Tags Posts tagged with "esporte"

esporte

119
Foto: reprodução//forte na Notícia

A seleção de Cruz das Almas sub 18, na modalidade futsal, terminou a Copa Muritibana como vice-campeã. Na noite da última sexta-feira (17), a equipe cruzalmense enfrentou na decisão do campeonato a equipe Amec, do município de Muritiba. Com a bola rolando, o placar terminou 5 a 4 para os donos da casa que se sagraram os campeões. O time de Cruz das Almas venceu todas as partidas na competição até chegar a final. Além do segundo lugar, a equipe ainda recebeu o prêmio individual de melhor goleiro do torneio que foi entregue ao atleta  Denilson Teles.

No Facebook, a assessoria do grupo postou a seguinte mensagem: “Com apenas 1 mês de preparação, a seleção Sub 18 chega a final da Copa Muritibana de Futsal Sub 18. Fomos vice-campeão, mas com a certeza que estamos no caminho certo para elevar o nome de Cruz das Almas no Esporte. Além do troféu de vice campeão, o nosso goleiro Denilson Teles foi premiado como o melhor goleiro da Copa. Gostaríamos de agradecer o incentivo da Secretaria de Esportes Cultura e Lazer, através do secretário Wel Anias. Parabéns para comissão técnica Pedro Henrique, Ruan França e Ruy Magno.”
Por: Diego Azevedo

97
Foto: reprodução

O goleiro titular do Vitória, Fernando Miguel, ainda se recupera de uma lesão na músculo anterior da coxa esquerda, sofrida no empate em 1 a 1 com o Grêmio, no domingo (12), pela 34ª rodada da Série A. O técnico do Leão, Vagner Mancini, cogitou substituir o jogador na partida, mas o arqueiro seguiu no duelo e foi um dos destaques da equipe. Em entrevista ao Metro1, o médico do Vitória, Dr. Wilson Vasconcelos, afirmou que Fernando Miguel passará por tratamento ao longo da semana.

Ele afirmou ainda que o jogador não está vetado da partida contra a Chapecoense, na quinta-feira (16), na Arena Condá. “Ainda estamos tratando ainda. Ele conseguiu terminar o jogo. Vamos tratar hoje até a véspera do jogo para definir se ele vai jogar. Ele sentiu uma dor na anterior da coxa esquerda. Ele teve uma dor pequena, mas não comprometeu a atuação dele. Foi um dos melhores em campo”, disse médico rubro-negro. Metro1

34

O experiente árbitro Péricles Bassols Cortez foi o escolhido da Confederaqção Brasileira de Futebol (CBF) para apitar o duelo entre Bahia e Coritiba, no próximo sábado (30), pela 26ª rodada do Campeonato Brasileiro.

O juiz, federado em Pernambuco, será auxiliado por Clóvis Amaral da Silva e Cleberson do Nascimento Leite, enquanto Gilberto Rodrigues Castro Júnior e Deborah Cecilia Correia serão os adicionais de arbitragem.

Bahia e Coritiba brigam para se afastar da zona de rebaixamento.

Enquanto o Tricolor figura na 13ª colocação, com 30 pontos, o alviverde paranaense está na 19ª posição, com 27 pontos.

Voz da Bahia

76
foto: divulgação

Alexandre Gallo não é mais técnico do Vitória. Após reunião realizada na manhã desta sexta-feira (21), a diretoria do clube decidiu desligar o treinador. Gallo desembarcou na Toca do Leão em junho e comandou a equipe em 11 jogos. Ele venceu três, empatou duas e perdeu seis. O anúncio oficial deve ser feito durante o pronunciamento de Agenor Gordilho, presidente em exercício da agremiação, marcado para as 14h. Com isso, a diretoria corre para anunciar um novo treinador. No duelo contra a Chapecoense, neste sábado (22), às 16h, no Barradão, a tendência é que o auxiliar Flávio Tanajura seja o treinador interino, ou até mesmo Maurinho, assistente indicado por Petkovic. Com apenas 12 pontos, o Rubro-negro ocupa a penúltima posição no Campeonato Brasileiro.

88

O paulistano Henrique Marques tinha oito anos quando se encantou pela esgrima ao tomar contato com a modalidade no Pinheiros, clube que é praticamente sua segunda casa. Desde então, nunca mais deixou o esporte, que o levou a ser um aleta olímpico. No ano passado, ele fez parte da equipe brasileira que disputou os Jogos do Rio.

