Tags Posts tagged with "Filmes"

Filmes

6536

Com a arrecadação dos primeiros dias do ano, “Star Wars: Os Últimos Jedi” somou US$ 539,4 milhões nos Estados Unidos, superando “Rogue One: Uma História Star Wars” e “O Cavaleiros das Trevas”. Com isso, o filme já é a sexta maior bilheteria de todos os tempos.

O campeão nos Estados Unidos é justamente seu predecessor, “O Despertar da Força” (2015), que arrecadou US$ 936,7 milhões. “Avatar” (US$ 760,5 milhões) e “Titanic” (US$ 659,3 milhões), ambos dirigidos por James Cameron, fecham o pódio.

À frente de “Os Últimos Jedi” também estão “Jurassic World” e “Os Vingadores”.

Folhapress

9210

Netflix prepara para janeiro a adição de 31 produções a seu catálogo. Os destaques são “Raio Negro” e a versão original de “O Rei da Polca”, com Jack Black. Confira a lista completa:

. Lovesick (3ª temporada)

. Weeds (temporadas de 1 a 8)

. Cavalos Selvagens

. O Experimento de Aprisionamento de Stanford

. Planetarium

. Marin Luther: The Idea that Changed the World

. Malala

. Justiça Jovem (temporadas 1 e 2)

. Power Rangers Aço Ninja (1ª temporada)

. Mustang Island

. Comedians in Cars Getting Coffee Collections

. Devilman Crybaby (1ª temporada)

. Dirk Gently’s Holistic Detective Agency (2ª temporada)

. Rotten

. Alien Contact: Outer Space

. Yoga Arquitetura da Paz

. Disjointed (Parte 2)

. O Rei da Polca

. Tom Segura: Disgraceful

. As Sufragistas

. Whiplash Em Busca da Perfeição

. Annie

. Grace and Frankie (4ª temporada)

. Van Helsing (2ª temporada)

. Trolls: O ritmo continua! (1ª temporada)

. Vende-se esta casa

. Raio Negro (1ª temporada)

. Fútil e Inútil

. Lhama Lhama (1º temporada)

. As aventuras do Gato de Botas (6ª temporada)

. Black Sails (4ª temporada)

IG Notícias

73
Atriz foi a entrevistada do “The Late Show with James Corden”

Julia  Roberts começou sua carreira no cinema no final da década de 80. De lá pra cá, a atriz trabalhou em mais de 50 filmes – e já se prepara para estrear mais um. Na maratona de divulgação de “Extraordinário”, que estreia em novembro, Julia foi a entrevistada do “The Late Show with James Corden”, um dos principais talk-shows da TV americana, conhecido por colocar famosos em situações engraçadas.

Numa brincadeira dessas, Julia foi desafiada a reencenar grandes papeis de sua carreira ao vivo, ao lado de Corden, no palco do programa. E ficou hilário! Em menos de 10 minutos, a atriz revisitou sucessos como “Comer, Rezar, Amar”, “O Casamento do Meu Melhor Amigo”, “Noting Hill”, “Doze Homens e um Segredo”, “Uma Linda Mulher” e “Erin Brockovich – Uma Mulher de Talento”, que lhe rendeu o Oscar de Melhor Atriz em 2000.

Em muitos momentos, Julia tem de ser conter para seguir no personagem e não rir das palhaçadas de James Corden. Com estreia prevista para 17 de novembro nos EUA, “Extradionário” conta a história de Jacob Tremblay. Por causa de uma deformidade facial, o garoto passou a infância em hospitais tentando fazer com que o seu rosto fosse mais “normal” – o que não o impediu de ter medo de coisas simples como, por exemplo, ir à escola.

No filme, Julia  Roberts é Isabel, mãe do garoto. A brasileira Sonia Braga também integra o elenco fazendo a mãe de Isabel, vó de Jacob. O longa é baseado no livro homônimo do escritor americano R.J. Palacio. A estreia no Brasil, inicialmente prevista pra o fim de novembro, foi adiada para 7 de dezembro.

