Tags Posts tagged with "chapecoense"

chapecoense

176

O Vitória finalizou, nesta quarta-feira (15), a preparação para a partida contra a Chapecoense. As duas equipes vão medir forças nesta quinta-feira (16), às 19h no horário de Salvador, na Arena Condá, na cidade catarinense de Chapecó, pela 35ª rodada do Campeonato Brasileiro. O técnico Vagner Mancini capitaneou as atividades realizadas num resort em Itu, interior de São Paulo.

O goleiro Fernando Miguel participou normalmente das atividades com o restante do grupo, sem sentir dores musculares. Assim como o atacante colombiano Santiago Tréllez, que se recuperou de uma pancada sofrida no compromisso do último domingo (12), contra o Grêmio. Após um trabalho físico, Mancini comandou um treino coletivo ensaiando situações de jogo, sempre parando quando necessário para corrigir as falhas. Os atletas também treinaram jogadas de bola parada. As atividades do dia foram finalizadas com o tradicional rachão, que contou com a participação de Mancini.

A delegação rubro-negra agora segue para a cidade de Chapecó, local do duelo desta quinta. O desembarque na cidade catarinense está previsto para o início da noite desta quarta. O Vitória ocupa a 16ª colocação na tabela de classificação do Brasileirão, com 39 pontos, quatro a mais da zona de rebaixamento. A Chapecoense é o 13º com 44.

Bahia Notícias

97
Foto: reprodução

O goleiro titular do Vitória, Fernando Miguel, ainda se recupera de uma lesão na músculo anterior da coxa esquerda, sofrida no empate em 1 a 1 com o Grêmio, no domingo (12), pela 34ª rodada da Série A. O técnico do Leão, Vagner Mancini, cogitou substituir o jogador na partida, mas o arqueiro seguiu no duelo e foi um dos destaques da equipe. Em entrevista ao Metro1, o médico do Vitória, Dr. Wilson Vasconcelos, afirmou que Fernando Miguel passará por tratamento ao longo da semana.

Ele afirmou ainda que o jogador não está vetado da partida contra a Chapecoense, na quinta-feira (16), na Arena Condá. “Ainda estamos tratando ainda. Ele conseguiu terminar o jogo. Vamos tratar hoje até a véspera do jogo para definir se ele vai jogar. Ele sentiu uma dor na anterior da coxa esquerda. Ele teve uma dor pequena, mas não comprometeu a atuação dele. Foi um dos melhores em campo”, disse médico rubro-negro. Metro1

189

Bandeira branca no primeiro encontro judicial envolvendo familiares de jogadores mortos no acidente de 29 de novembro e a Chapecoense. Em série de audiências no início da noite de segunda-feira, na Justiça do Trabalho de Chapecó, as viúvas de Gil, Ananias, Bruno Rangel, Aílton Canela e Gimenez acenaram com a possibilidade de acordo com o clube. As cobranças são de integralização da remuneração do marido, danos morais e lucro cessante, referente à expectativa de vida profissional interrompida pela morte.

Apesar de o processo seguir normalmente na Justiça, os próximos passos apontam para negociação direta da Chapecoense com o quinteto, que é representado pelo escritório Camilo e Martinez, de São Paulo. A viúva de Lucas Gomes também conta com o mesmo advogado e está na fase final coleta de documentação para entrar com a ação nos mesmos moldes. Letícia, viúva de Danilo, também entrou com a ação, mas optou por outro escritório de advocacia.

A expectativa é de que as conversas avancem por mais de dois meses até que novas audiências sejam marcadas. Apesar de todas as famílias apontarem as mesmas cobranças, os casos são tratados de maneira individualizada, mas com parâmetros semelhantes. As negociações com a Chapecoense vão apontar a direção para que o acordo seja selado.

A resolução do processo terá interferência direta nas indenizações a serem pagas daqui para frente. Todo cálculo feito até o momento tem como base o salário previsto na carteira de trabalho dos jogadores, o que é questionado pelos familiares. Essa foi a matemática, por exemplo, dos 40 salários pagos de seguro pela própria Chapecoense (28) e pela CBF (12). A argumentação dos advogados leva em conta a divisão entre CLT e direito de imagem, que impacta diretamente ainda em outros vencimentos dos atletas, como premiação por vitórias e títulos.

132

A família do técnico Caio Júnior, morto aos 51 anos no acidente aéreo da Chapecoense em novembro de 2016, irá ingressar nesta quarta-feira com uma ação de indenização no valor aproximado de R$ 30 milhões, na Justiça do Trabalho de Chapecó, em Santa Catarina. Caio Júnior foi contratado como treinador da Chape em junho de 2016.

Os valores pedidos pela família são aproximados e baseados no salário de R$ 120 mil que o treinador recebia no clube e os anos em que ainda poderia estar trabalhando.

O GloboEsporte.com apurou que uma das motivações da família para entrar com o pedido é a dificuldade em receber valores indenizatórios considerados como responsabilidade direta, que é quando o empregado sofre qualquer tipo de acidente à serviço do empregador. O clube vinha negociando o pagamento aos atletas através do seguro, mas as famílias reprovaram o acordo.

Até agora, a família de Caio Júnior recebeu apenas o valor do seguro feito pela CBF, que existe com todos os atletas e membros de comissão técnica que são confederados. O valor é de 12 vezes o salário do atleta, considerando um ano de pagamento.