Aluno do quarto ano do curso de Business (algo entre Administração de Empresas e Economia) do New Jersey Institute of Technology, Marques decidiu ir para os Estados Unidos porque não via muito futuro para ele na esgrima, esporte pouco popular no Brasil. Como integrante do forte time de sua universidade, o esgrimista disputa o circuito universitário americano e foi graças a isso que conseguiu um lugar na equipe olímpica brasileira.

“Nos Estados Unidos, o meu treinador quis mudar meu estilo, mas não deu certo”, conta o atleta de 20 anos. “Mas ter ido para lá me fez aumentar o meu volume de combate, pois disputei competições com muito mais frequência, e isso foi responsável por 80% da minha classificação. No Brasil, você compete sempre com as mesmas pessoas, são poucas competições. Lá, a cada duas semanas eu participo de um torneio.”

Marques faz parte do programa de apoio das Forças Armadas ao esporte no Brasil – é sargento do Exército – e recebe ajuda do governo brasileiro e do Pinheiros, ao qual continua ligado, mas assim mesmo não se vê como um profissional da esgrima. Por isso, leva muito a sério o curso nos Estados Unidos, pois seu objetivo principal é voltar ao país para trabalhar no mercado financeiro.

“Meu foco está nos estudos. Não dá para viver de esgrima”, lamenta o paulistano, que foi eliminado em sua luta de estreia nos Jogos do Rio, na categoria florete, pelo egípcio Mohamed Essam. “Não fiquei feliz com o resultado, era um combate ganhável. Eu fiquei chateado por não ter conseguido jogar como eu queria, por puro nervosismo. Quando entrei na arena, e vi o público brasileiro gritando, acabei travando, não consegui fazer o que estava acostumado. Mas foi uma experiência incrível estar lá.”

Veja.com

132
foto: divulgação

Rafaelson, Wallace e Flávio estavam no carro, mas não ficaram feridos. Situação ocorreu no Trobogy; autor do disparo usava camisa do clube.

m carro em que estavam três jogadores do Vitória, Rafaelson, Wallace e Flávio, foi baleado no bairro do Trobogy, em Salvador, na madrugada desta sexta-feira. A situação aconteceu quando os atletas retornavam para casa após o triunfo por 2 a 1 diante do Bahia, no Barradão, em jogo de ida da semifinal da Copa do Nordeste. Parte do vidro do veículo ficou foi quebrada, mas ninguém foi ferido.

Em contato por telefone, os jogadores preferiram não se manifestar sobre o assunto. Segundo apuração do GloboEsporte.com, eles foram instruídos pela diretoria do clube a não falar com a imprensa. Augusto Vasconcelos, do departamento jurídico do clube, confirmou o crime e informou que o Vitória vai acompanhar a situação e cobrar providências.

– Os jogadores estavam em um carro que foi fechado por outro. Nesse momento desceu um homem usando uma camisa do Vitória e realizou o disparo. A gente acha que foi alguém infiltrado, mas isso só a polícia vai poder dizer. O clube vai prestar todo apoio aos jogadores, eles ficaram muito assustados. Estamos acompanhando o caso e vamos cobrar as devidas providências da polícia – disse.

Augusto também falou sobre a decisão da CBF para que a partida acontecesse com torcida única e questionou a segurança no entorno do estádio.

– Tudo isso revela que o problema da segurança é grave e as questões de segurança acontecem de forma geral, com torcida única ou não. Repito que vamos cobrar para que as providências sejam tomadas, não vamos deixar isso passar impune – finalizou.

O GloboEsporte.com tentou entrar em contato com a 10ª Delegacia Territorial, em Pau da Lima, onde o caso foi registrado, mas as ligações não foram atendidas. Ainda não é possível definir se o caso se tratou de uma tentativa de assalto ou estava relacionado com o futebol.

No primeiro Ba-Vi do ano, um torcedor do Bahia foi morto e outro baleado em um posto de gasolina próxima ao estádio. Por conta da morte e de outras confusões que aconteceram no jogo, a CBF determinou que o clássico da última quinta-feira e os outros três, que acontecem nos próximos dez dias, aconteçam com torcida única. G1

160
(Foto: Betto Jr/CORREIO )

Tricolor marca com Edson logo no início, mas Leão consegue a virada com gols de Euller e André Lima no Barradão.