 Folhapress.

64

Kazuo Ishiguro foi anunciado nesta quinta-feira (5) o ganhador do Prêmio Nobel de Literatura 2017. A escolha foi divulgada em um evento em Estocolmo, na Suécia.

Nascido em Nagasaki, no Japão, em 1954, e se mudou para a Inglaterra aos cinco anos. Dentre o utros livros, ele publicou livros como “Os vestígios do dia” e “Não me abandone jamais”, ambos adaptados ao cinema.

Ele publicou, ao todo, oito livros. O mais recente é “O gigante enterrado” (2015). No Brasil, sua obra é editada pela Companhia das Letras, que já lançou também “Noturnos” e “Quando éramos órfãos”.

O comitê do Nobel destacou que Ishiguro retrata em seus livros temas como “memória, passagem do tempo e desilusão pessoal”. O comunicado também lembrou que o filme “Vestígios do dia” (1993) foi estrelado pelo ator Anthony Hopkins.

Informe Baiano

133

As aventuras e histórias de superação contadas pelo cinema serviram de  inspiração para despertar a coragem de enfrentar o mundo dos negócios e libertar o espírito empreendedor em muitos empresários baianos.

“Os filmes que contam histórias de sucesso e superação fazem com que as pessoas conheçam as características necessárias  para empreender e reconheçam esses elementos nelas mesmas”,  explica André  Barbosa, analista da Unidade de Educação Empreendedora do Sebrae Bahia. “Dessa forma, a estética do cinema acaba sendo o ponto inicial da construção de grandiosos empreendimentos. Vivenciar histórias, é sempre uma forma de motivação”, completa.

Persistência, planejamento, espírito de liderança e inovação são algumas das características que a magia do cinema que conseguem despertar nas pessoas. Veja abaixo filmes que inspiraram, de diferentes formas, cinco empreendedores baianos.

 

197

A premiação mais esperada do universo do cinema , o Oscar, está cada vez mais próxima. A lista dos que estarão concorrendo a uma estatueta na cerimônia sai nessa terça-feira (24), mas muitos nomes já estão cotados e entre os favoritos dos cinéfilos para levar um dos prêmios para casa.

Apesar dos indicados ao Oscar serem celebrados pela Academia como as melhores produções do ano, muitos filmes que rodaram as salas de cinema também merecem reconhecimento. De animação ao suspense e da comédia ao fantástico mundo dos heróis, confira dez  filmes que mereciam concorrer a estatueta de melhor filme, mas não aparecerão na lista do dia 24.

“Demônio de Neon”

Elle Fanning protagoniza o thriller, que conta a história de uma jovem modelo contratada por uma agência renomada em Los Angeles. Ingênua, a garota tem que lidar com o ego suas colegas e com a maquiadora Ruby (Jena Malone), que possui obscuras intensões.

Por que deveria entrar no Oscar?

O filme é uma crítica à indústria da moda, traz um suspense de tirar o fôlego, metáforas impactantes e uma experimentação das cores hipnotizante.

Por que não vai?

Trata-se de uma produção aguda demais e extremamente experimental para os padrões da aacdemia. Além do mais, a carga simbólica somadas às cenas de canibalismo e necrofilia tendem a afastar muitos acadêmicos.

“Zootopia”

Em “Zootopia” os animais são os protagonistas. O enredo conta a história de uma pequena coelha (Judy Hopps) que quer se mudar de uma fazenda isolada para uma cidade onde diferentes animais conseguem conviver em harmonia. A jovem tem que enfrentar altas aventuras e barreiras ao lado da raposa Nick Wilde.

Por que deveria entrar no Oscar?

