Tags Posts tagged with "Caixa Econômica Federal"

Caixa Econômica Federal

12

Com dois dias de antecedência em relação ao calendário oficial, os correntistas da Caixa Econômica Federal e do Banco do Brasil (BB) com mais de 70 anos recebem hoje (17) os depósitos do Programa de Integração Social (PIS) e do Programa de Formação do Patrimônio do Serviço Público (Pasep). Os bancos transferirão, sem custos, o dinheiro aos beneficiários com conta nas instituições financeiras.

Quem não tiver conta na Caixa, que administra o PIS, ou no Banco do Brasil, que gerencia o Pasep, só poderá sacar os recursos a partir da próxima quinta-feira (19), quando começa o calendário oficial de saques. A retirada poderá ser feita nos terminais de autoatendimento, nas casas lotéricas, nos correspondentes bancários e nas casas lotéricas, dependendo do valor das cotas.

A retirada é válida somente para os trabalhadores com carteira assinada que contribuíram para algum dos dois fundos até 4 de outubro de 1988.

Em 17 de novembro, começará o saque para aposentados. Em 14 de dezembro, a retirada será liberada para homens a partir de 65 anos e para mulheres a partir de 62 anos. Não há data limite para os saques. Os herdeiros de cotistas falecidos podem sacar o dinheiro a qualquer momento.

Quem contribuiu após 4 de outubro de 1988 não tem direito ao saque. Isso ocorre porque a Constituição de 1988 passou a destinar a arrecadação do PIS/Pasep para o Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT), que paga o seguro-desemprego e o abono salarial, e para o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

De acordo com o governo, a medida vai injetar R$ 15,9 bilhões na economia e beneficiar 7,8 milhões de pessoas. Desse total, R$ 11,2 bilhões virão dos saques do PIS, vinculado aos trabalhadores da iniciativa privada e administrado pela Caixa Econômica Federal, que beneficiarão 6,4 milhões de cotistas. O restante virá do Pasep, vinculado aos servidores públicos e administrado pelo Banco do Brasil.

Retirada

Na Caixa Econômica, os cotistas do PIS poderão fazer a retirada de três maneiras. Os pagamentos de até R$ 1,5 mil serão feitos nos caixas eletrônicos, digitando a Senha Cidadão, sem a necessidade de cartão bancário. Quem não tiver a senha pode obtê-la no seguinte endereço, bastando clicar em “esqueci a senha” e preencher os dados.

Os saques de até R$ 3 mil podem ser feitos nos caixas eletrônicos, mas o cliente precisará usar o Cartão Cidadão e digitar a Senha Cidadão. Nas lotéricas e nos correspondentes bancários, o cotista poderá retirar o dinheiro, levando o Cartão Cidadão, a Senha Cidadão e algum documento oficial de identificação com foto. Acima desse valor, o beneficiário deverá ir a alguma agência da Caixa levando documento oficial com foto.

Clientes da Caixa receberão o depósito automaticamente nas contas correntes dois dias úteis antes do calendário de saques. A Caixa informou que também fará a transferência do dinheiro para clientes de outros bancos, desde que a conta esteja no mesmo nome do beneficiário. A operação não terá custos.

Pasep

Em relação aos saques do Pasep, o Banco do Brasil também depositará o dinheiro automaticamente nas contas dos correntistas dois dias antes do calendário de saques.

Os cotistas com saldo de até R$ 2,5 mil sem conta no banco poderão pedir transferência para qualquer conta em seu nome em outra instituição financeira na página do banco na internet ou nos terminais de autoatendimento. Não correntistas com saldo acima desse valor ou herdeiros de cotistas falecidos deverão ir às agências.

Os clientes com dúvidas podem consultar as páginas da Caixa www.caixa.gov.br/cotaspis ou do Banco do Brasil www.bb.com.br/pasep.

Agência Brasil

23
Quase metade desses recursos (R$ 3,9 bilhões) foi resultado do ágio dos leilões em setembro das usinas da Cemig e dos blocos de petróleo

resultado melhor que o esperado com as receitas extraordinárias de setembro dividiram a equipe econômica. Enquanto o Ministério do Planejamento quer usar esses recursos para descongelar gastos, a Fazenda prefere segurá-los para fechar este ano com um deficit menor do que a meta de R$ 159 bilhões.

Hoje, o governo conta com cerca de R$ 8 bilhões a mais do que o previsto para essas receitas extraordinárias.

Quase metade desses recursos (R$ 3,9 bilhões) foi resultado do ágio dos leilões em setembro das usinas da Cemig e dos blocos de petróleo.

A equipe econômica esperava arrecadar R$ 11 bilhões com a venda de quatro hidrelétricas da estatal mineira e faturou R$ 12,1 bilhões.