Gols, bolas na trave, expulsão, chuva, queda de energia. O primeiro Ba-Vi da semifinal da Copa do Nordeste só não teve torcida dos dois times, mas sobrou emoção dentro de campo no Barradão. De virada, o Vitória venceu o Bahia por 2×1, na noite desta quinta-feira (27), e jogará pelo empate domingo (30), às 16h, na Fonte Nova. Para avançar, Bahia precisa fazer 1×0. Leão também avança se perder por um gol de diferença, desde que seja com placar a partir de 3×2 (4×3, 5×4…). E claro, 2×1 para o Bahia leva a decisão para os pênaltis.

O jogo começou sob muita chuva, que não foi suficiente para diminuir a vibração da torcida rubro-negra na arquibancada. Reinando sozinha, somente um gol do tricolor esfriaria os ânimos e foi o que aconteceu logo aos quatro minutos.

(Foto: Betto Jr/CORREIO )

(Foto: Betto Jr/CORREIO )

Allione cobrou escanteio e Edson subiu sozinho para cabecear e abrir o placar. Como não pôde correr pra galera para comemorar, restaram os abraços e carinhos dos companheiros e comissão técnica no banco de reservas: Bahia 1×0.

O Vitória tentou responder com David em jogada individual, mas o atacante foi derrubado por Hernane quando avançava em velocidade. Quem se deu mal, no entanto, foi o camisa 9 tricolor, que além de receber o terceiro cartão amarelo e ficar fora do jogo da volta, se machucou no lance e saiu do estádio direto para o hospital com suspeita de fratura. Guto Ferreira colocou Gustavo no lugar.

Na sua primeira jogada, fez bem o pivô e rolou na direita para Edigar Junio cruzar e a zaga afastar. Na segunda, aos 19 minutos, Gustavo foi pra uma dividida forte com Kanu próximo à bandeira de escanteio e deixou o braço. Apesar de não ter acertado, o zagueiro do Vitória caiu no chão, o árbitro entendeu que o lance era pra expulsão e aplicou cartão vermelho. Os jogadores do Bahia protestaram e houve confusão entre os dois times. Até Argel foi para o bolo.

Quando a bola voltou a rolar, o Vitória partiu logo pra cima em busca do empate. Tentou com André Lima de cabeça, mas o camisa 99 mandou pra fora. O Bahia levou mais perigo e quase ampliou em contra-ataque puxado por Armero. O colombiano lançou Allione, que tocou de trivela tentando encobrir Fernando Miguel e a bola passou por cima do gol. Correio 24h

 

 

157
Foto: Karim Sahib | AFP

Assim como já acontecido na prova de abertura da Fórmula 1, na Austrália, Sebastian Vettel voltou a levar a melhor em uma batalha com Lewis Hamilton ao vencer o GP do Bahrein, neste domingo, no circuito de Sakhir, onde assumiu a liderança isolada do Mundial, com 68 pontos.

O piloto da Ferrari cruzou a linha de chegada justamente à frente do inglês da Mercedes, que vinha de uma vitória na China e agora teve de se contentar com o segundo lugar. O posto fez o tricampeão mundial ficar com 61 pontos na vice-liderança do campeonato, que segue sendo dominado pelos dois rivais até aqui.

Até agora, os dois estão se alternando nas posições do grid em três provas disputadas, pois Hamilton terminou em segundo lugar na primeira corrida do ano, em Melbourne, antes de deixar o ferrarista em segundo em Xangai.

Já o finlandês Valtteri Bottas, que largou da pole pela primeira vez em sua carreira na F-1, terminou em terceiro lugar, mesma colocação que ocupa no Mundial, agora com 38 pontos. O mesmo vale para o seu compatriota Kimi Raikkonen, da Ferrari, que fechou o GP do Bahrein em quarto lugar e também figura neste posto da tabela, com 34 pontos.

Felipe Massa, que havia ficado sem pontuar no GP da China após abrir a temporada com um sexto lugar na Austrália, voltou a repetir a sexta posição no Bahrein e saltou do oitavo para o sétimo lugar na classificação, com 16 pontos. Logo à frente do brasileiro da Williams está o australiano Daniel Ricciardo, da Red Bull, que fechou a prova deste domingo em quinto e chegou aos 22 pontos na sexta colocação.

Já o jovem talentoso holandês Max Verstappen estacionou nos 25 pontos e figura na quinta posição depois de ter abandonado a prova deste domingo após sofrer uma batida provocada por um problema nos freios de sua Red Bull.