Apesar de ser uma animação com animais como protagonistas, o filme é uma sátira cômica que traz temas sérios como a tolerância e os problemas das grandes cidades, como a violência, a superlotação dos transportes e outras questões relacionadas a contemporaneidade.

Por que não vai?

As animações tem muitas dificuldades de emplacar prêmios fora das categorias de Melhor Animação, sendo que apenas três filmes conseguiram superar essa barreira: “A Bela e a Fera” (1991), “UP – Altas Aventuras” (2009) e Toy Story 3 (2010).

“Capitão América: Guerra Civil”

A continuação do heroico Capitão América dessa vez traz os Vingadores nos contínuos esforços para proteger a humanidade. Entretanto, um incidente envolvendo os heróis acaba por fazer com que o governo instaure um esquema para supervisionar o grupo. De um lado, há aqueles que apoiam a decisão e, do outro, quem acredita que os políticos não devem intervir.

Por que deveria entrar no Oscar?

O filme traz ótimas performances e um enredo intenso, com uma trama conexa e momentos dramáticos e tensos bem elaborados durante o longa.

Por que não vai?

A Academia geralmente ignora filmes de super heróis e provenientes de história em quadrinhos. Caso fosse indicado, seria uma grande mudança do cenário.

“Procurando Dory”

Remontando a clássica animação da Disney, “Procurando Nemo”, o filme traz agora irreverente Dory como protagonista do longa. Na trama, a jovem peixe que tem recorrentes problemas de esquecimento se perde e Nemo e seu pai partem em uma aventura pelos mares em busca da amiga.

Por que deveria entrar no Oscar?

Além de envolver a nostalgia do primeiro filme, “Procurando Dory” também se consolida com uma trama envolvente por trazer novos personagens e aventuras que mexem com o sentimentalismo do telespectador.

Por que não vai?

Por ser uma animação, o filme não tem potencial para quebrar as barreiras impostas pela Academia de elencar o gênero na categoria de Melhor Filme.

 

 

247

As principais séries estreantes de 2016 conquistaram um lugar no Globo de Ouro 2017, cujas indicações foram anunciadas nesta segunda-feira (12), e vão tentar derrotar “Game of Thrones”, a única veterana na categoria de melhor série dramática.

“Westworld” (série da HBO com o brasileiro Rodrigo Santoro), “This is Us” (NBC), “Stranger Things” e “The Crown” (ambas da Netflix), foram lembradas pela premiação da Associação da Imprensa Estrangeira de Hollywood (HFPA, na sigla em inglês) e estão na disputa conta a série da HBO pela principal estatueta da premiação nas categorias de TV.

No último Globo de Ouro, aliás, “Game of Thrones” perdeu para a então estreante “Mr. Robot”, estrelada por Rami Malek.

Indicações das novatas

Grande sucesso da Netflix neste ano, “Stranger Things” teve ao todo duas indicações, incluindo uma para Winona Ryder como melhor atriz em série dramática. Na categoria, ela enfrenta Claire Foy, que interpreta a rainha Elizabeth 2ª em “The Crown”. A série sobre a família real britânica também foi lembrada na categoria de melhor ator coadjuvante em TV com uma indicação para John Litgow, que faz o ex-primeiro ministro britânico Winston Churchill.

“Westworld”, cuja primeira temporada acabou no último dia 4, teve um total de 3 indicações. Evan Rachel Wood concorre como melhor atriz em série dramática e Thandie Newton, como melhor atriz coadjuvante. Ao contrário do que era esperado pela imprensa especializada, o veterano Anthony Hopkins, que interpreta o Robert Ford na trama, não foi lembrado pela premiação.

Ainda não exibida no Brasil, “This is Us” também obteve três indicações, sendo duas na categoria de melhor atriz coadjuvante, com Mandy Moore e Chrissy Metz.

Além da categoria de série dramática, “Game of Thrones” foi lembrada apenas na categoria de atriz coadjuvante, com uma menção à atriz Lena Headey, a Cersei.