Com o leilão dos campos de petróleo, o ganho foi maior. A União previa arrecadar R$ 1 bilhão e recebeu R$ 3,8 bilhões com as outorgas.Fazenda e Planejamento ainda precisam se entender para a liberação de R$ 4 bilhões em precatórios “presos” no Banco do Brasil e na Caixa Econômica Federal.

Precatórios são recursos de sentenças judiciais depositados em bancos estatais.

Um projeto de lei aprovado recentemente permite que o governo use automaticamente o dinheiro não sacado há mais de dois anos.

No entanto, os bancos públicos apresentaram pendências jurídicas que barram essa liberação. Planejamento e Fazenda teriam de baixar uma portaria para resolver o problema, mas ainda não chegaram a um acordo.

DIVERGÊNCIA

No mês passado, a equipe econômica liberou R$ 12,8 bilhões que estavam congelados devido a restrições orçamentárias.

No entanto, R$ 32,2 bilhões em despesas previstas pelos ministérios e pela administração direta continuam represados.

Dirigentes de sociedades científicas já foram ao presidente Michel Temer para informar que pesquisas importantes para o país serão paralisadas e, se isso ocorrer, estarão praticamente perdidas. Somente neste ano, há um buraco de R$ 1,3 bilhão no orçamento do Ministério de Ciência e Tecnologia. No próximo ano, essa diferença passará para R$ 2,5 bilhões.

Parlamentares mineiros querem que parte da verba extra seja empregada em projetos no Estado, como forma de compensação pela perda das usinas da Cemig.

O vice-presidente da Câmara, Fábio Ramalho (PMDB-MG), diz que pediu a Temer R$ 1 bilhão para compra e manutenção de equipamentos para hospitais, além de verbas para as rodovias BR- 381 e BR-367.

O Planejamento vê sinais consistentes de retomada da arrecadação e, por isso, defende a liberação de recursos.A equipe do ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, prefere a cautela.

A receita que virá do Refis é o principal fator de incerteza. Da forma como foi aprovado pelo Congresso, o programa de refinanciamento de dívidas tributárias deverá sofrer vetos de Temer e isso poderá reduzir a previsão de arrecadação de cerca de cerca de R$ 10 bilhões para cerca de R$ 7 bilhões.

Como fez no ano passado, a Fazenda prefere usar a possível “sobra” de recursos para reduzir o deficit fiscal neste ano, que já foi ampliado de R$ 139 bilhões para R$ 159 bilhões. Isso daria um sinal de compromisso do governo com o ajuste fiscal.

Folhapress.

158

Operação conjunta entre as Polícias Civil e Militar de Castro Alves, no recôncavo baiano, prendeu em flagrante delito na tarde da última segunda-feira (15), uma mulher identificada por Eliana Trindade Rodrigues, 54 anos, a qual, em companhia de outras pessoas já identificadas, estava aplicando golpes em várias cidades da região.

A quadrilha aplicava os golpes fazendo empréstimos usando documentos falsos. No caso de Castro Alves, o empréstimo teria sido solicitado há 15 dias diretamente na agência da Caixa Econômica Federal  desta Cidade, porém não foi liberado, razão pela qual a quadrilha se dirigiu ao correspondente bancário do mesmo banco na Cidade, quando então foi aprovado um empréstimo no valor de R$ 34.500,00 (trinta e quatro mil reais).

Eliana já estava na fila do banco para resgatar o dinheiro, quando foi presa pelos policiais. Na Delegacia ainda se apresentou com documento falso, se passando por Joana Martins Araújo Santos, mas foi de logo descoberta pelos policiais.

O golpe já teria sido aplicado recentemente pelos menos nas Cidades de Riachão do Jacuípe, Santo Antônio de Jesus, Ipirá e Itaberaba.

Segundo as informação da policia, Eliana Trindade Rodrigues irá responder pelos crimes de estelionato majorado, formação de quadrilha e uso de documento falso, ficando a disposição da Justiça Criminal.

Portal Bahia10

75

O sorteio da Mega-Sena deste sábado (13) pode pagar um prêmio de R$ 18 milhões para quem acertar as seis dezenas. O concurso 1.930 acontece às 20h (horário de Brasília), no município de Lucas do Rio Verde (MT). Com valor mínimo de R$ 3,50, as apostas podem ser feitas até 19h deste sábado, em qualquer lotérica do país. O número de dezenas jogadas e o tipo de aposta alteram a probabilidade de vencer o concurso. De acordo com a Caixa Econômica Federal, para aposta simples, a probabilidade de ganhar o prêmio milionário é de 1 em 50.063.860. Já no caso de uma aposta com 15 dezenas (número máximo), no valor de R$ 17.517,50, a probabilidade é de 1 em 10.003.