A corrida

Depois de largar em terceiro lugar, Vettel saiu mais rápido do que Hamilton, que partiu do segundo posto do grid e levou a ultrapassagem do alemão na primeira curva após a reta dos boxes. Já Bottas sustentou a primeira posição.

Massa, por sua vez, partiu do oitavo posto do grid e também largou bem ao ganhar duas colocações e assumir o sexto lugar. O mesmo valeu para o Verstappen, que largou em sexto e, com a habitual ousadia, rapidamente saltou para o quarto lugar.

Ricciardo, que partiu em quarto, caiu para quinto, enquanto Raikkonen desceu do quinto lugar do grid para o sétimo, ficando logo atrás de Massa. O brasileiro, porém, já na oitava volta foi ultrapassado pelo finlandês.

E, em meio ao calor da prova noturna do Bahrein, as equipes começaram a mostrar aos poucos que adotariam uma estratégia de pelo menos duas paradas nos boxes ao irem trocar os pneus antes das primeiras 15 voltas. E o primeiro a ir para o pit stop foi o canadense Lance Stroll, da Williams, já na nona.

Vettel foi para os boxes em seguida, na 11ª, quando trocou os compostos supermacios por outros do mesmo tipo. Assim, Hamilton herdou a segunda posição de Vettel e Ricciardo subiu para terceiro.

Foto; F1

Acidente e fim da prova

Já Verstappen foi para os boxes na 12ª volta e também voltou para a pista com pneus supermacios, repetindo a estratégia da Ferrari. O holandês, porém, não imaginava que a sua corrida esteve prestes a acabar de forma precoce. Já no primeiro giro na pista após sair dos boxes, o piloto foi prejudicado por um problema nos freios de sua Red Bull, passou reto em uma das curvas e só foi parar no muro de proteção.

E um novo acidente ocorrido em seguida acabou motivando a entrada do carro de segurança na pista. Na 14ª volta, Carlos Sainz, da Toro Rosso, havia acabado de deixar os boxes após troca de pneus e se chocou com Lance Stroll, que tentava contornar a curva e levou forte pancada na lateral de sua Williams. Por causa das avarias nos dois monopostos, os dois foram obrigados a abandonar a corrida.

A próxima prova do calendário da F-1 será no dia 30 de abril, em Sochi, palco do GP da Rússia e da quarta etapa do campeonato. Conteúdo do Estadão

Confira a classificação final do GP do Bahrein:

1) Sebastian Vettel (ALE/Ferrari), em 1h33min53s373

2) Lewis Hamilton (ING/Mercedes), a 6s600

3) Valtteri Bottas (FIN/Mercedes), a 20s397

4) Kimi Raikkonen (FIN/Ferrari), a 22s475

5) Daniel Ricciardo (AUS/Red Bull), a 39s346

6) Felipe Massa (BRA/Williams), a 54s326

7) Sergio Pérez (MEX/Force India), a 1min02s606

8) Romain Grosjean (FRA/Haas), a 1min14s865

9) Nico Hülkenberg (ALE/Renault), a 1min20s188

10) Esteban Ocon (FRA/Force India), a 1min35s711

11) Pascal Wehrlein (ALE/Sauber), a uma volta

12) Daniil Kvyat (RUS/Toro Rosso), a uma volta

13) Jolyon Palmer (ING/Renault), a uma volta

14) Fernando Alonso (ESP/McLaren), a três voltas

Não completaram a prova

Marcus Ericsson (SUE/Sauber), 50 voltas

Carlos Sainz (ESP/Toro Rosso), 12 voltas

Lance Stroll (CAN/Williams), 12 voltas

Max Verstappen (HOL/Red Bull), 11 voltas

Kevin Magnussen (DIN/Haas), 11 voltas

Stoffel Vandoorne (BEL/McLaren), não largou

149
Cleiton Xavier comemora o gol marcado no clássico (Foto: Maurícia da Matta/ EC Vitória)

Rubro-negro bateu o rival por 2×1, gols de Cleiton Xavier e Kanu. Alan Costa, contra, fez o gol de honra tricolor.

Uma grande prévia com gostinho de quero mais . O primeiro dos pelo menos cinco Ba-Vis de 2017 teve todos os ingredientes de um grande clássico. Suspense, surpresas, expulsão, gols e muita festa nas arquibancadas. Cirúrgico, o Vitória levou a melhor e venceu o Bahia por 2×1 com gols de Cleiton Xavier e Kanu. Alan Costa, contra, descontou para o tricolor.

