Tags Posts tagged with "Filme"

Filme

4986
“A Forma da Água” e “Três Anúncios para um Crime” saem à frente na temporada de prêmios

Depois de um Globo de Ouro, alguns prêmios de críticos e de sindicatos, surge finalmente o momento mais aguardado antes da premiação do Oscar: as indicações do Oscar, que acontecem nesta terça (25), às 11h20.

Laureados em premiações neste fim de semana, “A Forma da Água” e “Três Anúncios para um Crime” ganharam mais força na contenda.

Dirigido por Guillermo del Toro, “A Forma da Água” faturou neste domingo (21) o PGA Awards, prêmio do Sindicato dos Produtores.

Fantasia com grande riqueza técnica, característica do cinema de Del Toro, como em “O Labirinto do Fauno”, “A Forma” pode ser o campeão de indicações no Oscar, com chances de emplacar em categorias como figurino, direção de arte, trilha sonora, som, fotografia etc.

Vencer o PGA, no entanto, não significa certeza de sucesso no Oscar. Os últimos dois vencedores, por exemplo, foram “La La Land” e “A Grande Aposta”, derrotados respectivamente por “Moonlight” e “Spotlight: Segredos Revelados”.

SAG AWARDS

Já “Três Anúncios para um Crime” foi o vencedor do SAG Awards, prêmio concedido pelo Sindicato dos Atores. Como no Globo de Ouro, Frances McDormand e Sam Rockwell saíram com as estatuetas de melhor atriz e ator coadjuvante, respectivamente, e se credenciaram como favoritos ao troféu da Academia –o filme também levou o prêmio de melhor elenco.

Outros atores que repetiram a performance do Globo de Ouro foram Gary Oldman, melhor ator por “O Destino de uma Nação”, e a carismática Allison Janney, do seriado “Mom”, que venceu como atriz coadjuvante por seu papel em “Eu, Tonya”.

Na parte de televisão, algumas surpresas: o festejado “The Handmaid’s Tale” ficou de mãos abanando. Entre as séries dramáticas, a vencedora de melhor elenco foi “This Is Us”, que também rendeu a Sterling K. Brown o prêmio de melhor ator. Entre as atrizes, Elizabeth Moss, de “Handmaid’s”, foi derrotada por Claire Foy, a rainha Elizabeth de “The Crown”.

“Veep”, que não foi renovada, pode ter vencido seu último troféu como melhor elenco de série cômica.Já nas categorias reservadas às minisséries, nada de novo: “Big Little Lies” ganhou o prêmio principal, além de ter rendido, de novo, prêmios para Nicole Kidman e Alexander Skarsgard.

FRAMBOESA DE OURO

Bem longe da tensão e do figurino de gala de premiações como o Oscar, o Framboesa de Ouro também listou seus indicados, que concorrem como os piores de 2017.

E, a exemplo de seu antecessor, a sequência “Cinquenta Tons Mais Escuros” pode ser o grande vencedor (ou perdedor) do dia. Além de pior filme, ele concorre como pior atriz (Dakota Johnson) e ator (Jamie Dornan).

No entanto, nenhuma categoria supera em originalidade a de “pior combinação na tela”. Aqui, “Cinquenta Tons” concorre com “Qualquer combinação de dois personagens, dois brinquedos de sexo ou duas posições sexuais”. Para vencer, precisará superar “Johnny Depp e sua atuação como bêbado no filme ‘Piratas do Caribe: A Vingança de Salazar'”.

Para sair com a “framboesa” principal, “Cinquenta Tons” terá de derrubar outros concorrentes de peso: “A Múmia”, “Baywatch”, “Emoji – O Filme” e “Transformers: O Último Cavaleiro”.

Jennifer Lawrence foi a principal surpresa entre as piores listas. A atriz, que acumula quatro indicações ao Oscar nos últimos sete anos -incluindo uma estatueta por “O Lado Bom da Vida”-, foi lembrada por seu “notável” desempenho em “Mãe!”.

Diretor do filme, Darren Aronofsky também foi agraciado com uma indicação. Javier Bardem, do último “Pirata” e de “Mãe!” mereceu indicação como ator coadjuvante.