A competição na categoria de TV promete ser dominada por “The People vs O.J. Simpson: American Crime Story”. A série limitada de Ryan Murphy obteve cinco indicações, inclusive para seus atores, como Sarah Paulson e John Travolta.

Questões raciais e sociais em destaque

Refletindo o aumento da diversidade na TV americana, boa parte dos indicados ao Globo de Ouro trazem questões raciais e sociais em sua trama, como é o caso de “The People vs O.J. Simpson”, sobre o julgamente que dividiu os Estados Unidos nos anos 1990, e “Atlanta”, comédia sobre os bastidores do hip hop.

Histórias com um toque distópico, como “Westworld”  e “Stranger Things”, também vieram com força. A primeira se passa em um parque habitado por robôs que existem apenas para servir aos desejos humanos mais obscuros, enquanto a segunda tem por trás uma conspiração governamental.

Cinema

Nas categorias de cinema, a disputa será dominada por “La La Land”, que já era apontado como um dos favoritos da temporada de premiações, e “Moonlight”. Cada filme recebeu, respectivamente, sete e seis indicações.

“La La Land” concorre em sete categorias, como filme de comédia ou musical, direção (Damien Chanzelle), atriz (Emma Stone), trilha sonora, roteiro, ator (Ryan Gosling) e canção (“City of Stars”).

Já “Moonlight”, sobre um jovem negro descobrindo sua homossexualidade, aparece em seis categorias: filme dramático, direção (Barry Jenkins), trilha sonora original, ator coadjuvante (Mahershala Ali), roteiro e atriz coadjuvante (Naomie Harris).

Na categoria de filme estrangeiro, o Brasil ficou de fora: “Aquarius”, “Chatô” e “Pequeno Segredo”, que haviam se inscrito para concorrer, não entraram na lista final, que ficou com “Divines” (França), “Elle” (França), “Neruda” (Chile), “O Apartamento” (Irã/França) e “Toni Erdmann” (Alemanha).

A 74ª edição do Globo de Ouro, que será apresentada por Jimmy Fallon, está marcada para 8 de janeiro, no hotel Beverly Hilton, em Los Angeles. Na festa, Meryl Streep, ganhadora de oito estatuetas, receberá o prêmio Cecil B. DeMille em reconhecimento a sua trajetória cinematográfica.

Uol Filmes

521
Jovem atriz que completa 20 anos nesta quinta-feira (1º), Zendaya tem um filme da Marvel confirmado e é figura conhecida no mundo da moda

Zendaya, a jovem atriz e cantora que ficou famosa após sua estreia no “Disney Channel”, completa 20 anos nesta quinta-feira (1º). E até o momento, dá para perceber que ela já conseguiu conquistar muito mais do que muitos não conseguem em muito mais tempo. A atriz conseguiu quebrar a imagem de estrela teen da Disney e garantiu outros projetos fora do canal.

Zendaya completa 20 anos nesta quinta-feira (1º)
Zendaya completa 20 anos nesta quinta-feira (1º)

Mas é ao “Disney Channel” que Zendaya deve seu sucesso e sua fama. Ela estrelou como uma das protagonistas da série “Shake it Up”, que durou de 2010 até 2013. Na série ela interpretava Rocky Blue e dividia o protagonismo com a atriz Bella Thorne, que vivia Cece Jones.

A série acompanhava as aventuras das duas amigas que conseguiam realizar seus sonhos de serem dançarinas profissionais ao conseguirem papéis no programa “Shake It Up, Chicago”. Em 2011, ela também fez uma participação como sua personagem em “Shake it Up” em outra série da Disney: a bem sucedida “Boa Sorte Charlie”. Em 2013, Zendaya foi convidada para participar do reality “Dancing With the Stars”, uma espécie de “Dança dos Famosos” do “Domingão do Fautão”, só que nos Estados Unidos.