117

A Caixa Econômica Federal confirmou no Diário Oficial da União (DOU) desta quarta-feira, 8, o calendário já divulgado para o pagamento das contas inativas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). O período de saque dos valores começa nesta sexta-feira, dia 10, em todo o País para as pessoas nascidas em janeiro e fevereiro.

Pela Medida Provisória 763/2016, que autorizou a iniciativa, tem direto a retirar o saldo das contas inativas o trabalhador que pediu demissão ou foi demitido por justa causa até 31 de dezembro de 2015.

De acordo com a Caixa, a medida abrange 49,6 milhões de contas, com saldo de R$ 43,6 bilhões. O governo diz que 30,2 milhões de trabalhadores serão beneficiados e estima que haverá a injeção de mais de R$ 30 bilhões na economia.

O pagamento das contas inativas será realizado a partir desta semana e vai até o dia 31 de julho. Para quem nasceu em março, abril e maio, o início do repasse será em 10 de abril. Para os aniversariantes de junho, julho e agosto, o saque será a partir de 12 de maio.

Para quem nasceu em setembro, outubro e novembro, o início do pagamento está marcado para 16 de junho. Por fim, os nascidos em dezembro poderão se dirigir à Caixa para o saque dos valores a partir de 14 de julho.

A Caixa avisa que o trabalhador titular de conta poupança do banco terá os valores creditados nessa conta de forma automática. Aquele trabalhador que não quiser o crédito automático deverá se manifestar no prazo mínimo de 10 dias de antecedência da data do saque correspondente ao seu aniversário em um dos canais de atendimento da Caixa. Com informações do Estadão Conteúdo.

115

Um homem foi socorrido para o Hospital Geral Clériston Andrade, em Feira de Santana, por volta das 16h30 de quinta-feira (18), após ser assaltado por dois homens não identificados, que estavam em um veículo de cor prata.

Segundo informações do boletim de ocorrência do hospital, Roberto de Jesus Teixeira, 38 anos, foi à agência da Caixa Econômica Federal, localizada próximo ao Instituto de Educação Gastão Guimarães, e sacou sete mil reais.

Ao sair foi surpreendido pelos dois assaltantes que o obrigaram a entrar no carro. Além de levar o dinheiro, os homens sequestram a vítima que foi levada até o conjunto Feira VI, onde foi agredida e baleada.

Roberto foi socorrido para o hospital e até o fechamento desta matéria não havia recebido alta. O estado de saúde não foi divulgado. Nenhum suspeito foi preso. No local do assalto é grande o número de reclamações de falta de segurança.

Acorda Cidade

273

O apostador baiano que faturou cerca de 14,8 milhões no acumulado da Quina ainda não fez a retirada do prêmio. De acordo com informações divulgadas pela Caixa Econômica Federal na segunda-feira (1º), o sortudo apostou nos números 03, 19, 43, 58 e 67, em uma lotérica de Casa Nova, município da região do Vale do São Francisco, na Bahia.

Ainda segundo a Caixa, o sorteio foi realizado na última terça-feira (26) enquanto o caminhão da sorte estava em Anápolis, Goiás. O novo milionário ainda terá 83 dias para buscar o prêmio, caso contrário, o prêmio será revertido em verba para o Fundo de Financiamento aos Estudantes do Ensino Superior (Fies).

Varela Notícias

    3112
    Foto: Gazeta Online

    A agência da Caixa Econômica Federal de Cruz das Almas não tem realizado de maneira eficaz os atendimentos a seus clientes, gerando uma grande insatisfação por parte dos correntistas, no Recôncavo baiano, a 146 quilômetros de Salvador.

    A principal reclamação são os caixas eletrônicos ultrapassados e velhos, quebrando com facilidade e ficando inoperante durante o dia, que quando o cliente chega para usá-lo, está fora de operação, muitas vezes são vários com os mesmos problemas. Outra reclamação se trata do atendimento aos clientes dentro do banco, que leva várias horas para serem atendidos, perdendo muito tempo dentro da agência. “Há muito tempo que Cruz das Almas já teria que ter uma outra agência para atender a demanda dos clientes do Bolsa Família, pagamento dos aposentados, correntista e outros atendimentos emergenciais”, afirma um cliente do banco.

    Outra agência

    “Uma outra agência foi anunciada no ano passado pela Superintendência Regional da Caixa através de matéria de jornal e site da cidade, mais não foi cumprida, até afirmaram que o imóvel já havia sido alugado e colocaram até data para o funcionamento, que seria em julho de 2015, mais o tempo passou e nada aconteceu, apenas aumentando o sofrimento dos clientes e correntistas que dependem dos serviços da instituição bancária, que em Cruz das Almas, se quer respeita a lei dos 15 minutos. “Acho que a população deveria acionar o Procon, para o cumprimento da lei”, afirma um outro correntista que não quis se identificar, mas que se sente lesado com a falta de respeito da Caixa Econômica Federal.