Folhapress.

191

ELENCO:

Tom Cruise – Tyler Colt
Sofia Boutella – Múmia
Annabelle Wallis
Russell Crowe – Dr. Henry Jekyll
Javier Botet – Set
Jake Johnson
Courtney B. Vance
Shina Shihoko Nagai
Marwan Kenzari

Direção: Alex Kurtzman

Gênero: Ação, Suspense, Terror

Duração: — min.

Distribuidora: Universal Pictures

Orçamento: US$ 150 milhões

Estreia: 8 de Junho de 2017

Sinopse:

Apesar de ter sido sepultada com extrema segurança em uma cripta nas profundezas de um deserto, uma antiga rainha (Sofia Boutella), cujo destino foi injustamente tirado dela, desperta nos dias atuais, trazendo com ela sua maldade cultivada ao longo dos milênios e terrores que desafiam a compreensão humana.

Das areias deslumbrantes do Oriente Médio, passando por labirintos escondidos e chegando nos dias de hoje em Londres, ‘A Múmia‘ traz uma surpreendente intensidade e equilíbrio e trilha um caminho que inaugura um novo mundo de Deuses e Monstros.

Curiosidades:

» O reboot da franquia ‘A Múmia‘ teve sua estreia adiada.

Para não concorrer diretamente com a sequência de ‘Branca de Neve e o Caçador‘ nas bilheterias, a estreia  programada para 22 de abril de 2016 foi adiada para 23 de Março de 2017.

» Alex Kurtzman, roteirista de ‘O Espetacular Homem-Aranha 2: A Ameaça de Electro‘, dirige. Ele tem no currículo como diretor apenas o drama ‘Bem Vindo à Vida‘. Kurtzman entra no lugar de Andres Muschietti (‘Mama’), que abandonou o cargo por diferenças criativas. Muschietti gostaria de uma abordagem mais sombria, ideia originalmente adotada pelo estúdio, mas a Universal mudou de ideia e agora quer fazer um filme para a família.

» Este é o segundo diretor que deixa o projeto. Muschietti tinha entrado no lugar de Len Wiseman (‘Anjos da Noite’), que saiu da produção alegando conflitos de agenda.

» Recentemente, Kurtzman também foi contratado pela Universal Pictures para criar um universo para a sua franquia de monstros, que conta com ‘A Múmia‘, ‘Van Helsing‘, ‘Drácula‘ e ‘Lobisomem‘. Cada um dos personagens ganhará um filme solo que farão parte do mesmo universo, podendo assim ter uma reunião no futuro, assim como a Marvel fez com seus Vingadores.

» Sean Daniels, Alex Kurtzman e Roberto Orci produzem o novo ‘A Múmia’.

Trailer:


Cine Pop/ G1

221

Lançado em 2012, o longa ‘Spring Breakers’ vai sair da telona pra TV. A nova série da plataforma Blackpills, que também é uma novidade no ramo digital.

Os responsáveis pela produção serão os mesmos do longa, Chris Hanley e Fernando Sulichin.

Estrelado por James Franco, Selena Gomez e Vanessa Hudgens, o filme contava a história de um traficante que paga a fiança de quatro meninas que assaltaram um estabelecimento pra pagar as férias.

Ainda não se tem mais detalhes sobre o elenco da série.

222

A jovem atriz Emma Watson vive agora um bom momento na carreira, depois do sucesso com a saga de Harry Potter, a artista está outra vez em grande destaque com o lançamento do seu mais recente filme‘A Bela e a Fera’.

Em Nova Iorque, no Alice Tully Hall, no Lincoln Center, Emma voltou a ser a maior estrela da noite, desta feita por utilizar um longo vestido preto com um corte elegante e um penteado à altura do seu look.

No tapete vermelho estiveram também outros grandes nomes da indústria cinematográfica que participam no filme da Disney como Ian McKellen e Ewan McGregor que se mostraram bem descontraídos durante o evento.

Como não poderia deixar de ser, o ‘Monstro’, Dan Stevens, também esteve presente e acompanhou Emma Watson, tendo utilizado um terno todo preto.