Como todo bom clássico, teve emoção, apreensão e novidades antes mesmo da bola rolar, quando o Bahia confirmou o veto de Edson, que sofreu uma pancada no treino de sexta-feira, e o Vitória anunciou que Kieza ficaria de fora, por ter sentido a coxa durante o aquecimento. Renê Júnior e André Lima foram os respectivos substitutos.

Quando o jogo começou, o Vitória foi o primeiro a assustar. André Lima abriu na esquerda para Gabriel Xavier, que fez cruzamento perigoso para o camisa 99 pegar de primeira e mandar por cima do gol, assustando Anderson.

Resultado de imagem para Vitória vence o Bahia na Fonte Nova e confirma melhor campanha do Baianão

Triunfo manteve o Vitória com 100% de aproveitamento no Campeonato Baiano (Foto: Felipe Oliveira/E.C. Bahia)

Na cobrança de falta, Régis rolou para Juninho pegar firme na bola e obrigar Fernando Miguel a fazer uma defesa difícil. No final do primeiro tempo, em lance despretensioso, Zé Welison teve uma entorse no joelho na disputa com Régis e teve que ser substituído por Bruno Ramires.

Quando o 0x0 teimava no placar, Cleiton Xavier tirou o grito de gol da garganta dos rubro-negros aos 44 minutos. A jogada começou com André Lima ganhando de Tiago pelo alto e desviando para Gabriel Xavier. O meia invadiu a área na velocidade e cruzou para trás. Juninho se antecipou e quase mandou contra, Armero tirou de cabeça em cima da linha e, na sobra, Patric teve tranquilidade para cruzar no pé de Cleiton, que só empurrou para o fundo das redes.

E deu tempo de sair mais um. Aos 48, Gabriel Xavier cobrou escanteio e Kanu subiu mais que toda a zaga tricolor para fazer o segundo. Uma cabeçada certeira, no ângulo.

JOGO QUENTE

Em desvantagem no placar, o Bahia voltou com tudo para o segundo tempo e, logo no primeiro lance, Allione cruzou no capricho para Edigar ajeitar de cabeça buscando Hernane, mas Kanu chegou antes dele.

Tiago tratou de complicar a reação tricolor. Em disputa de bola com André Lima, o zagueiro deixou o braço no rosto do atacante e foi expulso. Com um a menos, as coisas ficaram ainda mais difíceis para o Bahia. O Vitória controlava com tranquilidade e sem se expor.

Até que, aos 12 minutos, Eduardo fez grande jogada pela direita e chutou rasteiro. A bola desviou no zagueiro rival Alan Costa, que tentou fazer o corte. A bola, contudo, foi direto contra o próprio gol. Veja abaixo. Correio da Bahia

147
Foto; reprodução

Autor de um golaço, garoto da base recebe melhor nota na avaliação do CORREIO; meias titular e reserva não vão bem.

David começou o ano em alta no Vitória e segue mostrando que seu lugar no time titular do Vitória é por merecimento. Mesmo com as contratações do Leão cada dia mais em forma, o garoto da base continua com bom rendimento. E com gols.

Contra o Sergipe, na noite de quarta (22), no Batistão, em Aracaju, pela Copa do Nordeste, ele provou mais uma vez a ascensão em 2017. Marcou um golaço de canhota, de fora da área, e foi eleito, na avaliação do CORREIO, como o melhor jogador do Vitória em campo no triunfo por 2×1 do rubro-negro. Recebeu a nota 8.

Logo abaixo, esteve seu companheiro de ataque, Kieza. O K9 parecia que ia perder um gol feito após cruzamento de Geferson, mas se recuperou e, de pontinha de chuteira, fez o suficiente para tirar o goleiro Ferreira da jogada após chute de Gabriel Xavier. O centroavante ainda se movimentou bastante e quase faz o segundo no final da partida, em lance que machucou o tornozelo. Ficou com a nota 7,5, assim como o goleiro Fernando Miguel, que, com uma defesa sensacional em falta cobrada por Elton, garantiu os tr~es pontos e a liderança do grupo E na competição.

Por outro lado, Cleiton Xavier e Cárdenas, seu substituto no 2º tempo, estiveram pouco inspirados. O primeiro apareceu pouco em campo, deixando o protagonismo com Kieza, David e Gabriel Xavier, além dos laterais Patric e Geferson. Já o colombiano só foi notado em capo quando recebeu o cartão amarelo por puxar um adversário. Ambos acabaram sendo avaliados com a nota 5. Correio