Ao longo dos anos, Zendaya fez participações e protagonizou uma série de filmes do Disney Channel. Um deles – “Frenemies” – foi, inclusive, ao lado de Bella Thorne. Mas conforme o tempo foi passando, ela foi se desprendendo da imagem da empresa infantil.

Um exemplo de como Zendaya se tornou muito associada ao mundo da moda, virando uma espécie de jovem ícone de tendências fashion. Neste ano, Zendaya foi capa da revista “Cosmopolitan”. Como título, a publicação usou uma frase da atriz: “Se proteja e comande respeito”. Ela compartilhou uma foto da capa da revista em seu Instagram.

Falando nisso, Zendaya faz bastante sucesso nas redes sociais. Ela possui mais de 31 milhões de seguidores em seu Instagram, mais de 11 milhões de curtidas em sua página no Facebook e quase 7 milhões de seguidores no Twitter.

Cantora e papel no cinema

Além da carreira de atriz, Zendaya já fez empreitadas como cantora também e em 2013 lançou um álbum que levou seu nome. O disco possui 11 músicas, das quais Zendaya escreveu uma boa parte. O álbum não foi foi um grande sucesso de vendas, estreando em 51º lugar na Billboard 200.

Agora, Zendaya  está se preparando para viver uma nova personagem, dessa vez no cinema. Ela estará em “Spider-Man: Homecoming”, novo filme do personagem Homem-Aranha, que já está deixando os fãs loucos de ansiedade. A atriz interpretará uma personagem chamada Michelle, que já especula-se ser uma nova versão da clássica Mary Jane.

O sucesso de Zendaya em meio aos jovens já lhe garantiu um “Teen’s Choice Awards” e um “Kid’s Choice Awards”  iG

243
“Chamados” estreia dia 10 de novembro nos cinemas brasileiros e traz de volta os segredos por trás de uma fita amaldiçoada

A Paramount Pictures divulgou nesta quarta-feira (24) o primeiro trailer oficial de “Chamados”, terceira sequência do thriller “O Chamado”. A nova produção da franquia se passará 13 anos depois dos acontecimentos  do primeiro filme, lançado em 2002.

Samara está de volta no trailer da sequência de
Samara está de volta no trailer da sequência de “O Chamado”

Dirigido por F. Javier Gutiérrez, “Chamados” vai contar as origens dos poderes de Samara, responsável pela morte de qualquer pessoa que assista ao seu vídeo amaldiçoado. Dessa vez, as vítimas serão Julia (Matilda Lutz) e seu namorado Holt (Alex Roe). O casal recebe a temida ligação que anuncia a chegada da morte dentro de sete dias

Com pouco tempo para reagir, Julia precisa descobrir um meio de se libertar da maldição de Samara e de sobreviver às suas aparições malignas. “Chamados” tem estreia marcada para 28 de outubro nos Estados Unidos, já o lançamento no Brasil acontece no dia 10 de novembro. iG

Veja o trailer inédito:

258

Com estreia marcada para 29 de setembro nos cinemas brasileiros, “Demônio de Neon” mostra a história de Jesse (Elle Fanning), uma aspirante modelo que se muda para Los Angeles. Sua juventude e vitalidade são devoradas por um grupo de mulheres obcecadas por beleza, que usarão todos os meios necessários para conseguir o que ela tem. Após tirar algumas fotos mórbidas para um jovem fotógrafo, é contratada por uma conceituada agência de modelos. Bastante ingênua, ela passa a lidar com o ego sempre inflado das demais modelos e também com a maquiadora Ruby (Jena Malone), que possui intenções ocultas com a jovem.

“Demônio de Neon” debutou no último festival de Cannes, onde recebeu críticas divididas. O filme, que traz cenas de necrofilia e canibalismo, é mais uma obra polarizante do dinamarquês responsável por “Drive”, filme estrelado por Ryan Gosling e alçado ao status de obra cult. iG