Confira a galeria acima para ver como foi o evento em Nova Iorque, onde várias estrelas estiveram reunidas para assistir ao filme ‘A Bela e o Monstro’.

 Notícias ao Minuto

222
No último filme de Hugh Jackman como o personagem, Logan precisa reavaliar sua relação com a violência quando se vê na figura de pai

É seguro dizer que Hugh Jackman , que ao longo de 17 anos interpretou Wolverine no cinema, reclamou certa autoria sobre o personagem. O colante amarelo deixou de ser uma referência muito em virtude das escolhas de Bryan Singer, mas poucos se lembram, por exemplo, de que Wolvie é baixinho nas HQS. Hugh Jackman deu alma a Wolverine e “Logan” é o filme que personagem e fãs, mas também o ator, mereciam.

Cena do filme Logan: referências cinematográficas que expandem o gênero do filme de super-herói
Cena do filme Logan: referências cinematográficas que expandem o gênero do filme de super-herói

Sombrio, triste, violento e inesperadamente esperançoso, o filme se propõe revisionista dentro do gênero. Não à toa as referências supremas são “Os Brutos Também Amam” (1953) e “Os Imperdoáveis” (1992), dois faroestes definidores em suas épocas, mas que também dialogavam com o gênero e além dele. “Logan” faz o mesmo pelo filme de super-herói.

Se “Os Brutos Também Amam”, Shane no original, é uma referência explícita e conjugada dramaticamente no curso do filme, “Os Imperdoáveis” empresta musculatura dramática e narrativa à relação de Wolverine com a violência e o impacto dela neste homem cansado de viver no mundo do jeito como ele se molda a sua volta. São balizas narrativas que agregam valor ao que o filme objetiva ser enquanto cinema, mas também evidenciam que a produção de James Mangold tem a preocupação de levar de fato o personagem adiante.

A violência surge crua e constante em Logan e isso faz todo o sentido no curso do filme
A violência surge crua e constante em Logan e isso faz todo o sentido no curso do filme

O filme se passa em 2029. Os mutantes estão à beira da extinção, se não completamente extintos. Wolverine usa seu nome original, James Howlett, e tenta sobreviver como motorista de limusine. O suficiente, ao menos, para comprar um barco e viver o crepúsculo de sua vida e a de Charles Xavier (Patrick Stewart), de quem cuida com precárias condições, no mar. Essa angustiante realidade, mas relativamente tranquila, é perturbada de vez com a chegada de Laura (Dafne Keen), uma mutante criada em laboratório por uma empresa paramilitar que tenta criar, desenvolver e controlar o gene mutante. Laura, em muitos aspectos, lembra Wolverine e Xavier, replicando instintos do passado, instiga que Logan cuide dela. Está armada a espinha dorsal do filme, que é em essência um road movie, ainda que um violento.

A carga emocional do personagem jamais esteve tão à flor da pele e Hugh Jackman, como um velejador experiente, adentra as correntezas psicológicas e emocionais de Wolverine com sapiência. É seu melhor momento como ator desde “Os Suspeitos” (2013), de Denis Villeneuve.

A despedida perfeita: Logan é o filme certo, em todos os níveis, para o adeus de Hugh Jackman do personagem que o consagrou
A despedida perfeita: Logan é o filme certo, em todos os níveis, para o adeus de Hugh Jackman do personagem que o consagrou

“Logan” funciona tanto no contexto de toda a franquia mutante, como no escopo da trilogia solo de Wolverine. Acena carinhosamente aos fãs pregressos à fase cinematográfica do personagem, agiganta-se como despedida de Hugh Jackman, mas fundamentalmente cativa por ser cinema robusto, sutil e reverberante. Em última análise, este é seu principal legado.

iG

 

    400
    Foto divulgação

    Filme conseguiu US$ 55 milhões no final de semana de estreia; sequência de ’50 tons de cinza’ arrecadou US$ 46,6 milhões.

    Batman: O Filme” superou “Cinquenta Tons Mais Escuros” no duelo de grandes estreias nos cinemas dos Estados Unidos, de acordo com os dados do portal especializado Box Office Mojo divulgados nesta terça-feira (14).