A reportagem entrou em contato com o advogado da família, Luis Fernando Pereira, que informou que os representantes de Caio Júnior irão se pronunciar nesta quarta-feira, em uma solenidade de homenagem ao treinador, que será feita pelo Paraná Clube.

Globo

260

A Chapecoense pode ser reconhecida, pela Conmebol, como campeã da Copa Sul-Americana 2016 nesta segunda-feira (5). A informação foi divulgada pelo jornal argentino “La Nación”.

O outro finalista da competição, o Atlético Nacional, da Colômbia, já tinha pedido para que esta decisão fosse tomada desde a última terça-feira (29), dia em que ocorreu o acidente aéreo que matou quase toda a delegação da Chape.

No dia em que ocorreu o acidente, apesar da posição do Atlético Nacional de ceder o título, a Conmebol divulgou que a situação sobre quem ficaria com o título da Copa Sul-Americana seria definida no dia 21 de Dezembro. Apesar desta posição inicial, a decisão pode ser antecipada por causa do clamor internacional.

Varela Notícias

191

O avião que levava a equipe da Chapecoense já havia sofrido 13 acidentes menores.

A informação foi divulgada pela ESPN Brasil e a aeronave teria sido fabricada em 1990, o que de acordo com um especialista ouvido pela emissora, não a configura como velha. “Um avião de 26 anos não é velho, porque a manutenção não é igual a de um carro, porque as peças prologam muito a vida útil de um avião, a manutenção é preventiva e as peças são trocadas antes do desgaste”, afirmou.

Porém, ele foi firme ao condenar o número de ocorrências com o avião, que não seria “tolerável”.

Até o momento, apenas cinco pessoas sobreviveram ao acidente na Colômbia.  Bahia Notícias

264

Ao menos 22 jogadores da Chapecoense estavam no avião que caiu na noite da última segunda-feira (29) no município de La Ceja, perto de Medellín, onde a equipe catarinense disputaria a final da Copa Sul-Americana.

Dos atletas, sobreviveram apenas três: os goleiros Danilo e Jackson Follmann e o zagueiro Neto, que foi encontrado com vida nos escombros do avião.

O lateral Alan Ruschel foi um dos primeiros a ser anunciado como sobrevivente, mas ele não resistiu.

No total, foram 76 vítimas.

As vítimas do elenco são os laterais Giménez, Dener e Caramelo; os zagueiros Marcelo, Filipe Machado, Thiego e Neto; os meio-campistas Josimar, Gil, Sérgio Manoel, Matheus Biteco, Cleber Santana e Arthur Maia; e os atacantes Kempes, Ananias, Lucas Gomes, Tiaguinho, Bruno Rangel e Canela. (Veja galeria)

Alguns atletas não embarcaram com a delegação, como Neném, Hyoran, Martinucico, Nivaldo, Rafael Lima e Demerson, que não vinham sendo usados pelo técnico Caio Júnior, que também faleceu. O prefeito de Chapecó, Luciano Buligon, estava na lista de convidados do clube, mas não viajou.

Entre os 72 passageiros, além dos 22 jogadores, havia 18 membros da comissão técnica, oito da diretoria, três convidados, incluindo o presidente da Federação Catarinense de Futebol, Delfim Peixoto Filho, e 21 representantes da imprensa, inclusive o ex-jogador e ex-técnico Mário Sérgio, comentarista dos canais “Fox Sports”.

Confira a lista de passageiros do voo:

Atletas:

1. Danilo (sobreviente)

2. Gimenez

3. Bruno Rangel

4. Marcelo

5. Lucas Gomes

6. Sergio Manoel

7. Felipe Machado

8. Matheus Biteco

9. Cleber Santana

10. Alan Ruschel

11. William Thiego

12. Tiaguinho

13. Neto (sobrevivente)

14. Josimar

15. Dener

16. Gil

17. Ananias

18. Kempes

19. Follmann (sobrevivente)

20. Arthur Maia

21. Mateus Caramelo

22. Aílton Canela (Veja aqui a foto dos jogadores)

Comissão técnica:

22. Caio Júnior

23. Duca

24. Pipe Grohs

25. Anderson Paixão

26. Anderson Martins

27. Dr. Marcio

28. Gobbato

29. Cocada

30. Serginho

31. Serginho

32. Adriano

33. Cleberson Silva

34. Maurinho

35. Cadu

36. Chinho di Domenico

37. Sandro Pallaoro

38. Cezinha

39. Giba

Diretoria:

40. Plínio D. de Nes Filho

41. Nilson Folle Júnior

42. Decio Burtet Filho

43. Edir de Marco

44. Ricardo Porto

45. Mauro dal Bello

46. Jandir Bordignon

47. Dávi Barela Dávi

Convidados:

48. Delfim Peixoto Filho

49. Luciano Buligon

50. Gelson Meisão

Imprensa:

51. Victorino Chermont

52. Rodrigo Gonçalves

53. Devair Paschoalon

54. Lilacio Júnior

55. Paulo Clement

56. Mario Sergio Paiva

57. Guilher Marques

58. Ari Júnior

59. Guilherme Laars

60. Giovane Klein

61. Bruno Silva

62. Djalma Neto

63. Adré Podiacki

64. Laion Espindula

65. Rafael Henzel (sobrevivente)

66. Renan Agnolin

67. Fernando Schardong

68. Edson Ebeliny

69. Gelson Galiotto

70. Douglas Dorneles

71. Jacir Biavatti. (ANSA)