em Brasília, com certificação, ganhos de faixa e troféu, além do direito ao uso do selo do programa. SECOM – Secretaria de Comunicação

          221

          O prefeito de Salvador ACM Neto (DEM) foi ao bairro de São Gonçalo do Retiro, na manhã deste sábado (29), entregar o Campo do Águia, principal praça esportiva utilizada pela comunidade local. A intervenção custou aos cofres públicos quase R$ 400 mil, conforme anunciou o secretário municipal de Promoção Social, Esporte e Combate à Pobreza (Semps), Bruno Reis. Segundo a pasta, 95 quadras e campos estão em construção ou já foram recuperados em diversas localidades da capital baiana.

          Em entrevista ao Bocão News, o prefeito comentou sobre os números divulgados pelo IBGE, que aponta uma “recessão técnica” no país, após o Produto Interno Bruto (PIB) recuar 1,9% no segundo trimestre de 2015, em relação aos três meses anteriores. Na Bahia, a atividade econômica no estado registrou retração de 0,5% no mesmo período.

          “É um cenário que a gente já vinha sentindo. Infelizmente, não me surpreendo com os números, porque estou andando pelas ruas de Salvador e vejo os efeitos da crise econômica nas vidas das pessoas. A crise é muito grave. Felizmente, graça a Deus, a prefeitura está organizada, tem dinheiro em caixa para enfrentar esse momento, manter as obras e garantir os serviços e não prejudicar o que a cidade precisa”, disse.

          Para o gestor soteropolitano, o quadro é “muito preocupante”. “O pior é agente não enxergar um horizonte de reversão desse quadro. O governo federal não está tendo a capacidade mínima de tomar as providências necessárias para reverter o quadro e agora vem com essa ideia, absolutamente inconsequente, de recriar a CPMF”, criticou.

          ACM Neto informou que foi procurado pelo prefeito de Belo Horizonte, Márcio Lacerda, que também preside a Frente da Nacional dos Prefeitos (FNP), para ir à Brasília conversar com o ministro da Saúde, Arthur Chioro, para discutir a pauta. “Disse a ele que me recusava a participar desse debate, porque o caminho para ajudar os municípios e estados nesse momento de crise não é a criação de um novo imposto. Chega de tanto imposto no país. Nós somos radicalmente contra a criação da CPMF”, posicionou-se. Bocão

          219

          Ninguém em sã consciência pode cravar a um ano e meio das eleições para prefeito, se a tragédia ocorrida no dia 27 deste mês, em que 15 pessoas morreram em soterramento após as chuvas, vai respingar no prefeito ACM Neto (DEM), candidato a reeleição.

          Até o fatídico 27, Neto voava em céu de brigadeiro, sem ter um adversário à altura. Os partidos de oposição a ele, sendo o PT o maior deles – se descabelavam para produzir um nome que pudesse fazer frente a Neto.

          A oposição acredita que o episódio pode frear a vantagem de Neto. Ela está certa e errada. Certa porque, por ora, as mortes caíram no colo do prefeito e isso tem um impacto negativo. Errado se acha que esse impacto terá peso em outubro do próximo ano.

          Segundo o cientista político Antônio Eduardo Oliveira, da Universidade Federal do Recôncavo (Ufrb),  o ocorrido nos bairros de San Martin e Bom Juá  revela que o prefeito ACM Neto, apesar do que chamou de marketing de governo, vem priorizando as áreas nobres, “dando continuidade a administração de Antonio Imbassahy (PSDB)”.

          Para ele, as 15 mortes e as centenas de desabrigados atingiram a popularidade do demistas, mas ele faz uma ressalva. “Só não tem como saber até que ponto. As pessoas agora estão sabendo que ele não era o que dizia ser, o que o marketing de governo fez a população acreditar”.

          Entretanto, Eduardo Oliveira diz que ainda é muito cedo para dizer se ACM Neto chegará enfraquecido nas urnas. “É muito cedo para avaliar isso. A gente sabe que a população tem memoria curta, muito embora esse fato seja explorado por seus opositores durante a campanha”, assinalou. Bocão