    No Brasil, as posições foram inversas: ‘Cinquenta tons’ ficou em 1º e ‘Lego Batman’ em 2º.

    Nos EUA, o filme derivado de “Uma Aventura LEGO” (2014) conseguiu US$ 55 milhões em sua estreia.

    Com as vozes em sua versão original de Will Arnett, Michael Cera, Rosario Dawson e Ralph Fiennes, esta paródia sobre as aventuras de Batman narra como o super-herói necessitará da ajuda de seus companheiros para derrotar os inimigos que ameaçam a cidade de Gotham.

    No segundo lugar ficou o filme “Ciquenta Tons Mais Escuros”, o thriller erótico que dá continuidade a “Cinquenta Tons de Cinza” (2015) e que na estreia contabilizou US$ 46,6 milhões.

    Dakota Johnson e Jamie Dornan retornam a seus papéis de Anastasia Steele e Christian Grey, respectivamente, neste novo filme no qual o escuro e misterioso passado de Grey ameaça frustrar sua relação.

    Por sua vez, “De Volta ao Jogo 2” ficou em terceiro lugar ao arrecadar US$ 30,4 milhões em seu primeiro fim de semana nos cinemas.

    Foto: divulgação internet

    O lendário assassino, interpretado por Keanu Reeves, retorna de sua aposentadoria devido à ameaça de um de seus antigos sócios, que planeja tomar o controle de um grupo de assassinos e dá um preço pela cabeça do protagonista.

    Em quarto lugar ficou “Fragmentado”, o filme de M. Night Shyamalan que acrescentou US$ 9,5 milhões a um montante acumulado a escala internacional que já chega a US$ 169,5 milhões, quando o orçamento do longa-metragem se situou em US$ 9 milhões.

    O filme, protagonizado por James McAvoy e Anya Taylor, em torno do sequestro de três mulheres por parte de Kevin (McAvoy), um homem com transtorno de identidade pelas múltiplas personalidades -até 23- que tentam escapar.

    Por último, “Estrelas Além do Tempo” alcançou neste fim de semana US$ 8 milhões.

    O filme relata a história de três mulheres afro-americanas cuja trabalho durante os anos 60 foi decisivo no sucesso das missões espaciais dos EUA apesar do racismo e dos obstáculos que enfrentaram. G1

    324
    A sequela de ‘As Cinquenta Sombras de Grey’ só estreia a 9 de fevereiro, mas revelamos-lhe algumas imagens para lhe aguçar o apetite.
    Não espere por fevereiro! As imagens de 'As Cinquenta Sombras Mais Negras'  -

    Não espere por fevereiro! As imagens de ‘As Cinquenta Sombras Mais Negras’ – Uma imagem promocional de ‘As Cinquenta Sombras Mais Negras’ © All Rights Reserved Universal Pictures

    O muito aguardado 2.º filme baseado no universo erótico criado por E. L. James está aí à porta. As aventuras e desventuras sexuais vividas pelo magnata Christian Grey (Jamie Dornan) e pela estudante Anastasia Steele (Dakota Johnson) vão ter continuação.

    Após o gigantesco sucesso em termos de vendas de livros, o primeiro filme da saga foi aguardado com enorme expetativa pelos fãs, especialmente femininos, e o segundo não está a ser exceção. Como tempero especial para a nova película seremos brindados com uma participação da veterana Kim Basinger.

    Notícia ao Minuto

     

    422
    Após 12 anos, os personagens Laranjinha (Darlan Cunha) e Acerola (Douglas Silva) estarão de volta às telinhas. A Globo já começou a gravar a sequência da série “Cidade dos Homens – O Retorno”, que tem previsão de estreia para janeiro de 2017 e exibição às sextas-feiras.
    A série terá quatro capítulos e mostrará o que aconteceu com os personagens. Agora mais velhos e vivendo outros dilemas, Laranjinha e Acerola serão pais e seus filhos serão grandes amigos. Na primeira temporada desta nova fase, Laranjinha vai enfrentar o problema de saúde do filho, que está na fila para um transplante de coração.
    Bocão News